Professor Sebastian cobra soluções para problemas pontuais na rede de Educação tangaraense

Professor Sebastian (PSB) esteve esta semana na Secretaria de Estado de Educação de Mato Grosso. Ele se reuniu com a secretária Marioneide Angélica Kliemaschewsk e o secretário adjunto Alan Porto, quando apresentou problemas pontuais de pelo menos cinco escolas mantidas pelo Estado em Tangará da Serra e voltou a cobrar a conclusão da construção da escola do Jardim Tarumã.

“Com relação à quadra poliesportiva e reparos na escola Ernesto Che Guevara, no Assentamento Antônio Conselheiro, ficou encaminhado que poderá ser solicitada verba emergencial para a mesma e com relação a solicitação da escola Bento Muniz para transferência para a escola em construção no Jardim Tarumã a secretária se comprometeu a fazer os encaminhamentos necessários junto ao planejamento para análises e vistorias técnicas. Segundo a secretária a escola do Tarumã poderá ser concluída ainda no final deste ano”, afirmou o vereador Professor Sebastian após a reunião.

O vereador pediu urgência na instalação de postos de transformação das escolas estaduais Antônio Casagrande, Doutor Hélcio de Souza, Emanuel Pinheiro, Ernesto Che Guevara e Ramon Sanches Marques. Como resposta, o vereador foi informado que a empresa responsável receberá no prazo de 15 dias a ordem de serviço. Sobre a solicitação de investimentos em mobiliário para o refeitório na escola Ramon Sanches Marques a informação é de que a licitação terá andamento nos próximos dias.

“Também cobramos a solução para a necessidade de alvará de segurança de pânico e incêndio na escola Doutor Hélcio de Souza e demais escolas. E fomos informados de que a secretária está mantendo diálogo com o Corpo de Bombeiros e isso deve resultar em um termo de cooperação para a solução no mais breve prazo possível”, explica o parlamentar, adiantando que a ação deve integrar ainda a capacitação de brigadistas e a elaboração e distribuição de cartilhas orientativas nas escolas.

Na reunião, o vereador solicitou ainda um calendário específico adaptado para a realidade vivida pelos alunos da zona rural. “Apresentamos as dificuldades dos alunos das escolas rurais, especialmente no período chuvoso e a secretária se comprometeu em dar os andamentos possíveis quando da conclusão do calendário da reposição da greve”, afirmou Professor Sebastian.

Fonte: Marcos Figueiró - Assessoria de Imprensa

Município realiza audiência pública para apresentação da LOA 2020

Prefeito Fábio Junqueira explicou com detalhes a execução do orçamento público de Tangará da Serra

A Prefeitura de Tangará da Serra realizou na noite desta quarta-feira, 28, audiência pública para apresentação da Lei Orçamentária Anual (LOA) para o exercício financeiro de 2020. O evento aconteceu no Centro Cultural, reunindo o Prefeito Fábio Martins Junqueira, Secretários Municipais, servidores públicos, Vereadores, acadêmicos e sociedade em geral.

Em sua fala, o Chefe do Poder Executivo deu detalhes de como é aplicado o orçamento público, sua distribuição e os valores utilizados em custeio de folha de pagamento e execução de obras públicas. O Secretário de Planejamento, Julio Cesar Gomes, apresentou o Ciclo Orçamentário Municipal – receita municipal, atualização do PPA 2020/2021, Lei de Diretrizes Orçamentárias e a LOA.

De acordo com os dados apresentados durante a audiência, o Município tem estimativa de R$ 408.417.895,70 em receita para 2020, aplicados em administração direta e indireta e Serraprev. Ainda durante a audiência, foram apresentados dados que comprovam o crescimento de 15,96% de receita arrecadada, e investimentos realizados pela Administração Municipal, como as inaugurações do CME Luiz Simões Matias no Vale do Sol, a nova sede da UNITAN e o CME Sebastião Rodrigues dos Santos, inaugurado no Morada do Sol.

O relatório apresentado detalhou ainda investimentos que serão aplicados na Saúde e na Educação no ano de 2020. A aplicação na Educação deverá chegar a R$ 47.361.432,41, ou seja, 28,36% do orçamento, acima da média obrigatória por Lei. Na Saúde a estimativa de aplicação de recurso é de R$ 46.268.729,29, totalizando R$ 27,70%, quase o dobro da média obrigatória.

Fonte: Diego Soares - Assessoria de Imprensa