Vereadores aprovam mais de R$ 300 mil para investimentos em saúde

Os vereadores aprovaram esta semana dois projetos que autorizam crédito suplementar para a Secretaria Municipal de Saúde. Juntos, os projetos 146/2015 e 143/2015 autorizam mais de R$ 300 mil em recursos a serem utilizados para a realização de obras de adequação no hospital municipal e para a construção de equipamentos de saúde.

Por unanimidade, os parlamentares aprovaram o Projeto de Lei 146/2015, que permite ao Poder Executivo utilizar 92 mil e 400 reais na readequação das instalações elétricas do Hospital Materdai. De acordo com a justificativa do projeto, as obras são necessárias para o aumento de carga a unidade consumidora, com instalação de posto de transformação.

Outro projeto aprovado pelos vereadores é o 143/2015, que autoriza abertura de crédito adicional especial no valor de R$ 230 mil destinados a custear despesas da Secretaria Municipal de Saúde. Os recursos, segundo o Poder Executivo Municipal serão utilizados na construção de uma Academia da Saúde.

Os dois projetos chegaram ao plenário com pareceres favoráveis dos vereadores Zedeca (PMDB), Rogério Silva (Pros) e Luiz Henrique (PTB), da Comissão de Legislação, Justiça, Redação Final e Eficácia Legislativa; dos vereadores Wellington Bezerra (PR), Professor Sebastian (Pros) e Dona Neide da Comissão de Saúde, Assistência Social, Cidadania e Direitos Humanos e dos vereadores Professor Vagner (PSDB), Azenate Carvalho (PMDB) e Dona Neide (PSD) da Comissão de Finanças e Orçamento. Agora, aprovados em discussão única, os projetos seguem à sanção do Poder Executivo.

Marcos Figueiró 
Assessoria de Imprensa

ALERTA - Saturnino Masson quer ampliar divulgação do "Outubro Rosa"

Deputado propõe que todos os estabelecimentos de saúde pública ou privado, integrantes ou não do Sistema Único de Saúde, deverão fixar cartazes de divulgação do Movimento Outubro Rosa de conscientização sobre o câncer de mama.

Com o objetivo de enriquecer ainda mais a campanha “Outubro Rosa”, o deputado Saturnino Masson ((PSDB) apresentou projeto de lei (nº 626/2015) propondo que todos os estabelecimentos de saúde pública ou privado, integrantes ou não do Sistema Único de Saúde, deverão fixar cartazes de divulgação do Movimento Outubro Rosa de conscientização sobre o câncer de mama.

De acordo com o parlamentar, o cartaz deverá ser escrito com letras maiúsculas e exposto em local visível ao público, possibilitando sua visualização à distância, contendo a seguinte frase: “Outubro Rosa de Combate ao Câncer de Mama”.

“É o momento de chamar a atenção das pessoas, diretamente, para a realidade atual do câncer e a importância do diagnóstico precoce”, explicou Masson.

Vale reforçar que “Outubro Rosa” é uma campanha de conscientização que tem como objetivo principal alertar a sociedade sobre a importância da prevenção e do diagnóstico precoce do câncer de mama.Esta campanha acontece com mais intensidade no mês de outubro e tem como símbolo o laço cor de rosa.

“Cada ano vem aumentando a adesão ao movimento mundial Outubro Rosa, por isso entendo que o projeto é importante para melhorar no combate a essa doença”, reforçou Masson.

JOSÉ LUIS LARANJA/Secretaria de Comunicação