Colégio Ideal desenvolve projeto ‘A magia da literatura infantil’

Os alunos da educação infantil se reúnem todas as sextas-feiras para o momento da “Contação de histórias”

Estimular a leitura entre as crianças através da contação de histórias, além de desenvolver a imaginação, a criatividade, interpretação de imagens, oralidade, e principalmente o estímulo a prática prazerosa da leitura. Esse é o objetivo do projeto “A magia da literatura infantil”, desenvolvido pelo Colégio Ideal há quatro anos.

Segundo a Coordenadora Pedagógica da Educação Infantil, Vanessa Borba Garcia, 84 crianças da educação infantil - do maternal 2 ao segundo período – participam do projeto iniciado em março deste ano. O mesmo segue até novembro, ocasião em que encenações das histórias contadas em sala de aula serão promovidas. 

Porém, antes disso, todas as sextas-feiras os alunos da educação infantil se reúnem para o momento da “Contação de histórias”. “Eles também levam para casa a maleta da leitura onde lêem um livro com os pais e fazem o desenho ilustrativo da história. Os alunos maiores, às vezes escrevem trechos das histórias com o auxilio da família”, explica a coordenadora, ressaltando que, ao final do projeto, cerca de 10 a 15 livros serão apresentados aos pequenos leitores cerca de 30 livros aos maiores.

Fonte Fabíola Tormes - Redação DS

Em reunião, Junqueira esclarece polêmica da Palmital

Cerca de 15 empresários, vereadores e secretários municipais participaram da reunião com o prefeito

Assim como produtores rurais estão se reunindo para tratar sobre o assunto, cerca de 15 empresários de Tangará da Serra compareceram no final da tarde desta segunda-feira, 4 de abril, a uma reunião com o prefeito Fábio Martins Junqueira (PMDB) e secretários municipais, buscando esclarecimentos acerca dos temas das polêmicas Comissões Especiais de Inquérito (CEIs) que deverão ser instaladas hoje pela Câmara Municipal.

Na oportunidade, o secretário Municipal de Infraestrutura Selton Vieira esclareceu aos presentes as questões técnicas sobre o trabalho que está sendo realizado na Estrada da Comunidade Palmital e o prefeito Fábio falou sobre as questões legais para a realização do trabalho.

Segundo o chefe do Executivo Municipal, a estrada do Palmital existe desde 1974, assim como a estrada do Ararão, da Bandeirantes, e os melhoramentos estão sendo feitos em estradas municipais. “Não se utilizou as máquinas [do município] para fazer serviço privado, se utiliza máquina para fazer o serviço público”, afirmou.

Junqueira aproveitou ainda a oportunidade para falar também sobre a celebração do Pacto de Preservação da Bacia da Cabeceira do Pantanal com a Secretaria Estadual de Meio Ambiente para a recuperação das estradas rurais municipais, na metodologia do projeto Cultivando Água Boa. “Então estou cumprindo inclusive um pacto com a Secretaria de Estado de Meio Ambiente, que é a recuperação das estradas, e nada ilegal”.

Presente nesta mesma reunião, o vereador Vagner Constantino disse não ver problema na instalação da CEI. “Se está tudo normal eu não vejo nenhum tipo de problema. Qual é o problema de você investigar?

Ao final, após ouvirem as explicações, foi feita uma votação entre os presentes e por unanimidade dos empresários houve a manifestação contrária da CEI. Definiram ainda que será formalizado um documento para ser divulgado e entregue na Câmara nesta terça-feira.

Fonte: Fabíola Tormes - Redação DS