Sicredi Sudoeste MT/PA suspende assembleias como forma de prevenir o Coronavírus

Em conformidade com as orientações do Ministério da Saúde em prevenção e controle a doença provocada pelo novo Coronavirus (Covid-19), a diretoria executiva da Cooperativa Sicredi Sudoeste MT/PA decide por SUSPENDER as assembleias de núcleo que estavam previstas para os dias 17, 18, 19 e 20 de março.

De acordo com o presidente da Sicredi Sudoeste MT/PA, Antônio Geraldo Wrobel, a medida vem de encontro a missão da Cooperativa que tem como objetivo de contribuir para a melhoria da qualidade de vida dos associados e da sociedade.

Somente serão realizadas as assembleias nas cidades de Barra do Bugres e Curvelândia no Mato Grosso e Tomé-Açu/ Quatro Bocas no Pará, que já estavam marcadas para hoje, 16/03 às 19h.

Assim que o cenário se mostrar mais seguro e com condições para realização dos eventos, serão divulgadas novas datas. Salientamos ainda a importância dos demais cuidados para prevenção.

Presidente da AMM explica desistência de candidatura ao Senado

A possibilidade de uma candidatura sub judice por conta do prazo de filiação e a pressão política de lideranças partidárias sobre os prefeitos foram os motivos que levaram o presidente da Associação Mato-grossense dos Municípios, Neurilan Fraga, a abrir mão da candidatura ao Senado na eleição suplementar que vai ocorrer no dia 26 de abril.

Em entrevista coletiva na sexta-feira (13), Fraga disse que há cerca de dois meses estava construindo o projeto da candidatura majoritária, com o apoio de mais de 70 prefeitos e com a participação efetiva do senador Wellington Fagundes, que participou de todas as reuniões realizadas no interior do estado. “Porém, esbarramos na fragilidade da minha filiação”, explicou Fraga, informando que se filiou ao Partido Liberal - PL no dia 18 de outubro de 2019, completando, assim, no próximo dia 18 de abril de 2020 os seis meses necessários para legitimar a candidatura. “Mas o partido inseriu a nossa filiação no sistema Filiaweb no dia 21 de novembro e esse intervalo poderia dar margem a questionamentos jurídicos que poderiam prejudicar a nossa candidatura”, assinalou. O Filiaweb é o sistema de filiação partidária da justiça eleitoral.

Fraga ressaltou que consultou vários juristas, advogados eleitorais, e todos afirmaram que por se tratar de uma eleição suplementar, não haveria problema legal, mas como já havia disposição de alguns partidos políticos em pedir a impugnação da candidatura, essa situação poderia trazer muitos prejuízos à campanha.

TCE-MT capacita coordenadores do PDI de 23 municípios

Os resultados alcançados no ano passado pelos 23 municípios que participam do Programa de Desenvolvimento Institucional Integrado (PDI), do Tribunal de Contas de Mato Grosso (TCE-MT), foram apresentados aos participantes do workshop de capacitação, realizado na sexta-feira (13), na Escola Superior de Contas. O curso foi destinado aos responsáveis pela coordenação do Projeto I (Planejamento Estratégico) e Projeto II (Incentivo ao Acesso à Informação e à Consciência Cidadã) dos 23 municípios. Durante todo o dia os participantes assistiram palestras e laboratórios para que pudessem interagir melhor no cumprimento das metas em 2020. O evento é organizado pelas secretarias de Apoio às Unidades Gestoras e Articulação Institucional do TCE-MT.

Representando a Corte de Contas, o conselheiro substituto junto à Presidência, Luiz Henrique Lima, fez una análise a respeito dos resultados alcançados até agora. "Em diversos municípios houve avanços e são muito estimulantes. Uma iniciativa que já produziu frutos em termos de aprimoramento da gestão pública em diversas áreas. São resultados bem positivos e estamos muito satisfeitos, mas ainda têm muitos passos para percorrer. Esse workshop se destina exatamente a estimular ainda mais os coordenadores locais e ter mais ferramentas para avançar no trabalho", disse.

Luiz Henrique comentou ainda que o PDI é um projeto realizado pelo TCE com muita seriedade e em parceria com a Universidade Federal de Mato Grosso (UFMT). "Já se nota em vários municípios que a cultura do planejamento na gestão está criando raízes e, por isso, os resultados aparecem. Então, o evento de hoje é mais um passo numa caminhada que tem sido bem sucedida", avaliou.

Agência Brasil Explica: portabilidade de financiamento imobiliário

A portabilidade do crédito imobiliário disparou recentemente impulsionada pela redução das taxas de juros e por novas modalidades de financiamento, com condições mais atrativas.

A portabilidade de crédito, tanto do imobiliário quanto de outras modalidades, é a transferência de uma operação de crédito, a pedido do cliente, de uma instituição financeira para outra, com o objetivo obter uma condição mais vantajosa em relação ao contrato original. Ao fazer a transferência ou portabilidade, o contrato original é liquidado antecipadamente. O saldo devedor é pago pela nova instituição financeira, com a qual o novo contrato foi firmado, mediante uma transferência eletrônica, sem a participação do cliente.

Portabilidade avança

No caso do Sistema de Financiamento Imobiliário (SFI), os pedidos efetivados em janeiro foram 162, com aumento de 153,13% em relação ao mesmo mês de 2019. No ano passado, os pedidos somaram 1.282, com crescimento em relação a 2018 de 173,9%. O volume chegou a R$ 93,6 milhões, em janeiro, e a R$ 813,1 milhões, em 2019.Os dados mais recentes do Banco Central (BC) mostram que, em janeiro, os pedidos efetivados de portabilidade para os contratos pelo Sistema Financeiro de Habitação (SFH) chegaram a 678. Em relação a janeiro de 2019, esses pedidos aumentaram mais de quatro vezes – crescimento de 326,4%. Em todo o ano passado, os pedidos efetivados chegaram a 3.325, com aumento de 232,5% em relação ao ano de 2018. Em valores, a portabilidade chegou a R$ 188,9 milhões em janeiro e a R$ 868,542 milhões, ao longo de 2019.