Grupo de danças juninas Os de Fora será atração da Exposerra 2019

O grupo de danças juninas Os de Fora, que representa Tangará da Serra em grandes eventos Brasil a fora, será atração da Exposerra 2019.

A confirmação foi feita nesta sexta-feira, 02, pelo presidente do Sindicato Rural, Reck Júnior, em reunião com representantes do grupo junino.

Ao lado de seus colaboradores, o coreógrafo responsável pelo Os de Fora, Wellington Machado, o Japa, recebeu de Reck a confirmação do espaço para a apresentação do espetáculo Mundo dos Sonhos, que foi sucesso por onde passou em 2019.

Essa não será a primeira apresentação do grupo dentro da Exposerra, maior evento do calendário tangaraense, em 2017, o Os de Fora já levantou a galera ao se apresentar na feira agropecuária.

A apresentação do Os de Fora em 2019 será na noite do dia 07 de setembro, sábado, na arena principal do Parque de Exposições.

Fonte: Alexandre Rolim - Tangará em Foco

SEPLAN desenvolve ciclo de treinamentos para servidores do Município

De acordo com Júlio Gomes, os cursos desenvolvidos são para aperfeiçoamento das ações desenvolvidas pelos servidores

A Secretaria Municipal de Coordenação e Planejamento (SEPLAN) de Tangará da Serra, sob a gestão do Secretário Júlio César Gomes, está desenvolvendo juntamente com o Gabinete do Prefeito Fábio Martins Junqueira, um clico de cursos e treinamentos dedicados ao funcionalismo público do Município.

De acordo com Júlio Gomes, os cursos desenvolvidos são para aperfeiçoamento das ações desenvolvidas pelos servidores. O primeiro deles aconteceu no último mês sobre gestão de resultados no Centro Cultural Pedro Alberto Tayano Filho, ocasião que contou com uma grande participação dos profissionais que atuam na Prefeitura.

Deputada: “Bancada de MT cobra, mas não creio que FEX será pago”

Rosa Neide afirma que não há sinalização de pagamento; Congresso Nacional deve regulamentar Fundo

A deputada Federal Rosa Neide Sandes (PT) disse não acreditar que o FEX (Fundo Estadual de Auxílio à Exportação) chegue aos cofres públicos de Mato Grosso, apesar de haver uma forte cobrança da bancada mato-grossense junto ao Governo Federal.

O FEX é um recurso repassado pela União aos Estados, como uma forma de compensação pelas perdas com a Lei Kandir - que trata da isenção do ICMS (Imposto sobre Circulação de Mercadorias e Serviços) nos produtos de exportação. 

O fundo, em 2018, está estimado em mais de R$ 450 milhões, mas sem previsão de repasse pela União. 

“Há uma cobrança forte da nossa bancada, da bancada de Minas, Rondônia, Pará - que são os Estados mais prejudicados pela falta de pagamento - para que o Governo pague. Pode ser escalonado, mas que pague. Até agora não vimos nenhuma resposta positiva sobre esse pagamento”, afirmou.