SAMU de Tangará da Serra completa 10 anos

Mato Grosso tem 141 municípios, e destes, apenas 14 tem a presença do Serviço de Atendimento Móvel de Urgência (Samu). Dentre eles, Tangará da Serra que comemorou na terça-feira, 03, o reconhecimento do serviço através do Governo Federal.

Com a implantação do programa no Município, os munícipes que já contavam com o Corpo de Bombeiros, passaram a contar com o serviço.

De acordo com o Chefe do Departamento do SAMU, Coordenador Geral da Central de Regulação de Urgência e Emergência da Regional Tangará da Serra, Paulo Righetto nesses dez anos houveram muitos problemas, mas mais que isso, houveram soluções e muitas conquistas. “São 10 anos onde Tangará sentiu algumas vezes a falta de apoio do Governo Estadual, mas seguiu adiante e hoje já renovou toda a sua frota uma vez e em breve fará a segunda renovação. Logo acontecerá também a implantação de software de regulação, onde haverá gravação e áudio, do que hoje é feito em papel, além de várias outras melhorias”, destacou Righetto que salientou ser a data correta de aniversário dia 13 de agosto. Paulo está a frente da coordenação há dois anos e meio e acompanhou muitas mudanças, inclusive para a sede própria.

Fonte: Redação DS

Sala da Mulher distribuirá alimentos arrecadados pelo Viveiro Municipal

Helena Junqueira confirmou que a distribuição desses alimentos arrecadados seguirá os critérios estabelecidos pela Secretaria Municipal de Assistência Social

A Primeira Dama e Coordenadora voluntária da Sala da Mulher de Tangará da Serra, Helena Simões Matias Junqueira, recebeu os alimentos arrecadados através de campanha promovida no Viveiro Municipal através da Secretaria Municipal de Meio Ambiente, gerida pelo Secretário Magno César.

Helena Junqueira confirmou que a distribuição desses alimentos arrecadados seguirá os critérios estabelecidos pela Secretaria Municipal de Assistência Social. “Existe o cadastro de famílias carentes do Município que é feito pela Assistência Social, que desenvolve um trabalho com triagem e acompanhamento”, informou.

A Primeira Dama salientou que a Sala da Mulher distribui o que arrecada de forma criteriosa. “O cadastro serve exatamente para que sejam identificadas as famílias com maior grau de necessidade, dessa forma a distribuição é feita para quem de fato necessita”, pontuou.

Os alimentos foram arrecadados, segundo o Secretário de Meio Ambiente, através da campanha de distribuição de mudas de árvores no Viveiro Municipal, onde a pessoa interessada em plantar uma árvore doa um alimento e leva a muda. “Os alimentos que conseguimos arrecadar com a distribuição das árvores são, dessa forma, repassados à Sala da Mulher”, concluiu Magno César.

Fonte: Diego Soares – Assessoria de Imprensa

Obras da Estrada 11 terão início nos próximos dias

As obras de pavimentação da Estrada 11, que liga a MT-480 e o anel viário ao bairro Bela Vista, no acesso para Linha 12 e Deciolândia, em Tangará da Serra, iniciarão nos próximos dias. Na tarde dessa terça-feira, dia 03 de julho, a Prefeitura Municipal assinou a ordem de serviço, solicitando que a empresa Quintino Construção e Locação LTDA-ME inicie os trabalhos, que compreendem 1,2 quilômetro de pavimento e drenagem de águas no trecho entre a MT-480/anel viário e o acesso ao Bela Vista, além da implantação de postes com luminárias.

“Depois de muito empenho, conseguimos chegar ao finalmente para que as obras tenham início. A obra compreende a drenagem na primeira quadra do bairro Morada do Sol, onde acumula muita água, que será coletada e levada até o córrego no cruzamento da rodovia MT-480. Na sequência, vai descer uma pista pavimentada com ciclovia e calçada na rodovia MT 480 até o bairro Bela Vista, concluindo então uma obra de grande demanda e reivindicação antiga da sociedade, que reclama com razão”, explicou o secretário da Infraestrutura, Selton Vieira, informando que o prazo de conclusão das obras estabelecido na ordem de serviço é de 18 meses.

Durante a assinatura do documento, o prefeito Fábio Martins Junqueira enfatizou que os moradores do Bela Vista e Morada do Sol serão beneficiados com as obras, que são cobradas há muito tempo por toda a sociedade. “Solucionaremos um problema antigo, que é a drenagem de parte do Morada do Sol. O projeto se refere também a drenagem de águas pluviais e outros procedimentos no Bela Vista”, relatou o Chefe do Executivo.

Conforme o Diário da Serra já veiculou em edições anteriores, a liberação dos recursos das obras foi assegurada junto à Superintendência de Desenvolvimento do Centro Oeste pelo vereador e suplente de deputado federal Rogério Silva (MDB), que atuou na Câmara Federal entre julho e novembro do ano passado.

Fonte: Rodrigo Soares - Redação DS