Maurizan pede ações da Prefeitura em atendimento a moradores do Alto Alegre

Maurizan Godoi (PMDB) cobrou do Poder Executivo Municipal atenção ao Jardim Alto Alegre. O vereador contou ter visitado o bairro a convite de moradores, quando foi informado sobre a necessidade de limpeza de bueiros e também da definição de um espaço para práticas esportivas.

“Os moradores relataram que os bueiros estão há muito tempo sem manutenção”, explica Maurizan, citando o caso do bueiro localizado na Rua 8, que foi apontado por moradores como um dos que mais têm apresentado problemas.
“A rua é de bastante declive e com o período de chuvas os moradores que moram na parte mais baixa sofrem com as consequências dos lixos acumulados nas sarjetas, trazidos pelas enxurradas, que estão entupindo os bueiros, trazendo riscos de inundarem suas casas”, reclama o vereador Maurizan.

ESPORTE – O vereador também cobrou da Prefeitura a elaboração de um projeto de construção de um campo socyte de areia na Rua 06 a ao lado do Centro Comunitário do Jardim Alto Alegre. A reivindicação também partiu dos moradores, segundo o vereador.

“O salão comunitário é um ambiente que serve a toda comunidade para eventos de lazer, porém falta um projeto para a população adepta ao esporte, praticas de futebol. Esta área é pequena, então será viável que neste local seja construído um campo socyte de areia, que ocupa pouco espaço e tem manutenção de baixo custo, podendo ser mantida pelos próprios moradores”, afirmou.

Marcos Figueiró 
Assessoria de Imprensa

Orquestra Sinfônica Jovem de Nova Mutum se apresenta em Tangará neste sábado



O evento tem a organização da ASR – Associação das Senhoras de Rotarianos, Casa da Amizade. Maria Inês Tombini da Silva, falando em nome da instituição explicou que o projeto atende crianças e jovens que estudam em uma escola de formação de música em Nova Mutum. “Eles estudam no contra turno da escola regular. São 400 alunos, adolescentes e jovens que estão fora das ruas, que vão para estudar música e coral. Nós fomos até lá e assistimos a apresentação, ficamos encantadas e resolvemos trazer este grupo para apresentar o trabalho à nossa comunidade, e quem sabe no futuro possamos implantar este projeto aqui em Tangará”, destacou Maria Inês.

Acontece no próximo sábado, dia 18 de abril, no auditório da UNIC, com início marcado para 20h00min. Não será cobrado ingresso.

A ideia, segundo Maria Inês é oferecer em Tangará da Serra um projeto semelhante, através da Casa da Amizade. “Lá também somos voluntários, tentando diminuir as diferenças e sempre ao lado daqueles que estão à margem da vida. Este projeto também vai buscar os jovens que estão às vezes na rua, que não tem o que fazer. Às vezes tem vocação para a música e não sabem. Aqueles que não têm vocação queremos criar esta escola para capacitá-los para o bem e para a música. Também é uma forma de colaborarmos para a nossa cidade de Tangará para torna-la mais digna”, ressaltou.

Mari reforçou o convite à comunidade tangaraense: “Queridos amigos de Tangará da Serra, não percam esta oportunidade. É muito difícil termos um grupo como este, grande, que vai nos elevar a alma com a música”.

Fonte: Marlenne Maria - da Redação RP