Empossado na Câmara, Romer Japonês reafirma compromisso com Tangará da Serra

Romer Japonês (PSD) em seu primeiro discurso, na sessão ordinária desta semana, reafirmou seu compromisso com Tangará da Serra. Romer, que foi vereador entre 2013 e 2016, reassumiu vaga titular na Câmara Municipal de Tangará da Serra no dia 01 de fevereiro. Em seu discurso, afirmou que seu mandato será dedicado ao povo tangaraense.

“Trabalharei incansavelmente para entregar ao nosso povo a Tangará da Serra que eles merecem. Até posso, um dia, carregar a culpa de não ter conseguido, mas jamais a vergonha de não ter tentado”, disse o vereador Romer Japonês, ao lembrar que o Brasil vive uma onda de esperança, de boas expectativas e principalmente de renovação. “É neste momento que eu inicio esta caminhada. Quero ser agente de transformação e com a união deste parlamento, superar as melhores expectativas”, afirmou.

Ele ainda lembrou que quando presidiu a Câmara Municipal, em 2015, implementou medidas que resultaram numa economia de mais de R$ 1 milhão, recurso que foi devolvido aos cofres do Município e beneficiou a população. “Dinheiro público tem que ser tratado com responsabilidade”, ressaltou o vereador ao explicar que sempre defendeu a independência entre os poderes, mas que tão importante quanto a independência é a harmonia.

“O Povo mostrou nas urnas que está cansado das velhas práticas, das brigas partidárias, dos atrasos que são causados quando cada um busca pelo seu próprio interesse”, disse Romer, afirmando ainda que o Governo Bolsonaro, que se inicia, traz ao Brasil uma nova era política. “Eu quero estar sentado na bancada daqueles que entenderam a vontade das ruas, ouviram o recado das urnas e se prostraram ao povo”, declarou.

LEIA O DISCURSO NA ÍNTEGRA:

“Senhoras e senhores,

É com satisfação e muita honra que eu chego novamente a esta Casa. Mais uma vez tenho a oportunidade de trazer aqui os anseios de um povo bom, batalhador, um povo que carrega na sua história, trabalho, esforço e muito suor. Um povo que já fez muito e hoje merece de nós ainda mais.

Este mandato não é meu e esta Casa de Leis não é para defender interesses particulares. Por isso, eu trabalharei incansavelmente para entregar ao nosso povo a Tangará da Serra que eles merecem.

Até posso, um dia, carregar a culpa de não ter conseguido, mas jamais a vergonha de não ter tentado.

O Brasil vive uma onda de esperança, de boas expectativas e principalmente de renovação. E é neste momento que eu inicio esta caminhada. Quero ser agente de transformação e com a união deste parlamento, superar as melhores expectativas.

Os valores que carrego comigo, dos quais eu nunca abri e nunca abrirei mão, são os responsáveis por me trazer até aqui. Quando eu presidi esta Casa, em 2015, economizamos mais de um milhão de reais. Esse dinheiro foi devolvido aos cofres do Município e beneficiou a população.

Dinheiro público tem que ser tratado com responsabilidade. Se é do cidadão, tem que chegar ao cidadão. É pra isso que estamos aqui.

Sempre defendi que os poderes devem ser independentes, mas tão importante quanto isso é que haja harmonia entre eles. O Povo mostrou nas urnas que está cansado das velhas práticas, das brigas partidárias, dos atrasos que são causados quando cada um busca pelo seu próprio interesse.

O Governo Bolsonaro, que se inicia, traz ao Brasil uma nova era política, e eu quero estar sentado na bancada daqueles que entenderam a vontade das ruas, ouviram o recado das urnas e se prostraram ao povo. Entendo que se é bom para o Brasil, é bom para Tangará.

Enfim, estes últimos dois anos eu estive muito mais próximo das pessoas, acompanhei a política do lado de lá e aprendi muito com cada cidadão tangaraense.

Inicio aqui um novo mandato, um novo capítulo, uma nova história, sem deixar para trás nenhum dos meus princípios, nenhum dos meus valores, e nenhum dos cidadãos desta amada cidade, do mais pobre ao mais rico, quero representá-los com excelência!

Obrigado!, Tangará da Serra. Este filho, Romer Japonês, está aqui por vocês!

Obrigado!”

Obras da Feira da Vila Alta seguem em etapas finais

Após 25 anos, finalmente os produtores terão as obras concluídas

Bastante aguardada por toda a população de Tangará da Serra, as obras da Feira da Vila Alta caminham para suas etapas finais. Atualmente, a empreiteira responsável pelo serviço realiza as frentes que comportam os banheiros, salas administrativas, eletricidade e setor de segurança de pânico e incêndio, custando ao todo R$ 525.390,26.

De acordo com o secretário municipal de Agricultura, Ander Santos, essas são as últimas frentes de serviços que são referente aos repasses do Governo do Estado.

“Temos o prazo de 120 dias para a conclusão, porém tivemos alguns aditivos. As obras estão sendo executadas sem causar prejuízos na continuidade dos dias de feira”, comentou o secretário responsável, destacando que apesar dessa ser a última etapa das obras com recursos do Estado, a mesma precisará ainda passar por algumas adequações futuras.

“Temos contrapartidas do município, mas esperamos contar ainda com a ajuda do Governo do Estado”, relatou o responsável. “É uma obra extremamente importante para toda Tangará da Serra e região. São cerca de 25 anos de luta, então estamos muito felizes com as obras chegando nas etapas finais”, enfatizou o secretário.

Atualmente, a Feira da Vila Alta atende exatamente 241 feirantes, que aquecem a economia local e o setor da agricultura no Município. No começo do ano de 2018, o Executivo Municipal juntamente com o Corpo de Bombeiros assinou um Termo de Ajuste de Conduta (TAC), autorizando os pequenos produtores a utilizarem a estrutura ainda inacabada. A autorização serviu como um alívio para os feirantes e consumidores, que há anos vendiam e compravam seus produtos em uma rua improvisada na Vila Alta, debaixo de chuva e sol.

Fonte: Rodrigo Soares - Redação DS