Quintão desafia Samae a resolver falta de água em comunidades rurais

Ronaldo Quintão (PP) dirigiu-se diretamente ao diretor do Serviço Autônomo Municipal de Água e Esgoto (Samae), Wesley Torres, durante seu discurso na sessão legislativa da semana que passou, na Câmara Municipal. O presidente da Câmara Municipal falava da falta de água nas comunidades rurais de Tangará da Serra, quando desafiou a autarquia a resolver o problema.

“A gente conclama a direção do Samae, por estar apresentando a sociedade trabalhos vultuosos, a dar uma resposta às comunidades rurais: uma solução definitiva para falta de água. Eu desafio o diretor Wesley a resolver, porque a água tem péssima qualidade e isso é sinônimo de falta de Saúde”, disse o vereador.

Na mesma sessão, Ronaldo Quintão apresentou uma indicação ao deputado federal Nelson Barbudo (PSL-MT) solicitando emenda ao Orçamento da União para que Tangará da Serra receba recursos do Governo Federal para a construção de uma Estação de Tratamento de Água na Gleba Triângulo.

O vereador também lamentou a péssima qualidade da água fornecida pelo Município aos moradores da Gleba Triângulo. “Esperamos que isso seja resolvido de uma vez por todas”, afirmou Quintão, pedindo que o Samae priorize investimentos para resolver questões que já se arrastam há anos.

Fonte: Marcos Figueiró - Assessoria de Imprensa

Custos e investimento da Unemat são pauta de audiência pública na ALMT

O evento foi requerida pela Comissão de Educação, Ciência, Tecnologia, Cultura e Desporto para debater a situação financeira da universidade com professores, alunos, reitoria e representantes do governo

Investimentos, repasse de recursos e expansão da Universidade Estadual de Mato Grosso (Unemat) foram os temas da audiência pública realizada na tarde desta quarta-feira (12) na Assembleia Legislativa de Mato Grosso (ALMT), em Cuiabá. A iniciativa foi requerida pela Comissão de Educação, Ciência, Tecnologia, Cultura e Desporto para debater a situação financeira da universidade com professores, alunos, reitoria e representantes do governo do estado, responsável empenho de recursos à instituição.

A frustração na receita corrente líquida do Estado provocou atrasos nos repasses do governo à Unemat, mas parte dos recursos não repassados em 2018 já foram colocados em dia, conforme destacou o reitor da universidade, Rodrigo Bruno Zanin, e explica a secretária-adjunta de Tesouro da Secretaria de Estado de Fazenda, Luciana Rosa.

“Com a queda na arrecadação do Estado, os repasses financeiros diminuíram, mas a expectativa é que até o final do ano haja uma recuperação fiscal e os repasses sejam regularizados”, destacou o reitor da Unemat, Rodrigo Zanin.

O deputado estadual Thiago Silva (MDB), presidente da Comissão de Educação, destacou que a Comissão vem acompanhando os trabalhos da Unemat e o processo de expansão da universidade. “Vamos iniciar o processo de visitas aos campings da universidade, conferir como está a situação dos atrasos no pagamento das bolsas aos estudantes, ver a infraestrutura e vamos ouvir toda a classe estudantil para trabalhar por uma instituição forte para todos que realmente precisam”.

A representante da Sefaz, Luciana Rosa, explicou que realmente o Estado não tem tido condições de cumprir os repasses integralmente à Unemat e reconheceu o trabalho para da universidade para reduzir os custos. “A Unemat cortou gastos e sabemos que não há mais margem para cortes, mas o Estado passa por uma de suas crises financeiras mais graves e a arrecadação não é suficiente para cobrir as despesas”.

O deputado Valdir Barranco (PT) fez questão de destacar a importância da Unemat em sua formação política e social e afirmou que os governos precisam passar a tratar educação como investimento e não como gasto. O deputado estadual Sebastião Rezende (PSC) afirmou que é preciso aprofundar sobre os custos da Unemat para viabilizar os investimentos necessários para o fortalecimento da instituição.

Expansão – A Comissão Pró-Unemat, que luta pelo fortalecimento da Unemat na região sul do Estado, participou da reunião e defendeu a abertura de novo campus em Rondonópolis. De acordo com o presidente da Comissão, Wilber Maciel, já existe um terreno doado para a construção do campus e agora eles lutam para conseguir recursos para a construção da unidade.

“Hoje temos dois cursos em Rondonópolis e uma turma especial de Direito. Precisamos que a Unemat se instale efetivamente no município e queremos mostrar a importância disso para o governo e para os deputados para que destinem emendas para isso”, explicou Wilber Maciel.

A presidente da Associação de Docentes da Unemat, Silvia Regina, pediu cuidado com relação à expansão e abertura de novas unidades sem que seja feito um planejamento adequado. “é preciso pensar sobre a importância do corpo docente e técnico. Não adianta só abir novos cursos, é preciso investir nas pessoas que vão trabalhar. A qualificação desses profissionais é essencial para o recebimento de investimentos pela universidade”.

O diretor do Diretório Central dos Estudantes (DCE) de Cáceres, Victor Henrique Prado, também ressaltou que antes de se falar em expansão é preciso garantir o repasse regular dos recursos, o pagamento das bolsas e assegura as despesas com pessoal, inclusive com os terceirizados que, segundo o estudantes, estão há três meses com salários atrasados.

Fonte: LAIS COSTA MARQUES / Secretaria de Comunicação Social

Município deve apresentar projeto de duplicação da Rua 26, defende Zedeca

Melquezedeque Ferreira Soares, Zedeca (MDB) encaminhou ao prefeito Fábio Martins Junqueira (MDB) pedindo informações referentes a duplicação da Rua 26, entre a Rua 19 e a Vila Goiás. O parlamentar lembra que na época em que foram realizadas as obras de duplicação da Avenida até a Vila Goiás, a duplicação chegou a ser divulgada pela imprensa, no entanto não se concretizou.

“Estamos requerendo informações para que tenhamos o que há de fato sobre a duplicação: se tem projeto para a duplicação, se há uma data para o início das obras e qual seria essa data. A intenção é oferecer uma resposta aos moradores daquela região que estão esperando a obra há anos”, revela o vereador Zedeca.

TARUMÃ – O vereador também solicitou do Município a realização de ações de limpeza e melhoramentos no campo de futebol do Jardim Tarumã. Segundo ele, os moradores cobram investimentos do poder público municipal para a prática de esporte. “Essas atividades hoje estão inviabilizadas por conta das más condições em que o campo de futebol se encontra”, aponta Zedeca.

Fonte: Marcos Figueiró - Assessoria de Imprensa

Sandra Garcia quer mudanças no procedimento para atendimento a pacientes de oncologia

Sandra Garcia (PSDB) sugeriu que o Poder Executivo Municipal mude o procedimento atualmente utilizado para o agendamento de pacientes de oncologia na rede pública, em Tangará da Serra. Segundo a vereadora, na forma como é hoje registra-se um grande interstício de tempo entre a saída dos agendamentos de pacientes oncológicos – que atualmente é feito nas Unidades de Saúde da Família (USF) - até a conseqüente chegada até a Central de Regulação do Município para o devido lançamento no Sistema Nacional de Regulação (SISREG).

“O que solicitei do prefeito é que determine a realização dos protocolos de agendamento dos pacientes de oncologia diretamente na Central de Regulação do Município. Isso vai acelerar esse atendimento justamente para esses pacientes que precisam dessa agilidade, até por conta do tratamento, que merece toda a atenção do poder público”, explica a vereadora Sandra Garcia.

Ao justificar o pedido, a vereadora alerta que os pacientes com neoplasias malignas apresentam quadros emergenciais específicos e secundários da própria doença. “Numa situação dessas, o paciente não pode esperar, devido ao risco eminente de complicações graves”, argumenta.

A medida, avalia Sandra Garcia, reduzirá a burocracia, diminuindo o tempo de espera, que hoje é até 15 dias para poucos dias. “No caso de tratamentos de oncologia isso pode fazer toda a diferença, sendo de suma importância para o êxito nos tratamentos”, afirma.

Fonte: Marcos Figueiró - Assessoria de Imprensa

Municípios podem participar de elaboração da Carta Brasileira sobre Cidades Inteligentes

Contar com a participação dos Municípios, instituições e entidades e sociedade nas prioridades para a formulação da Carta Brasileira sobre Cidades Inteligentes. Esta visa construir o posicionamento nacional sobre Cidades Inteligentes vinculada a transformação digital ao território.

A Confederação Nacional de Municípios (CNM) entidade apoia a iniciativa e ressalta que a construção de uma agenda coletiva com a participação dos gestores municipais contribuirá para a formulação de diretrizes sobre cidades inteligentes, vinculadas ao desenvolvimento urbano e à transformação digital no território integrada a elaboração da Política Nacional de Desenvolvimento Urbano (PNDU) que considere as distintas capacidades e realidades locais.

A carta brasileira sobre Cidades Inteligentes é promovida pela Secretaria Nacional de Desenvolvimento Regional e Urbano (SDRU), vinculada ao Ministério do Desenvolvimento Regional (MDR). A proposta está vinculada ao Projeto de Apoio à Agenda Nacional de Desenvolvimento Urbano Sustentável (Andus), uma parceria do MDR com Agência de Cooperação Alemã (Deutsche Gesellschaft für Internationale Zusammenarbeit – GIZ).

Vale destacar, que a carta visa construir uma visão sobre cidades inteligentes no contexto brasileiro que subsidie a elaboração de diretrizes para a implementação de projetos de cidades inteligentes pelos Municípios, bem como, a criação de mecanismos que permitam a articulação de políticas, programas, iniciativas e investimentos públicos a partir de uma visão comum sobre Cidades Inteligentes.

Para participar, o gestor municipal pode enviar sugestões para o e-mail: andus@mdr.gov.br. Caso tenha ainda alguma dúvida, pode assistir a vídeo sobre a Carta Brasileira sobre Cidades Inteligentes sobre a Carta Brasileira sobre Cidades Inteligentes.

Fonte: Agência CNM

Hélio pede asfalto para estrada que liga Vila Nazaré ao Jardim São Luiz

Hélio da Nazaré (PSD) voltou a cobrar na Câmara Municipal esta semana investimentos do poder público municipal nos bairros Vila Nazaré e Jardim São Luiz. O vereador pediu que o município providencie a pavimentação asfáltica da estrada que liga os dois bairros. Para ele, a situação que se arrasta há vários anos pode ser resolvida rapidamente pela Secretaria Municipal de Infraestrutura.

“Hoje a estrada é a principal via de acesso utilizada e isso causa muita poeira para os moradores. O trecho não é longo, é curto e a proporção custo benefício com toda certeza justifica essa ação por parte da Prefeitura, por isso fazemos essa reivindicação”, explica Hélio da Nazaré.

O vereador também solicitou a realização de serviços de recuperação das ruas do bairro Jardim Porto Seguro, que também fica na mesma região. “hoje essas ruas estão totalmente deterioradas, e essa recuperação é, portanto, de extrema necessidade, pois o mato está tomando conta das ruas, contribuindo para a presença de animais peçonhentos dentro das residências”, lamenta o vereador.

ACADEMIAS – Hélio da Nazaré também solicitou a instalação de uma Academia ao Ar Livre no Jardim dos Ipês e outra no Residencial Alto da Boa vista. “A academia do Jardim dos Ipês favorecerá moradores do Jardim dos Ipês, Vila Nazaré, São Luiz e Porto Seguro. E a academia do Alto da Boa Vista atenderá toda aquela comunidade”, justifica o vereador.

Hélio também pediu ao Município a limpeza da lateral da Estrada 05, no trecho entre a Casa de Oração e o Residencial Alto da Boa Vista. E também a limpeza do trecho entre o Cemitério Jardim da Paz e a Casa de Oração.

Fonte: Marcos Figueiró - Assessoria de Imprensa