Primeira Dama de Tangará da Serra é eleita Secretária Geral da APDM

Helena Junqueira se elege Secretária Geral da Associação de Primeiras Damas de Mato Grosso

Tangará da Serra amplia sua participação na Associação das Primeiras Damas dos Municípios do Estado Mato Grosso (APDM-MT) através da participação da Primeira Dama e Coordenadora Voluntária da Sala da Mulher, Helena Simões Matias Junqueira, eleita nesta quinta-feira, 16, Secretária Geral da entidade.

A eleição aconteceu na Capital do Estado, Cuiabá, e reuniu Primeiras Damas de vários Municípios, Secretários Municipais e as componentes da atual Diretoria da Entidade. A eleição de Helena Junqueira foi prestigiada pelo Prefeito de Tangará da Serra, Fábio Martins Junqueira e pelo Secretário Municipal de Assistência Social, Aguinaldo Garrido.

Helena Junqueira desenvolveu uma agenda extensa na Capital. Participou de um seminário desenvolvido pela própria APDM. Apresentou um cronograma de demandas relativas à Assistência Social de Tangará da Serra ao Deputado Estadual Maxi Russi. Discutiu pauta de reivindicações com o Coordenador Geral de Gestão Descentralizadora e Participação do Ministério do Desenvolvimento Social e Combate a Fome e se elegeu Secretária Geral da Associação.

“É uma honra representar Tangará da Serra e receber o apoio das Primeiras Damas dos Municípios de Mato Grosso. Agradeço essa oportunidade de ampliar o acesso do nosso Município a políticas públicas de defesa da integridade da mulher, no desenvolvimento de ações e projetos voltados aos interesses da mulher e a políticas de atendimento a famílias, crianças e mulheres que necessitam de atendimento amplo do Poder Público”, salientou Helena Junqueira.

Fonte: Diego Soares – Assessoria de Imprensa

Missionários já estão em Tangará para ordenação de Padre tangaraense

Missionários já estão em Tangará para ordenação de Padre tangaraense

Chegaram na tarde de sexta-feira, os dezenove missionários da Congregação dos Missionários do Sagrado Coração (MSC), de Curitiba-PR e Minas Gerais, entre eles padres, freis, diáconos, irmãs, leigos e seminarista, que durante sua estadia farão nos próximos dias um trabalho missionário e vocacional em Tangará da Serra.

Os trabalhos se darão através de visitas que se iniciaram na manhã de sábado com cerca de 50 pessoas envolvidas. Os grupos se dividiram e se deslocaram aos bairros da cidade, sendo: Jardim dos Ipês, Jardim Europa e Vila Goiás. As visitas acontecerão também em escolas, casas de recuperação, grupos de jovens, comunidades e aos doentes, sempre com o objetivo de levar a palavra de Deus.

O trabalho precede a ordenação do diácono tangaraense, Adilson Gomes Teixeira, que acontecerá no dia 26. “A semana missionária busca despertar esses sonhos nos alunos e doentes, levar conforto e ânimo. Estamos aqui para levar a palavra de Deus e esperamos encontrar corações férteis, para ouvir, entender e aceitar o chamado de Jesus. Queremos levar consolo, esperança e paz a todos que encontrarmos”, enfatizou o diácono ressaltando sua alegria com a ordenação. “O coração está agitado. É uma mistura de sentimentos, pois há nove anos estou aguardando esse momento”, destacou.

Segundo Adilson, ao ouvir o chamado, seu coração se encheu de alegria, e dar a notícia aos familiares não foi tão fácil assim. “Quando ouvi o chamado foi um momento ímpar, mas também delicado, pois quando dei a notícia, nem todos aceitaram de imediato. Alguns foram mais resistentes, outros nem tanto. A preocupação era por eu ter que morar longe. Mas, com a ajuda de muitos e impulsionado por esse desejo ingressei no dia 26 de março de 2008 na Congregação dos Missionários do Sagrado Coração. Esta decisão foi amadurecida em um fim de semana na antiga sede do acampamento, graças ao apoio de alguns amigos, pessoas que se dispuseram a me ajudar no que fosse necessário. Muitas foram as pessoas que a partir daquele momento me apoiaram, rezaram por mim e colocaram-se a disposição. Aos quais sou muito grato”, finaliza. A ordenação será o ponto marcante e será realizada no próximo dia 26 de fevereiro, às 19h, na Igreja Matriz da Paróquia Nossa Senhora Aparecida.

Por Rosi Oliveira - Redação DS

Município oferece 30% de desconto no IPTU de 2017

Para o contribuinte inadimplente haverá desconto de 100% na multa e nos juros até dia 31 de março

Os munícipes tangaraenses já podem se dirigir até a Secretaria Municipal de Fazenda de Tangará da Serra (Sefaz), para realizar ao pagamento do Imposto Predial Territorial Urbano(IPTU), deste ano.

Segundo a secretária Municipal de Fazenda, Valnicéia Picoli, o trabalho iniciou há alguns dias, e essa é uma ótima oportunidade que deve ser aproveitada por todos. “O IPTU esse ano está muito bom. O prefeito foi muito generoso e a câmara muito parceira em aprovar. Esse ano para quem está adimplente, o desconto é de 30% de desconto até o dia 30 de abril, um terço do valor do IPTU lançado”, informa Valnicéia, destacando que condições muito significativas também foram pensadas para os munícipes inadimplentes. “Para quem estiver com débitos com o município, está tendo uma campanha de incentivo fiscal, para que essa pessoa coloque em dia, em que dá 100% de desconto nos juros e na multa para pagamento até dia 31 de março”, destacou a responsável, ao ressaltar que inclusive os contribuintes que se encontram com débitos inscritos na dívida ativa, débito tributário e não tributário e que já estejam sendo executados, poderão ser beneficiados. Além desse benefício, o contribuinte que esteja inadimplente ao realizar o pagamento total da dívida, com o desconto de 100% até o dia 31 de março, consegue fazer a retirada do carnê com desconto de 30% em abril.

Caso perca o prazo, o contribuinte poderá realizar o pagamento com o desconto de 50% do dia 1º de abril até o dia 30 de junho, mas sem direito nos 30% de desconto para 2017. Com isso, ele pode parcelar o IPTU de 2017, dependendo do valor em até oito vezes. “Quero comunicar à população que nesta lei, ficou previsto ainda, que o IPTU de 2017 e aquelas dívidas ativas que não houver quitação, até o dia 30 de junho, que é a segunda oportunidade, a assessoria jurídica do executivo encaminhará em 60 dias para protesto, onde haverá bloqueio do nome do comtribuinte junto aos órgãos de proteção ao crédito, o que gera uma gama de restrições. Então esse é o momento para o contribuinte sanar sua dívida”, ressaltou, lembrando que desconto dessa magnitude somente ocorreu no ano de 2013, quando ofertou também 30%. “Precisamos lembrar aos contribuintes, que o município somente tem condições de fazer investimentos com a arrecadação. Quando os munícipes pagam o IPTU e outros impostos, esses valores são automaticamente revertidos em benefícios à população e acabam retornando para todos”, pontuou Picoli, destacando que ao contrário do que muitos imaginam, os impostos, como é o caso do IPTU, não são somente aplicados em asfalto, que é uma das maiores reivindicações da população, mas são utilizados para todas as açoes executadas pelo município. “Muitas vezes o contribuinte diz que não vai pagar porque na sua rua não tem asfalto, mas o IPTU não é exclusivamente para esse fim, além do mais mesmo que não haja na frente de determinada casa, há em uma infinidade de outros locais, e todos usufruem. Por isso, quero convidar a população para se beneficiar do desconto que possibilitará uma economia muito boa ao bolso do contribuinte”, finalizou.

Por Rosi Oliveira - Redação DS