Professor Sebastian volta a cobrar da AL MT a aprovação de projeto sobre Delegacia da Mulher em Tangará

Professor Sebastian (Pros) voltou a usar a tribuna da Câmara Municipal para cobrar da Assembleia Legislativa de Mato Grosso uma posição em relação ao projeto que cria na estrutura de segurança pública do Estado a Delegacia da Mulher em Tangará da Serra. O vereador citou a divulgação pela imprensa da cedência do antigo prédio da Promotoria de Justiça para a implantação da delegacia.

“Alegro-me com tal notícia, sabendo que o referido assunto é pauta constante de nosso Gabinete. A Delegacia Especializada da Mulher é um sonho almejado há muito tempo pelos tangaraenses, haja vista que a maioria dos casos de violência doméstica é atribuída às mulheres”, afirmou o vereador Professor Sebastian.

Segundo ele, há que se dizer que a instalação ainda depende do Projeto de Lei 259/2014, que está em tramitação na Comissão de Constituição, Justiça e Redação da Assembleia Legislativa. Lá, o projeto está aguardando receber parecer para, então, seguir à discussão em plenário e, somente após aprovação dos deputados, ir à sanção do governador Pedro Taques (PDT).

Professor Sebastian lembrou que no di a 06 de março deste ano esteve pessoalmente na Assembleia, quando entregou ofícios dirigidos aos deputados, solicitando de cada um o empenho na aprovação do projeto 259.

Marcos Figueiró 
Assessoria de Imprensa

Novo Fórum Trabalhista de Tangará é inaugurado por desembargadores

Autoridades prestigiaram a inauguração

Os desembargadores Edson Bueno, Tarcísio Valente e Osmair Couto, juntamente com a juíza titular Deizimar Oliveira e autoridades locais, inauguraram na tarde desta terça-feira, 14 de abril, as instalações do novo Fórum Trabalhista de Tangará da Serra.

Com o prédio moderno, acessível e ecologicamente correto, a estrutura contém três pavimentos que abrigam servidores, magistrados, advogados e jurisdicionados. De acordo com o desembargador Osmair Couto, que já foi presidente da instituição, em 2010 foi firmado parceria com o Deputado Valtenir Pereira (PROS) que possibilitou a construção da nova sede. “Com isso, a comunidade de Tangará da Serra se mobilizou para que aprovasse um projeto de Lei, criando a segunda vara do Trabalho. Nossa sede anterior, apesar de própria, era muito apertada para comportar duas varas. Estávamos três anos naquele local e precisávamos de um novo”, afirmou o desembargador, ao destacar a satisfação em participar do ato de inauguração. “Estou muito feliz e mais ainda em receber a comunidade de advogados, que é muito atuante e participativa”, disse.

Para a juíza titular, doutora Deizimar Oliveira, o novo prédio representa um novo marco na história da vara trabalhista de Tangará da Serra. “É o início de um excelente trabalho que pretendemos prestar e continuar prestando em adequações muito melhores que as anteriores. Felizmente tivemos a honra de contar com a presença das autoridades, o que abrilhanta a inauguração dessa sede, que só visa atender a população de Tangará da Serra e região”, enfatizou.

Orçada em 2,2 milhões de reais, a nova sede do Fórum de Tangará da Serra tem 835m² de área construída. Soma-se a esse espaço, ainda, outros 74m² do Arquivo e as áreas destinadas ao estacionamento interno, com 17 vagas, e externo, construído para abrigar até 20 veículos.

A obra, iniciada em outubro de 2011, foi erguida em um terreno 2.700m² doado pelo município. As antigas instalações, já desocupadas pela Justiça do Trabalho desde o começo de março, serão utilizadas por outros órgãos públicos.

Além da população de Tangará da Serra, as unidades atendem também os moradores de outros quatro municípios do entorno: Denise, Nova Olímpia, Barra do Bugres e Porto Estrela.

Rodrigo Soares - Redação DS

Fethab: Luiz Henrique sugere parceria com cidades vizinhas

Luiz Henrique Barbosa Matias (PTB) sugeriu ao Poder Executivo Municipal que procure prefeitos das cidades da região e definam, em conjunto, prioridades regionais. A proposta é que escolham estradas importantes para ambas as cidades, que precisam de reparos e manutenção, para que os recursos – aplicados em conjunto, rendam mais obras em favor da população.

O vereador também reclamou do montante a ser recebido por Tangará da Serra dos recursos do Fethab. O vice-presidente da Câmara Municipal, durante a discussão do projeto que altera o Orçamento do Município para o recebimento de mais de R$ 2 milhões e 700 mil durante o ano (PL 029), sugeriu que o Município de Tangará se empenhe em buscar parcerias com cidades vizinhas, que também receberão dinheiro do fundo, para otimizar os recursos.

“Acho que fazer essas parcerias é legalmente possível. E, além disso, há situações que interessam muito mais a Tangará do que a outras cidades, mas que podem ser entendidas como prioridades regionais. Com certeza, com esses recursos somados, será possível fazer mais. Fica a minha sugestão”, afirmou.

Luiz Henrique lamentou que os recursos são poucos diante do grande número de vias não pavimentadas. Outro fator a ser considerado, afirmou o parlamentar, é a importância de Tangará da Serra na arrecadação do Fethab.

“Que os recursos que estão previstos para serem recebidos são uma vergonha, são mesmo. É um dinheiro necessário, claro, mas é muito pouco diante do que se produz em Tangará da Serra, diante a contribuição que nossa cidade faz a Mato Grosso”, defendeu Luiz Henrique.

O QUE É - Fethab o Fundo Estadual de Transporte e Habitação, uma contribuição (imposto) definido pela legislação estadual de Mato Grosso, destinada a financiar o planejamento, a execução, o acompanhamento e avaliação de obras e serviços de transportes e habitação em todo o território mato-grossense.

Marcos Figueiró 
Assessoria de Imprensa