Trabalhadores do comércio comemoram aniversário do Sindicato em Tangará da Serra

O Sindicato dos Empregados no Comércio em Geral de Tangará da Serra e região (SECGTS) completou no último dia primeiro de 1º agosto, 20 anos de fundação. O SECGTS nasceu do ideal comum, de cinco funcionários de um supermercado de Tangará da Serra, que sentiram a necessidade de criar um sindicato que amparasse os trabalhadores do comércio regional nas questões profissionais e sociais.

A partir daí, foram realizadas reuniões deliberando sobre a criação do sindicato que ocorreu, definitivamente, no dia 1o de agosto de 1993, com a participação de 58 comerciários.

Atualmente, o sindicato tem como presidente Valdemar Manrich, que sabe a importância do SECGTS para todos os associados. “Nossa entidade representa os comerciários e luta por melhorarias nas condições de vida da classe trabalhadora”, disse.

No dia de ontem, as comemorações tiveram início às 6h, com hasteamento das bandeiras nacional, estadual, municipal e do Sindicato, na sede do SECGTS. Os comerciários presentes também participaram de um café da manhã. “Neste dia, em especial, estamos comemorando internamente, mas, a grande festa de comemoração vai ocorrer no dia 10 de agosto, com escolha da Miss Comerciária 2013”, ressaltou Manrich.

O SECGTS representa hoje dez municípios, sendo Arenápolis, Brasnorte, Barra do Bugres, Campo Novo do Parecis, Denise, Nova Olímpia, Nortelândia, Porto Estrela, Sapezal e Tangará da Serra. Para o presidente, o Sindicato

Além disso, Valdemar Manrich falou sobre a conquista da sede do Sindicato, estruturado para receber o trabalhador e que ainda será contemplada com um auditório com capacidade para 380 pessoas. “Tudo isso destaca o SECGTS como o segundo maior sindicato da região”, comemorou o presidente.representa a luta e a conquista de todos os trabalhadores dos dez municípios. “Nós temos muito que comemorar nestes 20 anos. Foram muitas conquistas, nos campos do salário normativo, horas extras e, principalmente, do período natalino e horário do comércio dos municípios. Nós trabalhamos efetivamente com todos os trabalhadores, com apoio dos poderes executivos e legislativos das dez cidades”, alegrou-se Manrich.

Manrich finalizou dizendo que todos que fazem parte destes 20 anos de história do Sindicato, sempre lutaram e vão continuar lutando em prol da categoria dos comerciários.

Fonte: Redação O Jornal

Em Tangará da Serra, casal dá exemplo e mantém terreno limpo sem atear fogo

Apesar da proibição permanente do uso de fogo para limpeza de terrenos ou eliminar lixo no perímetro urbano, muitos ainda são os que usam deste recurso, extremamente prejudicial à saúde humana e ao meio ambiente.

Na tarde deste sábado (03), a reportagem da Rádio Pioneira flagrou um belo exemplo dado pelos tangaraenses Ildon Rodrigues Conceição, 36 anos e Elisandra Kaufmann Conceição, de 29 anos. Eles são casados e residem em Tangará da Serra desde 1.997. Mesmo com o forte calor registrado, dedicaram à tarde de sábado à limpeza de um terreno pertencente à família, fazendo a capina.

Em conversa com nossa equipe, destacaram que não concordam com a atitude de atear fogo em terrenos baldios como muitos fazem. “É bom manter sempre limpinho o terreno, sem atear fogo. Com certeza vale a pena”, diz Ildon, ressaltando os males que o fogo causa.

Elizandra disse que apesar de dar mais trabalho, é preciso manter os terrenos limpos sem o uso de fogo. “A gente manter limpo é outra cidade. Carpir, organizar. É outra imagem. Dá mais trabalho carpir do que atear fogo. É cansativo, mas, vale a pena”, afirmou.

Quem viu o trabalho dos dois, parabenizou. Por causa de más práticas de muitos tangaraenses que ainda usam do fogo para limpar terrenos ou eliminar lixo, atos simples como o deste casal que assume a responsabilidade pelo que é seu, chamam a atenção. Populares destacaram que é de fato um exemplo muito positivo.

Fonte: Redação RP

Telefones Úteis

6.