Manifesto reúne cerca de 5 mil pessoas em Tangará da Serra

Segue tranquilo até este momento o manifesto ´Tangará Acordou´. Os manifestantes seguiram conforme previsto, pela Avenida Brasil, levando faixas e cartazes.

Neste momento estão concentrados na Praça dos Pioneiros. Em frente à Prefeitura Municipal um pequeno grupo tentou fazer um manifesto, mas não houve incidentes.

Os organizadores do Manifesto destacam como pontos principais de reivindicação: CPI da saúde em Mato Grosso, hospital regional e revitalização do SAMU, educação de qualidade com aplicação de 10% do PIB, redução de impostos, contra a PEC 37, verba para o esporte no município e transporte de qualidade e gratuito para estudantes. 

Cerca de 50 policiais fazem a segurança dos manifestantes e também da população. A orientação repassada aos policiais nesta tarde foi no sentido de manter a tranquilidade e orientar os manifestantes caso necessário.

Fonte: Redação RP

Policiais receberam orientações para acompanhar manifesto em Tangará

Mais de 50 policiais entre militares e civis estiveram presentes no manifesto público realizado nesta 5ª-feira em Tangará da Serra.

O grupo foi orientado pelo Major Cruz, comandante local da PM para atuar no sentido de garantir tranqüilidade a toda a população. “Nós colocamos todo efetivo de que dispomos: a inteligência, a força tática, o serviço ordinário e o pessoal de folga também veio. Todos no afã de trazer segurança nesta caminhada, nesta manifestação, que acreditamos de um cunho bastante importante para a sociedade. Temos fé de que ocorrerá tudo de forma pacífica e ordeira, uma vez que o povo de Tangará da Serra tem esta característica”, afirmou.

O comandante disse à reportagem da Rádio Pioneira que existem diversas informações chegando para as autoridades sobre possíveis pichações em órgãos públicos. “Temos vários informes. Assim como em outros estados do país vemos todos dizendo que são pacíficos e ordeiros, mas infelizmente, vimos acontecer imprevistos de pessoas que não estão com esta intenção. Estamos aí para evitar, para orientar, para dar tranqüilidade a quem está e também a quem não está participando da manifestação”, declarou o Major.

Em relação ao risco de delitos, o Major Cruz explica que a primeira atitude da polícia será sempre a de orientar, mas ser for preciso haverá contenção. “Sempre vamos orientar para evitar que qualquer delito seja cometido, mas se não for possível, a Polícia Militar estará presente para fazer a condução”, disse.

Fonte: Redação RP