Gran Fish será inaugurada amanhã em Tangará

Tangará da Serra foi a cidade escolhida para receber a primeira loja Gran Fish - a Boutique do Peixe, empreendimento inovador que será inaugurado neste sábado, 21, tornando-se mais uma opção para os amantes da ‘carne branca’ e seus derivados na região.

A novidade será trazida pelo frigorífico Gran Fish, que produz e processa seus produtos e que a partir de agora passará a comercializá-los, oferecendo aos consumidores um conceito amplamente aproveitado em outras cadeias, como a de bovinos, suínos e aves, mas pouco visto na piscicultura.

De acordo com o empresário Lévender Mattos, todos os cortes serão sem espinha e cortados de forma artesanal, facilitando o uso para os consumidores. “Além disso, os cortes também são cuidadosamente acondicionados em porções únicas, congelados e embalados a vácuo. A matéria prima principal são os peixes nativos, como o Pintado e a Tambatinga”, relatou o empresário, destacando que a loja também oferecerá outros produtos ligados ao peixe.

“Vamos implementar linhas de geleias, frutos do mar, condimentos, sais, conjunto de facas, tábuas artesanais e tudo com foco na carne branca”, relatou Mattos.

Outro atrativo e benefício que o consumidor terá com a Gran Fish, além de uma linha totalmente especializada na piscicultura, está diretamente ligado a economia. “Pensando numa vertente de mercado, a gente quer deixar o produto mais atrativo para o cliente e com melhor custo, com preço mais justo. Estamos em uma fácil localização e ambiente aconchegante, prontos para recebermos muito bem nossos clientes e apresentarmos nossos produtos”, disse o empresário. A primeira loja Gran Fish abrirá suas portas na Rua Antônio Hortolani, número 663-W, sala 01, no centro de Tangará da Serra.

Fonte: Rodrigo Soares - Redação DS

Saúde de Tangará se torna uma das seis Macrorregiões do Estado

O Ministério da Saúde credenciou o Município de Tangará da Serra como uma das seis macrorregiões do Estado. Com isso, a saúde pública resolverá nas instalações do próprio Município os problemas de média e alta complexidade, fazendo com que novas especialidades sejam trazidas para Tangará da Serra.

De acordo com o secretário de Saúde, Itamar Bonfim, Tangará será a responsável por atender uma população de 500 mil habitantes, que abrangerá além dos pacientes do Município, as regionais de Diamantino e Juína.

“Para isso, vamos receber recursos do governo. Montaremos um planejamento estratégico para angariar esses recursos, viabilizando assim a resolução de problemas de média e alta complexidade na nossa cidade”, explicou o gestor, destacando que Cuiabá permanecerá como a Macrorregião tipo 01. “Na capital, serão realizados somente os procedimentos de alta complexidade que a gente não der conta de fazer aqui no nosso município”, relatou.

A construção do Hospital Regional em Tangará será buscada junto ao Governo do Estado, dentro da implantação da macrorregião no Município.

“Temos uma defasagem muito grande de leitos até para internação, quanto mais para cirurgias. O Hospital Regional para Tangará é uma luta constante há algum tempo”, disse Bonfim.

Fonte: Rodrigo Soares - Redação DS