País tem 201 óbitos por covid-19 e 5.717 casos confirmados

Ministros atualizam dados em coletiva no Palácio do Planalto

O número de mortes em razão do novo coronavírus chegou a 201, nesta terça-feira (31), conforme nova atualização divulgada hoje pelo Ministério da Saúde. O resultado marca um aumento 26% em relação a ontem, quando foram registrados 159.

As mortes ocorreram em São Paulo (136), Rio de Janeiro (23), Ceará (7), Pernambuco (6), Piauí (4), Rio Grande do Sul (4), Paraná (3), Amazonas (3), Distrito Federal (3), Minas Gerais (2), Bahia (2), Santa Catarina (2), Alagoas (1), Maranhão (1), Goiás (1), Rondônia (1) e Rio Grande do Norte (1). 

Já os casos confirmados saíram de 4.579 para 5.717. O resultado de novas 1.138 pessoas infectadas em um dia foi mais que o dobro do maior registrado até agora, de 502 novos casos no dia 27 de março.

Saúde compra mais 10 mil testes para detectar Covid-19

Investimento na compra do exame que detecta o coronavírus foi de aproximadamente R$ 192 mil

O Estado de Mato Grosso adquiriu mais 10 mil testes para detecção da Covid-19 por meio de análise de RT-PCR. Com os novos testes, o Laboratório Central do Estado (Lacen-MT) vai ampliar a realização do exame molecular que diagnostica ou descarta a infecção pelo novo coronavírus.

A determinação para as aquisições extras foi anunciada pelo governador Mauro Mendes e pelo secretário estadual de Saúde, Gilberto Figueiredo. A equipe técnica da Secretaria de Estado de Saúde (SES-MT) providenciou a compra, em caráter de urgência, conforme prevê o Decreto Governamental 407/2020.


Mato Grosso recebe mais 104 mil doses da vacina contra Influenza

Entregues pelo Ministério da Saúde, as doses estarão disponíveis nos postos de saúde dos municípios e imunizarão prioritariamente os grupos de risco

A Secretaria de Estado de Saúde (SES-MT), por meio da Gerência do Programa Estadual de Imunização, informa que recebeu do Ministério da Saúde, na última sexta-feira (27), o terceiro lote de vacinas contra a influenza. São mais 104 mil doses que já foram distribuídas para todos os 141 municípios. 

As doses da vacina estarão nos municípios a partir desta terça-feira (31) e imunizarão prioritariamente o grupo de risco. Nesta primeira etapa, que teve início no dia 23 de março, devem ser vacinados somente idosos a partir de 60 anos e profissionais da saúde. 

Até o momento, o Estado recebeu três remessas que totalizam 249.200 doses, sendo que a meta estadual para toda a campanha é vacinar 979.203 pessoas integrantes dos grupos prioritários. A previsão do Ministério da Saúde é repassar ao Estado um total de 14 remessas, ou seja, lotes da vacina por etapas. 

Empréstimo de R$ 550 milhões para obras de infraestrutura é aprovado na Assembleia

O projeto foi aprovado em primeira votação. O investimento será destinado à construção de quatro mil metros de pontes no Estado.

O Governo do Estado obteve autorização da Assembleia Legislativa, em primeira votação, para contrair empréstimo junto à Caixa Econômica Federal (CEF), no valor de até R$ 550 milhões, para a construção de pontes e para a aquisição de equipamentos rodoviários, materiais e insumos destinados à execução de obras em Mato Grosso.

O Projeto de Lei nº 217/2020, que autoriza a contratação da operação, foi aprovado em primeira votação durante sessão extraordinária nesta segunda-feira (30.03). A segunda votação para aprovação definitiva do empréstimo será realizada ainda nesta semana.

De acordo com o projeto, o empréstimo será realizado na linha de crédito do programa de Financiamento à Infraestrutura e ao Saneamento (Finisa), com juros de até 5,7% ao ano e prazo de amortização de 96 meses, com carência de 24 meses. 

Governo lança edital e abre inscrições para contratação de 751 profissionais de saúde

O edital e informações das vagas e inscrições foram publicados em edição extra do Diário Oficial do Estado desta segunda-feira (30.03)

O Governo do Estado lançou nesta segunda-feira (30.03) o edital para contratação emergencial de 751 profissionais para atender às unidades de saúde estaduais. O período de inscrição para participar do processo seletivo foi aberto e ficará disponível por 30 dias.

Conforme o edital, os profissionais selecionados irão atender aos Hospitais Regionais de Rondonópolis, Cáceres, Sinop, Sorriso, Alta Floresta e Colíder, assim como o Hospital Estadual Santa Casa e o Hospital Metropolitano de Várzea Grande.

O edital e informações das vagas e inscrições foram publicados em edição extra do Diário Oficial do Estado desta segunda-feira (30.03). Confira a publicação em anexo ao final do texto.

Governo e Poderes articulam regulação única para casos de Coronavírus

Mauro Mendes afirmou que central única dará mais eficiência ao atendimento

O Governo do Estado e os Poderes constituídos se reuniram nesta segunda-feira (30), a pedido do governador Mauro Mendes, para alinhar ações de combate ao Coronavírus.

No encontro, ficou definido que todos os casos relativos ao Covid-19 no Estado passarão por uma central única de regulação, de modo a otimizar e dar mais eficiência ao atendimento.

Participaram da reunião os presidentes do Tribunal de Justiça, desembargador Carlos Alberto Alves da Rocha; do Tribunal de Contas, conselheiro Guilherme Maluf; da Assembleia Legislativa, deputado Eduardo Botelho; os deputados Dilmar Dal Bosco e Max Russi; os secretários Gilberto Figueiredo (Saúde), Mauro Carvalho (Casa Civil), Rogério Gallo (Fazenda), Alberto Machado (Gabinete de Governo); o procurador-geral do Estado, Francisco Lopes; e o médico infectologista Dr. Abdon Karhawi.

Estudo mostra sintoma inicial mais comum do contágio pelo coronavírus

Mais da metade das pessoas com Covid-19 tiveram tosse seca e fadiga

Um estudo feito a China com 138 pacientes identificou os principais sintomas da Covid-19, doença causada pelo novo coronavírus. A febre foi o sintoma inicial observado por médicos e pesquisadores como o mais comum, sendo detectado em 99% dos pacientes.

Mais da metade das pessoas também tiveram tosse seca e fadiga. Já um terço dos pacientes analisados na pesquisa tiveram dificuldade para respirar e dores musculares.

O período médio de incubação da Covid-19 é de cinco dias. Apenas no sétimo dia as pessoas dão entrada em hospitais com suspeita da doença, segundo estudo feito na Universidade de Wuhan, na China. A febre tende a aparecer logo no primeiro dia de manifestação da doença. O tempo de internação médio é de duas semanas e meia para as pessoas que se curam da doença.

Governo envia 14,2 milhões de máscaras cirúrgicas a estados

Epicentro do coronavírus, São Paulo foi quem mais recebeu equipamentos

O Ministério da Saúde divulgou hoje (30) balanço dos equipamentos de proteção individual (EPIs) destinados aos profissionais de saúde enviados aos estados. No total, foram direcionadas 14,2 milhões de máscaras cirúrgicas, recurso fundamental para evitar o contágio de profissionais por pacientes infectados.

Além disso, o Executivo Federal encaminhou 24 milhões de luvas para procedimento não cirúrgico, 742 mil aventais, 290 mil toucas hospitalares, 168 mil frascos de álcool etílico 100 mil sapatilhas e 60 mil óculos de proteção.

São Paulo, epicentro da pandemia no país, recebeu o maior estoque de suprimentos. Ao estado foram enviadas 3,1 milhão de máscara cirúrgicas, 3,5 milhões de luva para procedimentos não cirúrgicos, 164 mil aventais e 63,4 mil toucas hospitalares.

Morre Emio Frare: empresário, pioneiro de Tangará da Serra e pai do vereador Claudinho Frare

Pai do vereador Claudinho Frare faleceu neste domingo

Morreu no final da tarde deste domingo, 29, o empresário tangaraense Emio Agostinho Frare, pai do atual vereador Claudinho Frare. Conselheiro do filho em suas decisões políticas, Emio faleceu aos 69 anos de idade.

De acordo com as informações, Emio passou mal (possivelmente um infarto), foi levado para um hospital, onde passou por exames e foi colocado em uma UTI, porém não resistiu e foi a óbito.

Empresário do ramo de retífica de motores, Emio fundou em 1997 a Retifrare, maior empresa do tipo na região. Casado com Marta Frare, ele era defensor do empresariado e do governo de Jair Bolsonaro. Emio era discreto, mas desempenhava papel de fiel amigo e conselheiro do filho, que vem se destacando no setor político municipal, sendo vereador por dois mandatos.

Bombeiros alertam para riscos de acidente com álcool líquido 70%

Produto deve ser armazenado em local arejado e longe do alcance de crianças. Também é preciso mantê-lo longe de fontes de calor, como fogões e churrasqueiras

Com a liberação da venda de álcool líquido 70% e com o aumento do período em que as pessoas, incluindo crianças, permanecem dentro de casa, o Corpo de Bombeiros Militar de Mato Grosso (CBMMT) alerta para os riscos no manuseio do produto. 

O álcool líquido, assim como sua versão em gel, são combustíveis. Mas, o gel é mais seguro, porque queima apenas na superfície, enquanto a versão líquida tem potencial explosivo.

Para evitar o aumento de casos de acidentes domésticos, o Corpo de Bombeiros recomenda alguns cuidados.

Guedes diz que, como cidadão, prefere isolamento

Para ministro, economia não suporta mais de dois meses estagnada

O ministro da Economia, Paulo Guedes, disse hoje (29) que é preciso “respeitar as opiniões dos dois lados” ao falar sobre o isolamento social feito pela população, sob recomendação do Ministério da Saúde, para frear a expansão do contágio pelo covid-19. Ele disse entender a recomendação dos médicos embora, como economista, preferisse a volta de todos à normalidade.

“Vamos conversar sobre isso de uma forma construtiva. Eu, como economista, gostaria que pudéssemos manter a produção, voltar o mais rápido possível. Eu, como cidadão, seguindo o conhecimento do pessoal da saúde, ao contrário, quero ficar em casa e fazer o isolamento”, disse, em videoconferência com representantes da Confederação Nacional dos Municípios, no início da tarde.

Guedes acrescentou que, apesar da importância do isolamento para a saúde pública, a economia não suportará mais que dois meses estagnada. “Essa linha de equilíbrio é difícil, mas é uma questão de dois meses para rachar para um lado ou para outro. Ou funciona o isolamento em dois meses ou vai ter que liberar, porque a economia não pode parar senão desmonta o Brasil todo”. Para o ministro, um tempo de isolamento maior que esse pode provocar um “desastre total”, com um cenário de desabastecimento, aumento de juros e da inflação.

Coronavírus: BNDES anuncia R$ 2 bilhões de crédito para área da saúde

Limite de crédito é de R$ 150 milhões por empresa a cada seis meses

O Banco Nacional de Desenvolvimento Econômico e Social (BNDES) vai disponibilizar R$ 2 bilhões para as empresas do setor de saúde como apoio ao combate à propagação do novo coronavírus (covid-19). O programa de financiamento visa à ampliação imediata da oferta de leitos emergenciais e de materiais e equipamentos médicos e hospitalares. Empresas de outros setores que buscam converter suas produções em equipamentos e insumos para saúde também serão contempladas.

O presidente do banco, Gustavo Montezano, em transmissão ao vivo pelo YouTube, disse hoje (29) que o objetivo da instituição nessa linha setorial é ser rápido no repasse de recursos para enfrentar a epidemia. “A gente acredita que as 30 empresas que temos hoje mapeadas que vão utilizar parte dos R$ 2 bilhões serão capazes de suprir a necessidade de 15 mil ventiladores, o que corresponde a 50% da necessidade do SUS para 90 dias.”

Veja as medidas que cada estado está adotando para combater a covid-19

De suspensão de aulas a fechamento de comércio, veja o que é regra

Na semana em que se completa um mês do anúncio do primeiro caso, em território nacional, de covid-19 – doença respiratória causada pelo novo coronavírus –, o Brasil segue em alerta para diminuir a propagação do vírus que, até o momento, já matou 92 pessoas no país.

Com 3.417 casos espalhados por todas as unidades da federação, governos estaduais e municipais têm decretado estado de calamidade pública, na esteira da declaração de uma pandemia de coronavírus, pela Organização Mundial da Saúde (OMS)

Diante da emergência sanitária mundial, as autoridades brasileiras têm estabelecido diversas regras e normas para funcionamento de serviços de saúde e serviços não essenciais.

Na maior cidade do país, São Paulo, foi decretada quarentena oficinal na última terça-feira (24), com o fechamento de todo o comércio, exceto serviços considerados essenciais como supermercados e farmácias. A mesma medida foi estendida aos 645 municípios do estado.

Com famílias em isolamento, saiba como evitar acidentes domésticos

Ambiente físico é determinante em fatores relacionados a acidentes

O distanciamento social, que vem sendo adotado em muitas cidades do Brasil para tentar frear o avanço dos casos de covid-19 no país, mantém famílias inteiras em casa o tempo todo. Com isso, aumentam as chances de acidentes domésticos ocorrerem, principalmente com crianças e idosos. De acordo com a Sociedade Brasileira de Pediatria (SBP), dentre os fatores relacionados a acidentes domésticos está o ambiente físico.

Assim, casas pequenas com cozinhas e quartos apertadas são um fator que pode aumentar o risco de acidente. Mais ainda são as casas mal conservadas, com fiação, tubulação ou gás em mau estado, que representam o maior perigo. Segundo a entidade, os locais de acidentes mais frequentes são, nesta ordem: cozinha, banheiro, corredor, escada, quarto e sala.

A cozinha é perigosa porque é lá que queimaduras, cortes e intoxicações podem acontecer. A SBP recomenda que o botijão de gás fique do lado de fora da casa, que tomadas elétricas sejam protegidas e os fios presos, materiais de limpeza devem estar fora do alcance das crianças, assim como objetos cortantes, tais como facas, garfos, pratos e copos de vidro, saca rolhas e espetos. Esses utensílios devem ser guardados em gavetas ou armários com travas.

Morre idoso com suspeita de coronavirus em Nova Olímpia

Ele morreu na noite deste sábado, 28, antes mesmo de ser transferido para UTI em Lucas do Rio Verde

Francisco Gonzaga, de 64 anos, popularmente conhecido por Nenê, morador do município de Nova Olímpia, morreu na noite deste sábado, 28 de março, horas depois de ser atendido no hospital da cidade com sintomas do novo coronavírus. Ele é o segundo caso notificado suspeito no município.

De acordo com a Coordenadoria da Vigilância Epidemiológica de Nova Olímpia, o idoso chegou pela manhã na unidade de saúde do município, com sintomas característicos do Covid-19, ocasião em que foram realizados todos o exames necessários, mais seu quadro foi agravando durante o dia. 

“Depois de uma tomografia realizada, entramos em uma fila de espera implorando para todas cidades um leito de UTI para ele. Enfim conseguimos em Lucas do Rio Verde. Mais o quadro do paciente só vinha a piorar, não havia melhora. Foi solicitado a UTI móvel para ser removido. Porém antes mesmo de chegar a UTI móvel, o senhor veio a falecer em nossa unidade de saúde”, confirmou a coordenadora do setor, Mônica, ao afirmar que todos os cuidados e protocolos foram seguidos pelo médico, enfermeiros e técnicos.

Boletim diário do coronavirus em Tangará da Serra

Tangará da Serra pela vida, contra o Coronavírus

O Comitê Interinstitucional de Prevenção e Monitoramento ao Coronavírus, em parceria com a Secretaria Municipal de Saúde de Tangará da Serra, está publicando diariamente um Boletim Diário atualizado.

A alerta está sendo feita, "se apresentar tosse, febre e dificuldade para respirar, ligue para: (65) 98475-2388 / 98472-2328 / 98459-1926 / 98472-4093.

Governador anuncia mais 147 leitos para pacientes de Covid-19

Espaço está sendo montado em área isolada dos demais atendimentos

O governador Mauro Mendes anunciou, na manhã deste sábado (28), mais 147 leitos exclusivos para o tratamento de possíveis casos graves de pacientes com o coronavírus.

Os leitos estão sendo preparados no Hospital Estadual Santa Casa, em Cuiabá. Serão 30 leitos de UTI e 117 leitos de enfermaria.

“Uma parte desse hospital está sendo totalmente isolada e preparada para também se transformar em uma área de referência para atender ao covid-19. Essa área não terá nenhuma conexão com as áreas que continuarão a atender os outros tipos de enfermidades, de doenças, que nós teremos aqui no Hospital Estadual Santa Casa”, afirmou.

Boletim diário do coronavirus em Tangará da Serra

Tangará da Serra pela vida, contra o Coronavírus

O Comitê Interinstitucional de Prevenção e Monitoramento ao Coronavírus, em parceria com a Secretaria Municipal de Saúde de Tangará da Serra, está publicando diariamente um Boletim Diário atualizado.

A alerta está sendo feita, "se apresentar tosse, febre e dificuldade para respirar, ligue para: (65) 98475-2388 / 98472-2328 / 98459-1926 / 98472-4093.

Segundo o Prefeito Fábio Martins Junqueira, "importante notícia que compartilho com todos vocês. Neste sábado, 28, a Vigilância Epidemiológica de Tangará da Serra informa em seu boletim diário que chegamos a 30 casos notificados, 24 suspeitos e 06 casos que já foram descartados através dos exames feitos pelo LACEN MT. De todos apenas UM paciente está internado em enfermaria com suspeita em investigação. Seu quadro clínico é estável", comentou o Prefeito.

Conheça detalhes do auxílio a pequenas e médias empresas

Medida beneficiará 1,4 milhão de empresas e 12,2 milhões de pessoas

O governo anunciou hoje (27) uma linha de crédito emergencial para ajudar pequenas e médias empresas a quitar a folha de pagamentos. O setor está entre os mais afetados pela crise gerada pela pandemia de covid-19. A estimativa é de liberação de R$ 40 bilhões.

O anúncio foi feito em entrevista coletiva, no Palácio do Planalto, com a presença do presidente Jair Bolsonaro. Segundo o presidente, além da preocupação com a disseminação do coronavírus e os efeitos da doença, é preciso garantir empregos para a população. “Devemos diminuir a altura dessas duas ondas [da infecção e do desemprego]”, disse.

A medida deve beneficiar 1,4 milhão de empresas, atingindo 12,2 milhões de trabalhadores. O crédito será destinado a empresas com faturamento anual entre R$ 360 mil a R$ 10 milhões e vai financiar dois meses da folha de pagamento, com volume de R$ 20 bilhões por mês.

Cooperativa Sicredi comemora 31 anos de existência com a ativação de nova agência em Tangará da Serra

Dia 31 de março é uma data muito especial para a cooperativa Sicredi Sudoeste MT/PA, pois marca o aniversário de criação da Instituição Financeira Cooperativa, há exatos 31 anos. 

E para melhor comemorar esta data, a comunidade de Tangará da Serra receberá um grande presente, com a ativação da terceira agência Sicredi no bairro Cidade Alta. 

A nova agência dispõe de um amplo espaço físico, com mais de 600m². A estrutura oferece salas de reuniões e um espaço café que poderão ser usados pelos associados para promoverem encontros de negócios – coworking.

Atendendo as recomendações das autoridades políticas e também da Organização Mundial de Saúde (OMS), devido a pandemia causada pelo vírus coronavirus (convid-19), a agência manterá sem o atendimento presencial ao público, porém com todo o apoio aos associados via canais de relacionamento e WhatsApp Enterprise pelo número (51) 3358-4770. 

Em um momento mais oportuno a Cooperativa fará uma apresentação de todo o espaço físico da agência Cidade Alta, para a comunidade. 

Os associados Sicredi também poderão desfrutar do atendimento de caixas eletrônicos nos horários de 06h às 22h, de segunda a domingo.

Resolução emergencial limita público interno na ALMT

Medida resguarda a integridade física dos servidores em meio à crise do coronavírus. Quem tiver férias vencidas ou licenças em aberto, passarão a usufruí-las, compulsoriamente, a partir de primeiro de abril

Por determinação da Mesa Diretora da Assembleia Legislativa, e considerando o momento de crise com a pandemia pelo Covid-19, o Parlamento de Mato Grosso publicou uma resolução administrativa que estabelece procedimentos e regras para prevenção e propagação do coronavírus na esfera da Casa de Leis. A medida não abrange os servidores cedidos a outros órgãos.

Pela norma, o servidor (efetivo, estabilizado, interino ou comissionado) que tiver férias vencidas ou licença-prêmio por assiduidade para usufruto, deverá regularizar seu gozo imediato junto à Secretaria de Gestão de Pessoas (Segesp) da ALMT. O mesmo vale para aqueles que, por motivo diverso, tenha saldo em haver para seu justo afastamento das atividades diárias na ALMT. A Segesp publicará nos próximos dias uma lista com os nomes dos que devem manter-se ausentes do espaço legislativo, a fim de resguardar sua integridade física e a dos demais.

Campanha distribui 200 marmitas por dia em Cuiabá e Várzea Grande

A Iniciativa, liderada pela primeira-dama Virginia Mendes, juntamente com a Setasc, é dedicada às pessoas em situação de rua e de vulnerabilidade econômica e social

Enquanto a maioria das pessoas se fecha em suas casas, aqueles que não têm onde ficar dependem ainda mais de ajuda do próximo para sobreviver. A campanha Vem Ser Mais Solidário - MT unido contra o coronavírus, idealizada pela primeira-dama Virginia Mendes, juntamente com a Secretaria de Estado de Assistência Social e Cidadania de Mato Grosso (Setasc), realiza ações para atender pessoas em situação de vulnerabilidade. Coordenado pela Setasc, cerca de 200 marmitas por dia, do restaurante Prato Popular, estão sendo distribuídas aos moradores em situação de rua e para pessoas de baixa renda.

Adriana tem onde morar, mas divide a residência com outras oito pessoas, sendo cinco crianças. Desempregada, há 2 anos vive de doações. “A gente procura escolas, igrejas e a praça onde aparecem pessoas que podem nos ajudar. Em casa não tem mais comida”, relatou, enquanto organizava a bolsa com as marmitas recebidas.

Governo de Mato Grosso isenta ICMS de produtos usados no combate ao coronavírus

A isenção alcança os insumos utilizados na fabricação de produtos destinados à prevenção do COVID-19, desde que sejam doados

O Governo de Mato Grosso isentou a cobrança do Imposto sobre Circulação de Mercadorias e Serviços (ICMS) sobre produtos destinados ao combate da propagação do novo coronavírus (COVID-19), desde que eles sejam doados a uma entidade governamental ou assistencial. A isenção alcança operações de importação, interestadual e interna, incluindo a aquisição de insumos usados na fabricação desses produtos, bem como as prestações de serviços de transporte.

A medida consta no Decreto nº 427, publicado no Diário Oficial desta sexta-feira (27.03), que alterou o Regulamento do ICMS. A isenção nas saídas internas foi determinada por meio do Decreto nº 418 (DOE de 20.03). Além disso, na legislação já estava prevista a isenção do imposto nas saídas de mercadorias a serem doadas para atendimento da população em casos de catástrofes e calamidades.

Governo de MT convoca classificados no processo seletivo de três hospitais regionais

Os convocados devem se apresentar entre os dias 27 de março e 1° de abril de 2020, no setor de Recursos Humanos da unidade de saúde para a qual foi convocado

O Governo de Mato Grosso publicou na edição do Diário Oficial que circula nesta sexta-feira (27.03), o edital de convocação de 18 candidatos classificados no processo seletivo de três hospitais regionais.

Para o Hospital Regional de Alta Floresta estão sendo convocados: um (1) enfermeiro e quatro (4) técnico em enfermagem. Para o Hospital Regional de Sorriso, as vagas são: um (1) auxiliar em farmácia, sete (7) enfermeiro e um (1) maqueiro. 

Governo prepara decreto para prefeituras sobre transporte de cargas

O Ministério da Infraestrutura divulgou ontem (26) que vai distribuir um modelo de decreto para orientar as prefeituras sobre o transporte de cargas e a circulação de mercadorias durante o período de enfrentamento a pandemia do novo coronavírus.

A intenção é ajudar as autoridades locais a evitar medidas que prejudiquem a logística nacional, em especial aquelas ligadas a atividades consideradas essenciais. A medida vale para caminhoneiros e também para profissionais do transporte, como oficinas, borracharias e restaurantes de beira de estrada.

“Precisamos garantir que ao sair de casa, o caminhoneiro terá onde almoçar, onde arrumar seu caminhão e principalmente que estejam seguros”, afirmou o ministro Tarcísio Gomes de Freitas.

Boletim Diário do coronavírus em Tangará da Serra

Tangará da Serra pela vida, contra o Coronavírus

O Comitê Interinstitucional de Prevenção e Monitoramento ao Coronavírus, em parceria com a Secretaria Municipal de Saúde de Tangará da Serra, está publicando diariamente um Boletim Diário atualizado.

A alerta está sendo feita, "se apresentar tosse, febre e dificuldade para respirar, ligue para: (65) 98475-2388 / 98472-2328 / 98459-1926 / 98472-4093.

Fonte: Humberto Ferreira - Redação CTS

Alvari Teixeira, ex-vereador de Tangará da Serra, morre aos 76 anos.

Empresário foi vítima de infarto e complicações causadas por cirurgia

Morreu nesta quarta-feira, 25, aos 76 anos de idade, o empresário, ex-vereador e ex-secretário de infraestrutura de Tangará da Serra, Alvari Teixeira, vítima de infarto fulminante.

Conforme informações de pessoas próximas, Alvari havia passado por procedimento cirúrgico e se encontrava internado na Unidade de Terapia Intensiva (UTI) de um hospital particular da cidade. 

O corpo de Alvari Teixeira será velado a partir das 07h00 desta quinta-feira, 26, na Capela Ecumênica Valdemar José da Cruz. O sepultamento está marcado para as 11h00. O prefeito de Tangará da Serra, Fábio Martins Junqueira, declarou luto oficial no município. 

Após reforma, UTI do Hospital Regional de Colíder recebe pacientes

A obra no local foi iniciada em 2015 e paralisada diversas vezes ao longo dos anos. Em 2019, o Governo do Estado, por meio da SES, retomou os serviços de readequação estrutural e viabilizou a entrega de 10 leitos

Após reforma, a Unidade de Terapia Intensiva (UTI) infantil do Hospital Regional de Colíder passa a funcionar com 10 leitos. Os reparos, viabilizados pela Secretaria de Estado de Saúde (SES-MT), integram o projeto de modernização dos Hospitais Regionais e das Unidades Especializadas, idealizado e colocado em prática pela atual gestão estadual.

“Estamos fazendo uma grande transformação nas unidades que estão sob a gestão estadual e pretendemos entregar uma rede hospitalar remodelada para a população mato-grossense. O intuito é de ampliar o número de leitos e oferecer um serviço de mais qualidade”, declarou o secretário estadual de Saúde, Gilberto Figueiredo.

No local, a obra foi iniciada em 2015 e paralisada diversas vezes ao longo dos anos. Em 2019, o Governo do Estado, por meio da SES, retomou os serviços de readequação predial e possibilitou a entrega, na última semana, de oito leitos de UTI neonatal e dois leitos de UTI pediátrica.


Executivo autoriza reabertura parcial do comércio em Tangará da Serra

Mais de 10 segmentos retornam nesta quinta-feira.

Madrugada de quinta-feira, 26 de março, o prefeito de Tangará da Serra, Fábio Martins Junqueira (MDB) usou seu perfil nas redes sociais para anunciar a reabertura parcial do comércio em Tangará da Serra.

Em seu comunicado, Junqueira autoriza o retorno as atividades de pouco mais de 10 segmentos, já a partir desta quinta-feira, 26, entre eles oficinas mecânicas, funilarias, lojas de auto peças; lava jatos, borracharias, casas de materiais de construção, marcenaria, serralheria, vidraçaria, lojas de materiais elétricos; escritórios de profissionais liberais (Contabilidade, Advocacia; Engenharia; Arquitetura, Odontólogo, Fisioterapia, Psicologia e congeneres), cabeleireiros e barbearias e congeneres.

Além desses, restaurantes, lanchonetes e lanches localizados nas margens das Rodovias Estaduais no território do Município de Tangará da Serra também poderão funcionar regularmente a partir desta quinta-feira. “Já os localizados na área urbanizada do Município poderão funcionar em atendimento em forma de delivery ou entrega no local até as 22:00 horas”, reforça, ao afirmar que todos os estabelecimentos deverão adotar estratégias de controle de acesso aos recintos fechados pelos consumidores, de modo a não gerar aglomerações que aumentem os riscos de contágio.

Bombeiros realizam desinfecção na Rodoviária Central de Cuiabá

Uma solução foi aplicada em corrimões, assentos e balcões onde as pessoas mais têm contato físico

O Corpo de Bombeiros Militar de Mato Grosso começou nesta quarta-feira (25/03) a Operação de Desinfecção Biológica em locais prioritários de Cuiabá e Várzea Grande. A operação teve início na Rodoviária Central de Cuiabá, com uma equipe de 15 bombeiros envolvidos diretamente na desinfecção com uma solução de hipoclorito de sódio.

Os militares que atuaram na operação têm treinamento em Operações com Produtos Perigosos e utilizaram um macacão descartável que é empregado em ambientes de contaminação por agentes biológicos. Mesmo com a redução da circulação de pessoas, as rodoviárias e aeroportos são espaços de entrada e saída das cidades.

Na ação os militares usarão bombas de pulverização com a solução desinfectante. Esta é uma ação estratégica para a contenção da transmissão. “Bancos, corrimões, balcões, os locais em que as pessoas mais põem as mãos são o principal alvo da ação de hoje”, conta o capitão Felipe Sabóia, da Companhia de Atendimento a Emergências com Produtos Perigosos.

Publicação no DOU proíbe corte de energia elétrica por inadimplência

Publicação no Diário Oficial da União (DOU) desta quarta-feira, 25 de março, traz a Resolução Normativa 878/2020 da Agência Nacional de Energia Elétrica (Aneel). A divulgação estabelece medidas para preservação da prestação do serviço público de distribuição de energia elétrica, em decorrência da calamidade pública atinente à pandemia do novo coronavírus (Covid-19), com validade de 90 dias.

Entre as medidas, a resolução proíbe o corte de energia por inadimplência nas unidades consumidoras listadas na resolução considerando as disposições dos Decreto 10.282/2020, o Decreto 10.288/2020 e o no artigo 11 da Resolução Normativa 414/2010. 

A partir da publicação, a Confederação Nacional de Municípios (CNM) reforça que, onde existam pessoas usuárias de equipamentos de autonomia limitada - vitais à preservação da vida humana e dependentes de energia elétrica - não poderá haver cortes, além das unidades residenciais enquadradas no subgrupo B1, inclusive as subclasses residenciais de baixa renda e da subclasse residencial rural, do subgrupo B2. 

Portaria traz medidas de enfrentamento ao coronavírus na Assistência Social

É com preocupação que as medidas de enfrentamento ao coronavírus, Covid-19, pelo Sistema Único de Assistência Social (Suas) chegam aos Municípios. A Portaria 337/2020 do Ministério da Cidadania, publicada nesta quarta-feira, 25 de março, reconhece o papel fundamental da proteção social, inclusive no atendimento dos mais vulneráveis. Só que o recurso previsto pode não ser suficiente e/ou não contemplar a totalidade dos Entes municipais.

A normativa da pasta traz, em parágrafo único, a previsão de que Estados, Municípios e Distrito Federal compatibilizem a aplicabilidade, conforme as normativas e as condições de saúde pública local. A área de Assistência Social da Confederação Nacional de Municípios (CNM) analisou a portaria e aponta alguns pontos sensíveis, começando pela indicação de fonte de recursos para ações preventivas.

"Fica autorizada a aplicação dos recursos financeiros transferidos aos fundos de assistência social dos Estados, Municípios e Distrito Federal à título de apoio à gestão, por meio do Índice de Gestão do Suas (IGD-Suas), na organização e desenvolvimento das ações destinadas a prevenir e mitigar riscos e agravos sociais decorrentes da pandemia do coronavírus que impliquem em desassistência", diz a portaria.

Resolução da Anvisa flexibiliza a fabricação, aquisição de equipamentos e materiais hospitalares

A fabricação, importação e a compra de dispositivos médicos identificados como prioritários para serviços de saúde serão flexibilizadas. A decisão, de caráter extraordinária e temporária, consta na Resolução da Diretoria Colegiada (RDC) 356/2020 da Agência Nacional de Vigilância Sanitária (Anvisa), publicada pela autarquia por conta da emergência de saúde pública internacional relacionada à disseminação da Covid 19.

Na prática, a normativa estabelece que a produção ou compra de circuitos de conexões respiratórias, válvulas, máscaras cirúrgicas, óculos de proteção, gorros e outras vestimentas hospitalares descartáveis, necessárias neste momento para fazer o suporte aos agravos respiratórios graves, ficam dispensadas de autorização de funcionamento da Anvisa e de outros órgãos sanitários.

As empresas poderão incorporar a produção dos produtos de outros fabricantes que não tenham registro na Anvisa ou que não estejam autorizados e cadastrados para funcionar como estabelecimentos que fabricam produtos de saúde. Apesar dessa flexibilização prevista na RDC, esses componentes de proteção continuam necessitando de garantia e de atender as especificações técnicas e sanitárias como prevê outras determinações da Anvisa.

Reunião define plano de ação integrada entre estado e municípios

Em reunião realizada na tarde desta terça-feira, 24 de março, entre o Governo do Estado e os prefeitos de Cuiabá e Várzea Grande, foram discutidas formas de trabalho para prevenir e combater o avanço do coronavírus na região Metropolitana. De acordo com Mauro Mendes, os prefeitos, Emanoel Pinheiro, da capital e Lucimar Campos, de Várzea Grande, se comprometeram e elaborar e entregar nos próximos três dias, um plano de ação conjunta de enfrentamento ao avanço do Covid-19.

O prefeito Emanoel Pinheiro enfatizou que a melhor forma de enfrentar o perigo é unir esforços e se colocou a disposição para contribuir no que for necessário para reduzir o índice de contaminação. De acordo com a prefeita Lucimar Campos, de Várzea Grande, a reunião foi produtiva e ressaltou que a Gestão várzea-grandense não vai medir esforços para unir forças no combate ao coronavírus.

Conforme Boletim oficial divulgado pela Secretaria de Saúde, no final da tarde, em MT já são mais de 260 casos de coronavírus suspeitos sendo monitorados e 7 casos confirmados. O secretário Gilberto Figueiredo explica que o Estado já adotou várias medidas de prevenção e está se preparando para conter o avanço do vírus.

Gefron intensifica barreira para impedir entrada de estrangeiros em Mato Grosso

A ação visa conter a propagação do coronavírus e atende portaria do Governo Federal

O Grupo Especial de Segurança na Fronteira (Gefron-MT) vai reforçar a atuação policial em toda faixa que liga o Brasil com a Bolívia. A medida visa restringir, de forma excepcional, a entrada de estrangeiros em Mato Grosso e evitar a propagação do coronavírus (Covid-19). Com o empenho da tropa do grupamento e da Polícia Militar (PM-MT), a vigilância será contínua nos postos de fiscalização e por meio de barreiras volantes. A intensificação das ações atende à Portaria 125, de 19 de março deste ano, do Governo Federal.

A medida restritiva é de caráter excepcional e temporária no prazo de 15 dias, podendo ser prorrogado. No período estão proibidos a entrada de cidadãos da Bolívia, Argentina, Colômbia, República Francesa, Paraguai, Peru, Suriname e Guiana. O trabalho será desenvolvido dentro “Operação Hórus”, do Programa Vigia, do Ministério da Justiça e Segurança Pública.


Governo vai decretar estado de calamidade pública em Mato Grosso

Decisão foi tomada para auxiliar os 141 prefeitos do estado

O governador Mauro Mendes decidiu decretar estado de calamidade pública em Mato Grosso, como medida necessária para combater o coronavírus no estado.

Os detalhes da medida serão editados e divulgados nesta quarta-feira (25), durante a reunião com o Gabinete de Situação, montado para monitorar a epidemia.

A decisão em decretar a calamidade foi tomada como forma de auxiliar os 141 municípios do Estado, que precisam adotar uma série de ações contra a pandemia.

Com esta decisão, os prefeitos conseguem mais flexibilidade e menos burocracia para dar cabo das medidas urgentes que a luta contra o coronavírus exige.

DF tem paciente curada após ser infectada por novo coronavírus

Contágio ocorreu durante Conferência da Mulher Advogada

A advogada brasiliense Daniela Teixeira recebeu uma ótima notícia nesta semana quando soube que seu segundo exame para o novo coronavírus deu negativo. Ela foi a primeira paciente do Distrito Federal a ter sido curada do contágio, após semanas de medo e apreensão. Ela conversou com a Agência Brasil sobre a experiência e destacou a importância das ações de prevenção e combate à epidemia.

Agência Brasil – Como ocorreu a infecção?

Daniela Teixeira - Fui infectada no dia 6 de março, na Conferência da Mulher Advogada. Várias amigas começaram a apresentar os sintomas e tiveram exames dando positivo. Eu fiz o exame, embora não estivesse com sintomas. Ainda tinha facilidade para isso, pois o laboratório onde fiz realizava em casa. Aí deu positivo.

Agência Brasil – E o que você fez após saber que estava com o novo coronavírus?

Daniela Teixeira – Fui muito bem atendida pela Secretaria de Saúde [do DF]. Seguimos as instruções da secretaria de isolamento total. Ninguém entrava na minha casa. E os quatro que moram aqui em casa, meu marido e dois filhos, ficaram comigo para não disseminar o vírus. Porque se saíssem poderiam levar para outros. Fizeram exames e deram negativo. Ficamos totalmente isolados. Tive dor de cabeça, sintomas muito leves, de gripe, mal estar generalizado. Mas nada sério.

Agência Brasil – Como você se sentiu neste período? Quais foram as maiores dificuldades?

Daniela Teixeira – Se as pessoas estão com medo de pegar, imagina para quem deu positivo. Qualquer sintoma você fica com medo de evoluir, porque vemos casos de rápida piora. Das minhas colegas infectadas, temos três internadas na UTI [Unidade de Tratamento Intensivo]. É um medo constante de contaminar alguém da família e de apresentar sintoma.


Coronavírus: projeto afrouxa critérios do Tesouro para empréstimos a estados e municípios

O avanço da pandemia causada pelo novo coronavírus gerou uma crise econômica em escala mundial, que afeta drasticamente as receitas dos estados, do Distrito Federal e dos municípios. Para atenuar os prejuízos e ajudar os entes federados no combate à covid-19, o Projeto de Resolução do Senado (PRS) 9/2020 determina a reavaliação de suas capacidades de pagamento e das contragarantias para a concessão de aval ou garantia da União em operações de crédito externo e interno em casos de calamidade pública. 

A proposta, do senador Otto Alencar (PSD-BA), aguarda a indicação de um relator na Comissão de Assuntos Econômicos (CAE). O texto altera o artigo 12 da Portaria 501, de 2017, do Ministério da Economia. Essa portaria classifica os requisitos mínimos a serem observados pela Secretaria do Tesouro Nacional (STN) ao conceder empréstimos aos entes da Federação. Atualmente, para ter acesso a tais recursos, o pleiteante deve apresentar, entre outros requisitos, nota da classificação final de capacidade de pagamento igual a A ou B.

Ao justificar a iniciativa, Otto argumentou ser necessário rever a determinação da pasta, para contemplar também os entes subnacionais classificados como “C”, que atualmente estão inabilitados pela portaria. Ele afirmou que a restrição não é apropriada a este momento de crise, que impacta a arrecadação e inviabiliza a capacidade de ação dos governos locais.

Como medida emergencial, ministério suspende bloqueios de benefícios sociais

Após suspender o corte dos Benefícios de Prestação Continuada (BPC), o Ministério da Cidadania (MC) cancela, pelo prazo de 120 dias, bloqueios, suspensão e cancelamentos de benefícios sociais, como Bolsa Família, por falta de averiguação e revisão cadastral. A Confederação Nacional de Municípios (CNM) destaca a Portaria 335/2020, que pode impactar 14 milhões de famílias.

Por conta da pandemia do coronavírus e da Emergência em Saúde Pública, a portaria apresenta medidas emergenciais na gestão do Programa Bolsa Família, criado pela Lei 10.836/2004, e do Cadastro Único para Programas Sociais do governo federal, regulamentado pelo Decreto 6.135/2007. Ela está publicada no Diário Oficial da União (DOU) de 20 de março.

A normativa reconhece, expressamente, que a operação do Bolsa Família e do Cadastro Único para programas sociais está comprometida, principalmente nos Municípios. Em muitas localidades, as aulas estão suspensas, as unidades de saúde em regime especial para atender casos suspeitos, e os Centros de Referência de Assistência Social e demais postos de atendimento ao público estão fechados.

Presidente da AMM sugeriu aos governadores que peçam ao presidente Bolsonaro a liberação do FEX

O Presidente da República, Jair Bolsonaro, vem realizando reuniões virtuais e excepcionais para anunciar os recursos em respostas às cartas dos governadores e de associações representativas dos estados. A reunião por videoconferência com os governadores das regiões Sul, Sudeste e Centro-Oeste, está sendo realizada nesta terça-feira (24),para discutir as ações, como medida de amparo ao combate da pandemia do Coronavírus.

Os governadores e prefeitos receberam ontem o anúncio do pacote do Governo Federal, de R$ 88 bilhões para os estados e municípios brasileiros. O pacote inclui a transferência para a área da saúde, no valor de R$ 8 bilhões, no período de quatro meses. O orçamento para a assistência social no valor de R$ 2 bilhões. A recomposição do Fundos de Participação dos Municípios (FPM) e dos Estados (FPE), com a previsão de liberar R$ 16 bilhões, além da suspensão das dívidas dos estados com a União estimado em $ 12,6 bilhões, a renegociação com bancos relacionada a dívidas de estados e municípios no valor de R$ 9,6 bilhões e as operações com facilitação de créditos no valor de R$ 40 bilhões.

O presidente da Associação Mato-grossense dos Municípios-AMM, Neurilan Fraga, sugeriu que os governadores conversem com o presidente Bolsonaro, durante a teleconferência, sobre a liberação do Fundo de Auxílio Financeiro ao Fomento às Exportações- FEX. Neurilan destacou que os estados e municípios da região Centro-Oeste são os que mais têm perdas com a desoneração do ICMS de exportações, devido à Lei Kandir. Na última sexta-feira, ele encaminhou um oficio ao presidente da República, Jair Bolsonaro, e aos ministros da Economia, Paulo Guedes, Chefe da Casa Civil, General Braga Neto, e também ao ministro da Saúde, Luiz Henrique Mandetta, solicitando a liberação dos recursos do FEX para o estado e os municípios de Mato Grosso, para ações de combate ao avanço da Covid-19.

Governo promete 200 novos leitos em duas semanas

A unidade, em Várzea Grande, será a referência estadual para atendimento dos casos graves de Covid-19

O Governo do Estado anunciou, nesta segunda-feira (23), a construção de 200 leitos no Hospital Metropolitano, em Várzea Grande.

A unidade será a referência estadual para atendimento dos casos graves de coronavírus (Covid-19).

Ao todo, a unidade ficará com 260 leitos, já que atualmente o local conta com outros 60 leitos. A previsão é que a obra seja finalizada em, no máximo, duas semanas.

As cirurgias bariátricas, de ortopedia e demais procedimentos de alta complexidade que o Metropolitano realiza serão deslocadas para outras unidades, conforme a determinação do governador Mauro Mendes.

“O nosso desafio é fazer, no menor espaço de tempo possível, uma obra de mais de 200 leitos que serão construídos aqui. Esse hospital, dentro de poucas semanas, vai estar com capacidade para atender 260 pessoas que estiverem em situação grave”, afirmou.

Prefeito e governador mantêm briga política apesar da crise

Emanuel diz que Mendes age como empresário, ao acionar a Justiça para liberar ônibus em Cuiabá

A Prefeitura de Cuiabá e Governo do Estado seguem com a briga política entre seus dois principais líderes — o prefeito Emanuel Pinheiro (MDB) e o governador Mauro Mendes (DEM) —, apesar da situação extremamente grave, com a luta contra a pandemia global do Covid-19.

O desacordo entre os dois foi parar na Justiça e levou a duas decisões discordantes tomadas pelo juiz plantonista Onivaldo, num espaço de algumas horas, no domingo (22).

No meio da noite do mesmo dia, o prefeito decidiu responder ao chefe do Executivo estadual em vídeo transmitido por suas mídias sociais.

“Estamos em plena pandemia. Mais do que nunca, em momentos como o que estamos enfrentando, é preciso manter a serenidade e a visão de um estadista. É necessário deixar de lado as paixões político-partidárias, simpatias e antipatias pessoais, ideologias ou conveniências eleitorais”, disse Emanuel Pinheiro.

Projetos previstos para serem votados na Ordem do Dia da 08ª Sessão Ordinária de 24/03/2020

*PROJETO DE LEI COMPLEMENTAR Nº 001/2020* de autoria do Executivo Municipal, que dispões sobre adequação da Legislação do Regime Próprio de Previdência dos Servidores Públicos do Município de Tangará da Serra – Serraprev em razão das alterações promovidas no sistema previdenciário pela Emenda Constitucional nº 103/2019. *(1ª Discussão).*

*PLC 01/2020* faz alterações na legislação do Regime Próprio de Previdência dos Servidores Públicos do Município de Tangará da Serra (SERRAPREV) em razão de alterações promovidas no sistema previdenciário pela Emenda Constitucional 103/2019.

Mais informações:

Fonte: Marcos Figueiró - Assessoria de Imprensa

Estado proíbe bares e conveniências; restaurantes ficam restritos

Determinação visa coibir aglomerações nos locais, evitando o contágio

O Governo de Mato Grosso publica decreto na tarde desta segunda-feira (23.03) em que proíbe o funcionamento dos bares e lojas de conveniência em todo o Estado.

A determinação – que deve sair em Diário Oficial suplementar - foi tomada nesta manhã, após reunião com o Gabinete de Situação, montado para monitorar e implementar as ações de prevenção e combate ao coronavírus.

O decreto também prevê que os estabelecimentos como restaurantes e padarias podem operar apenas com a opção de entrega ou retirada no local.

Os alimentos entregues devem estar “prontos e embalados para consumo fora do estabelecimento, respeitado, em qualquer caso, o distanciamento mínimo de 1,5m entre entregador e consumidor, ficando expressamente vedado o consumo no local”.

Esta medida, no entanto, não abrange os restaurantes e serviços desenvolvidos nas rodovias estaduais e municipais “destinadas ao atendimento de transporte de alimentos, combustíveis, medicamentos e outras atividades essenciais ao abastecimento da população”.

MP dispensa licitação de compras e obras durante pandemia de coronavírus

A Medida Provisória 926/20 dispensa licitação e outras formalidades para obras e compras de bens e serviços destinados ao enfrentamento do coronavírus. Também determina que o fechamento de portos, aeroportos e rodovias durante a pandemia de coronavírus só poderá ser feito com recomendação técnica e fundamentada da Agência Nacional de Vigilância Sanitária. A medida entrou em vigor na sexta-feira.

O texto autoriza a contratação de empresa impedida de participar de licitação por irregularidades - como a declaração de inidoneidade -se for a única fornecedora de bens e serviços e também permite a compra de equipamentos usados, desde que haja garantia do fornecedor.

A MP altera a lei aprovada em fevereiro com medidas para enfrentamento da emergência de saúde pública decorrente do coronavírus (Lei 13.979/20) que já previa a dispensa de licitação apenas para compras de equipamentos de saúde. A regra agora vale para todas as compras e serviços, inclusive de engenharia, necessários ao enfrentamento da pandemia.

Parlamentares podem direcionar até R$ 8 bi no Orçamento para combate ao coronavírus

O reconhecimento do estado de calamidade pública no País em decorrência da pandemia de coronavírus permitiu ao governo autorizar na sexta-feira (20) a liberação do montante integral de emendas parlamentares impositivas individuais e de bancada estadual. Com isso, deputados e senadores poderão alterar a prioridade na destinação dos recursos, priorizando o combate ao Covid-19.

Em videoconferência com empresários, o presidente Jair Bolsonaro afirmou que os recursos envolvidos nessas ações públicas chegariam a cerca de R$ 8 bilhões. Esse montante corresponde à soma daquelas emendas individuais e de bancada estadual que já seriam liberadas para a saúde. Com o estado de calamidade pública, a ideia é antecipar a execução de gastos mais urgentes.

Em nota, a Secretaria de Governo da Presidência da República informou que antecipará, para o final deste mês, a possibilidade de o parlamentar remanejar total ou parcialmente as emendas individuais obrigatoriamente destinadas à saúde. Neste ano, cada deputado ou senador apresentou R$ 15,9 milhões em emendas individuais impositivas, sendo necessariamente 50% para a saúde.

Campanha de vacinação contra gripe começa hoje em todo o país

Têm prioridade na primeira etapa idosos e trabalhadores da saúde

Começa nesta segunda-feira (23) a Campanha Nacional de Vacinação contra a Gripe. De acordo com Ministério da Saúde, nesta primeira etapa os públicos prioritários são idosos e trabalhadores da saúde. Mais duas etapas serão realizadas para públicos diferentes.

Ao todo, a campanha pode atingir cerca de 67,6 milhões de pessoas em todo o país. A meta é vacinar, pelo menos, 90% de cada um desses grupos até o dia 22 de maio. Para alcançar esse público foram investidos R$ 1 bilhão na aquisição de 75 milhões de doses da vacina.

O dia “D” de mobilização nacional para a vacinação acontece em 9 de maio (sábado). Nessa data, os 41 mil postos de saúde ficarão abertos para atender a todos os grupos prioritários. Neste ano, a campanha foi antecipada de abril para março para reforçar a proteção aos públicos prioritários contra os vírus mais comuns da gripe.

Polícia Militar realizou 37 operações em todo o estado neste final de semana

Balanço apresenta ações policiais de fiscalização desde a publicação do decreto 419/2020 que prevê medidas de contenção do coronavírus

Desde a publicação do decreto 419/2020 pelo Governo do Estado na última sexta-feira (20), a Polícia Militar de Mato Grosso realizou 37 operações em 31 municípios, com o objetivo de fiscalizar o cumprimento da proibição de aglomeração de pessoas. A medida é uma determinação do governador Mauro Mendes para interromper o contágio pelo novo coronavírus no estado.

Ao todo, 174 policiais participaram das rondas. Foram fechados bares, lanchonetes e comércios com lotação acima do permitido, realizada a dispersão de aglomerações em casas, igrejas, praças, campos de futebol, e notificados motoristas de aplicativo transportando passageiros no banco da frente.

Foram registrados ainda Boletins de Ocorrência (BO) para uma clínica de Jaciara, que não atendeu às recomendações policiais, e por perturbação da ordem, pela realização de uma festa em uma residência em Várzea Grande.

Quinze mil litros de álcool são doados por empresas ao governo do Estado; total será de 200 mil

Quinze mil litros de álcool 70% doados por empresas do setor sucroalcooleiro foram entregues na manhã deste sábado (21) ao Governo de Mato Grosso. No total, serão 200 mil litros destinados à prevenção do contágio do novo coronavírus (COVID-19), que vão para hospitais, policlínicas, UPAs, nas unidades públicas da Polícia Militar, Bombeiros, e todas aquelas áreas que prestam serviços essenciais ao cidadão. A intenção é preservar os profissionais que estão enfrentando esse momento de combate à pandemia.

De acordo com a assessoria do Governo de Mato Grosso, a arrecadação foi coordenada pelo Sindicato das Indústrias Sucroalcooleiras (Sindalcool-MT) junto à empresas do setor. “Começamos hoje a distribuição desse material para as unidades de saúde, de segurança, também vamos dar apoio para as prefeituras, para que nós possamos garantir segurança dos profissionais, e que possamos dar continuidade nos serviços essenciais para a nossa população. Quero agradecer a todos os voluntários que estão ajudando nesse momento, que se Deus quiser, vamos superar”, explica o governador.

O governador explica que o produto para fazer o gel não está mais disponível no mercado brasileiro, mas o álcool 70% que será utilizado tem a mesma eficácia. “Quero agradecer muito as usinas que produzem etanol aqui no estado, e a muitas outras empresas da Baixada Cuiabana, de Várzea Grande, do interior, que têm se apresentado para colaborar com o governo e com o povo de Mato Grosso nesse momento. Até o momento recebemos 200 mil litros de doação de álcool 70%”, afirma.