Escolas Técnicas oferecerão mais de 140 turmas para MedioTec

A intenção é dar suporte ao crescimento de atividades vinculadas ao contra-turno dos alunos

Mais de 3,7 mil alunos de todo o estado terão acesso aos cursos do MedioTec, oferecidos pela Secretaria e Estado de Ciência, Tecnologia e Inovação (Secitec). O novo modelo de cursos para o Ensino Médio terá 142 turmas, divididas em 37 cursos técnicos para 53 municípios. O MedioTec ofertará cursos técnicos para alunos matriculados em escolas públicas, via Programa Nacional de Acesso ao Ensino Técnico e Emprego (Pronatec), e que cursem o Ensino Médio regular a partir do segundo ano.

O secretário de Estado de Ciência, Tecnologia e Inovação, Domingos Sávio, reforça a importância dos investimentos em educação. “A missão é fazer do MedioTec mais uma oportunidade de ensino de qualidade no estado. São R$ 37 milhões em recursos que serão investidos para atender estudantes de todos os cantos do estado”.

A intenção do Mediotec 2017 é dar suporte ao crescimento de atividades vinculadas ao contra-turno dos alunos, propiciando uma formação técnica. Para acessar os cursos, os interessados devem estar regularmente matriculados no Ensino Médio e, então, optar pelos cursos técnicos simultaneamente. “As turmas oferecem mais uma opção profissionalizante de qualidade. A ideia é que ao terminar o Ensino Médio, o aluno já esteja preparado para ingressar no mercado de trabalho”, afirma o superintendente de Educação Profissional e Superior, Joaci Silva.

Em Mato Grosso, oito Escolas Técnicas Estaduais - Alta Floresta, Sinop, Rondonópolis, Barra do Garças, Diamantino, Tangará da Serra, Lucas do Rio Verde e Cuiabá - coordenarão os cursos regionalmente. As matrículas devem ocorrer entre junho e julho de 2017, já que a previsão de início das turmas é para o mês de agosto.

Maria Helena Manhães - Secitec-MT

Ipes fará simulado do Enem e premiará primeiros colocados com bolsas

Alunos de escolas públicas estão convidados a participar; inscrições podem ser feitas por telefone

O Centro Presbiteriano de Ensino Simonton (Ipes), realizará nos dois próximos sábados, 27 de maio e 03 de junho, às 07h00 da manhã, um simulado do Exame Nacional do Ensino Médio (Enem) voltado para alunos que cursam este nível de ensino.

Conforme o diretor da instituição, Marcos dos Anjos, o material utilizado no simulado é o mesmo que escola usa nas aulas, com selo Anglo.

“Esse simulado é uma prova em que nós pegamos o material Anglo, que é um material de qualidade e oferecemos aos alunos, especialmente aos da rede pública, a oportunidade de fazer esse simulado para que possam notar qual é a situação em que eles estão”, pontuou.

Como forma de incentivo, haverá premiação aos alunos que se destacarem na prova. Os prêmios são bolsas de desconto no cursinho preparatório para o Enem.

“O primeiro colocado, aquele que tiver a melhor nota do simulado vai ganhar uma bolsa integral das mensalidades. Quem ficar em segundo e em terceiro, ganhará uma bolsa com 50% de desconto. Os alunos que quiserem podem fazer a inscrição pelo telefone 3326-2537 ou 3326-2633. Tem que dar o nome, o telefone, não tem custo nenhum para quem for se inscrever e no dia vem fazer a prova”, acrescenta, ao destacar que o curso iniciará em 22 de junho, com término às vésperas da prova oficial do Enem.

“É uma oportunidade social que a gente está dando. Aquele aluno que tem interesse em se preparar melhor para o Enem, que se inscreva e venha fazer o simulado, não tem custo e se ficar em primeiro lugar ainda consegue uma bolsa integral. Nossa escola sempre tem feito isso e oferece aos alunos que querem ter um bom resultado no Enem”, finalizou Marcos.

Paulo César Desidério - Redação DS

Representantes da OAB Tangará apoiam impeachment de Temer

A decisão foi firmada durante 3º Colégio de Presidentes e Delegados

Nos dias 18 e 19 de maio, foi realizado o 3º Colégio de Presidentes e Delegados de Subseção da Seccional Ordem dos Advogados do Brasil (OAB) Mato Grosso. O evento, que ocorreu na cidade de Nova Mutum, contou com a presença do presidente da 10ª Subseção da OAB em Tangará da Serra, Kleiton Carvalho e do conselheiro federal da seccional OAB Mato Grosso, Josemar Carmerino dos Santos. “Neste evento, os presidentes e delegados de Caixa se reúnem para definir prioridades e as diretrizes para a advocacia e consequentemente para a sociedade. São ponderados diversos temas, várias posturas dos advogados a serem tomadas com relação a melhoria da prestação jurisdicional, o que com certeza traz uma celeridade maior na solução de conflitos e isso, por óbvio, traz mais benefícios para a sociedade de um modo geral”, destacou Kleiton Carvalho.

A pauta mais importante dentre os diversos temas analisados foi o apoio do Colégio de Presidentes ao afastamento de Michel Temer (PMDB) do exercício da função de presidente da república, após os áudios vazados em que o chefe do executivo nacional aparece conversando com o empresário Joesley Batista, um dos proprietários da JBS.

“O que a OAB entende é que não houve a prática, houve a omissão do presidente ao receber a visita de um investigado na Lava-Jato, onde houve a notícia de ocorrência de crimes. O presidente da república não poderia deixar de encaminhar essas notícias para as autoridades responsáveis para investigação”, destaca o presidente Kleiton, ao pontuar que a omissão de Michel Temer se configura como crime de prevaricação.

Um pedido de impeachment será protocolado junto à Câmara dos Deputados. A entidade participou ativamente dos impeachments de Fernando Collor de Mello em 92 e de Dilma Rousseff no ano passado.
“Enquanto membro da OAB fico muito feliz por participar dessa instituição que se preocupa com esses problemas nacionais e com tantos outros problemas que afligem a população, a sociedade e todo o sistema dos poderes constituídos. Quando a Ordem fala, agrada uns e desagrada outros, mas quando a Ordem se cala, desagrada a todos”, finaliza Kleiton, ao frisar que para a entidade, o cumprimento da lei é o que deve prevalecer.

Paulo César Desidério - Redação DS