Prefeito Fábio Junqueira condecora Coprodia com Comenda da Ordem do Brasão

Junqueira salientou que a diretoria da Coprodia auxiliou os trabalhos da Prefeitura na captação de água do Rio Russo para o tratamento via Samae

Como forma de agradecimento ao empenho dos membros da diretoria da Coprodia Usina de Álcool e Etanol durante o período de crise hídrica pelo qual o Município passou em função do longo período de estiagem, o Prefeito de Tangará da Serra, Fábio Martins Junqueira, entregou a Comenda da Ordem do Brasão à empresa.

A entrega aconteceu em Campo Novo do Parecis na última segunda-feira, 06, durante o Encontro de Empreendedores e Lideranças na sede da empresa. “A Coprodia foi uma grande aliada de Tangará da Serra. Parceira de primeira ordem, nos auxiliando durante o drástico período de crise hídrica que enfrentamos por conta da estiagem prolongada”, destacou o Prefeito.

Junqueira salientou que a diretoria da Coprodia auxiliou os trabalhos da Prefeitura na captação de água do Rio Russo para o tratamento via Serviço Autônomo Municipal de Água e Esgoto (Samae) e posterior abastecimento da cidade.

“A usina nos forneceu cerca de dois mil metros de canos que foram utilizados na captação de água do Russo para a Estação de Tratamento de Água, a ETA. A condecoração da Coprodia com a Comenda da Ordem do Brasão, a mais alta honraria do nosso Município, é uma forma de reconhecer esse feito, essa ajuda que foi dada a Tangará da Serra”, afirmou o Prefeito que entregou a Comenda ao Presidente da usina, Luís Carlos Loro. Participaram do encontro os Deputados Estaduais Saturnino Masson e Wagner Ramos.

Fonte: Diego Soares - Assessoria de Imprensa

Prefeito vistoria obras da Feira da Vila Alta e pede agilidade

O Prefeito salientou que a obra toda é correspondida por três etapas. “Queremos que essa obra seja realizada com agilidade”, disse

O Prefeito de Tangará da Serra, Fábio Martins Junqueira, visitou as futuras instalações da Feira da Vila Alta. O Chefe do Poder Executivo verificou o andamento da obra que segue avançando, mas pediu agilidade nos procedimentos para que os feirantes possam iniciar os trabalhos dentro do novo espaço.

A obra, que de acordo com o Secretário Municipal de Agricultura, Ander Santos, teve sua segunda etapa licitada, essa etapa terá maior participação do Município. O Prefeito verificou durante a vistoria que realizou a execução das obras de pavimento interno e externo.

“Queremos que essa obra seja realizada com agilidade. Protocolamos junto à Secretaria de Estado de Cidades o projeto que elaboramos em parceria com a Associação Matogrossense dos Municípios, reivindicando recursos para a conclusão da obra que é feita através de uma parceira entre Estado e Município”, explicou Junqueira.

O Prefeito salientou que a obra toda é correspondida por três etapas. “A primeira já foi executada. A segunda está sendo desenvolvida. Falta a terceira etapa e para que ela seja realizada é que estamos buscando esse aporte junto à Secretaria de Cidades do Estado, contemplando a parte elétrica e hidráulica e os detalhes para a garantia de segurança interna para uso do espaco”, concluiu o Prefeito.

Fonte: Diego Soares - Assessoria de Imprensa

Sinfra desenvolve manutenção geral no trânsito de Tangará da Serra

Além disso, a Sinfra está implantando faixas de pedestres e redutores de frente a escolas municipais e estaduais

Manutenção do trânsito de Tangará da Serra é uma ação constante desenvolvida pela Secretaria Municipal de Infraestrutura (Sinfra), gerida pelo Secretário Selton José Vieira. Reparos em vias, instalação de redutores de velocidade e sinalização são algumas das ações desenvolvidas pela equipe da Pasta diariamente no Município.

De acordo com o Secretário, além dos serviços de manutenção da malha viária com a realização dos tapa buracos através de operação deflagrada pela Sinfra a partir de uma determinação do Prefeito Municipal, Fábio Martins Junqueira, a equipe de trabalho está realizando a recuperação de faixas de pedestres, da sinalização de trânsito de modo geral e instalando redutores de velocidade em vias onde estudos constataram essa necessidade.

“Outra preocupação colocada pelo Prefeito é em relação à acessibilidade. Essa semana, por exemplo, rampas de acessibilidade na escola Gentila Susin Muraro localizada no Jardim San Diego e no colégio Dom Bosco”, salientou o Secretário Selton Vieira.

Além disso, a Sinfra está implantando faixas de pedestres e redutores de frente a escolas municipais e estaduais. “Os redutores e as faixas garantem mais organização e maior segurança aos usuários do nosso trânsito”, frisou o gestor.

Fonte: Diego Soares – Assessoria de Imprensa

Profissionais da educação falam sobre expectativas para o ano letivo

Ano letivo na rede municipal iniciou nesta segunda, 06

As aulas na rede municipal de ensino retornaram na última segunda-feira, 06. Após o período de férias, chegou a hora da criançada retornar às salas de aula na busca pelo conhecimento.

De acordo com Ivone Barbosa, diretora do Centro Municipal de Ensino Antenor Soares, o otimismo é enorme de que para a instituição seja novamente um grande ano letivo.

“As expectativas são as melhores possíveis, a nossa escola já tem uma tradição e a gente se sai muito bem no Ideb, nas provas dos anos finais, dos anos iniciais. Tem muitos projetos para serem desenvolvidos, muitas ações e nós estamos aí, empenhados, professores e alunos para que a gente colha frutos bem produtivos no final do ano”, afirmou a diretora ao ressaltar que a escola atualmente conta com cerca de 800 alunos.

“Já estamos na segunda gestão, esse é um ambiente escolar que nós gostamos muito, tem uma equipe bastante comprometida, alunos muito bem direcionados e pais bastante participativos”.

O professor Cícero, que trabalha com ensino há mais de 30 anos, dá aulas de matemática. 

“A cada ano a gente renova, a expectativa é maior, a busca por melhorar os índices, por uma aprendizagem. Tem algumas turmas que são meus alunos já há algum tempo e fica mais fácil o trabalho. Já os novos [alunos] é conhecer e tentar fazer o melhor”, destaca o professor que leciona para oitavos e nonos anos.

Responsável por transmitir conteúdo de uma das disciplinas mais temidas da grade curricular, o professor avisa.

“Eu falo com eles que a cada ano acumula, mas sempre os mesmos conceitos, você não muda. (…) Pena que a memória não fixa, ela é muito volúvel e o que se aprende se esquece rapidamente. Matemática você tem que aprender, não dá para dizer que viu, você precisa entender”, conclui.

Por: Paulo César Desidério - Redação DS