Morre pioneira de Tangará da Serra, Iracema Casagrande, aos 90 anos

Ela estava internada em uma Unidade de Terapia Intensiva (UTI) desde sexta-feira da semana passada

A pioneira Iracema da Silva Machado Casagrande morreu na madrugada desta sexta-feira, 25 de janeiro, aos 90 anos, em Tangará da Serra, em decorrência de complicações no rim. Ela estava internada em uma Unidade de Terapia Intensiva (UTI) desde sexta-feira da semana passada. De quarta para quinta-feira seu quadro de saúde apresentou piora e os rins começaram a paralisar.

“Que Deus receba a senhora com os braços abertos porque nós já estamos com muitas saudades dessa PROFESSORA que levava o suco e o pão para os seus alunos não ficarem com fome na sua aula, dessa MÃE dedicada, dessa AVÓ que fazia doces para agradar seus netos e dessa BISA maravilhosa”, se despedem os familiares, nas redes sociais. 

Autoridades municipais também manifestaram profundo pesar pelo falecimento da pioneira. “Mais uma Pioneira de Tangará que nos deixa para ir morar no Céu. Dona Iracema, primeira Professora de Tangará da Serra”, lamenta o vice-prefeito Renato Gouveia. “Aos familiares e amigos os nossos sinceros sentimentos”, acrescenta o vereador Sebastian Ramos. 

Prefeitos que fazem parte do Consórcio Intermunicipal de Saúde se reúnem em Tangará

Prefeitos que integram o Consórcio Intermunicipal de Saúde da Região do Médio Norte Matogrossense estão reunidos no Instituto Federal de Mato Grosso ( IFMT) de Tangará da Serra. 

Participam do evento, prefeitos de Arenápolis, Barra do Bugres, Brasnorte, Campo Novo do Parecis, Denise, Nova Marilândia, Nova Olímpia, Porto Estrela e Santo Afonso.

O município de Tangará da Serra não participa, tendo em vista que ele não faz mais parte do Consórcio, por decisão do Prefeito Fábio Junqueira, assim que assumiu o mandato. 

Na oportunidade, eles irão discutir assuntos relacionados às condições da saúde pública na região, desafios para viabilizar atendimento de qualidade e de forma efetiva. Como também a participação do estado na manutenção da saúde pública, além dos avanços dos serviços oferecidos por intermédio do consórcio.

Móveis para Escritório

COMATAN - MÓVEIS PARA ESCRITÓRIO
Rua Antonio Hortolani, 311-N - Centro
Fone: (65) 3326-2515
Cep: 78300-000
Tangará da Serra - MT

DISMEQ
Av. Brasil, 1200-W - Centro
Fone: (65) 3311-5300
Site: www.dismeq.com.br
Cep: 78300-000
Tangará da Serra - MT

VALMAQ - MÓVEIS PARA ESCRITÓRIO
Av. Tancredo A. Neves, 276-S - Centro
Fone: (65)3326-4500
E-mail: valmaq_moveisescritorio@hotmail.com
Cep: 78300-000
Tangará da Serra - MT

SILCHIN - MÓVEIS DE AÇO
Rua Antonio Hortolani, 806-W - Centro
Fone: (65) 3326-9193
Cel: (65) 99234-0526
Cep: 78300-000
Tangará da Serra - MT

Deputados começam a votar o PLOA 2019 na terça (29)

A estimativa é de MT arrecadar R$ 19,2 bilhões; projeto de lei orçamentária já recebeu 216 emendas

Depois de os deputados limparem a pauta com a votação e a aprovação do “pacote de proposições” de autoria do governo do estado, os deputados começam analisar em Plenário, na sessão da próxima terça-feira (29), o Projeto de Lei Orçamentária Anual, mais conhecido como PLOA 2019. A estimativa é de o estado arrecadar R$ 19,2 bilhões. 

O presidente da Comissão de Constituição e Justiça e Redação (CCJR), deputado Max Russi (PSB), disse que o prazo para a apresentação das emendas está esgotado. Depois de analisada a constitucionalidade delas, as sugestões propostas pelos deputados seguem para o parecer da Comissão de Fiscalização e Acompanhamento da Execução Orçamentária.

A mensagem 90/2018, lida em plenário em outubro, teve a tramitação suspensa em novembro, a pedido da equipe econômica do ex-governador Pedro Taques (PSDB) e da equipe de transição do atual governador Mauro Mendes (DEM). A suspensão foi interrompida, no início de janeiro, com a apresentação do substitutivo integral ao projeto. O PLOA 2019 já recebeu 216 emendas.

O PLOA, de acordo com o líder do governo na Assembleia Legislativa, deputado Dilmar Dal Bosco (DEM), deve ser aprovado ainda nesta 18ª Legislatura. O texto original do governo foi encaminhado pelo ex-governador Pedro Taques no final de setembro do ano passado, mas foi retirado para que a receita e despesa fossem realinhadas à situação financeira do estado.

A necessidade de retificação se deu em virtude de alterações com relação à despesa orçamentária. Dessa forma, houve uma diminuição nas despesas totais, passando para R$ 20,9 bilhões, sendo que o orçamento fiscal representa o montante de R$ 14,09 bilhões e o orçamento da seguridade social representa o montante de R$ 6,8 bilhões.

Enquanto a receita total é estimada em R$ 19,220 bilhões, a despesa prevista para o mesmo período é de R$ 20,906 bilhões, gerando um déficit da ordem de R$ 1,686 bilhão aos cofres públicos estaduais.

Fonte: Elzis Carvalho / Secretaria de Comunicação Social

Proposta determina curso de formação para guardas municipais

A Comissão de Constituição, Justiça e Cidadania (CCJ) analisa projeto de lei que obriga a realização de curso de formação para guardas municipais. A proposta altera o Estatuto Geral das Guardas Municipais (Lei 13.022, de 2014). O texto aguarda designação de relator na comissão.

Segundo o autor do PLC 105/2018, o ex-deputado e senador eleito Major Olímpio (PSL-SP), na maioria dos municípios, há limitações orçamentárias e financeiras para constituição e manutenção de ambientes de treinamento. Por isso, o projeto prevê que a formação poderá ser feita em escola especializada em treinamento de segurança, e o treinamento de tiro poderá ser realizado em Clube de Tiro, ambos regulados e autorizados pelo Departamento de Polícia Federal.

Olímpio argumenta ainda que a alteração visa aperfeiçoar a norma geral a fim de nortear os administradores locais, criando um sistema de segurança pública mais adequado à realidade brasileira.

Fonte:Agência Senado

MEC prorroga inscrições do SISU para domingo

O resultado da seleção está mantido para segunda-feira, dia 28

O Ministério da Educação (MEC) prorrogou as inscrições do Sistema de Seleção Unificada (SiSU) até as 23h59, no horário de Brasília, de domingo, 27. As inscrições encerrariam nesta sexta-feira, 25.

Desde o primeiro dia de inscrição, estudantes relatam dificuldade de acessar o site e problemas na hora de fazer a inscrição. “O sistema está funcionando de forma estável nesta quinta-feira e a lentidão eventualmente registrada resulta do volume massivo de acessos simultâneos. O MEC continua realizando todos os procedimentos técnicos para que o sistema continue estável”, disse a pasta em nota enviada a imprensa.

O MEC também decidiu rever as divulgações de nota de corte. “A partir desta quinta-feira, 24, a atualização das notas de corte só será feita à zero hora e não mais em quatro horários ao longo do dia (7h, 12h, 17h30 e 20h). A medida foi adotada para não prejudicar os estudantes que ainda não realizaram sua inscrição e melhorar o acesso devido ao alto tráfego existente”.

As atualizações das notas de corte só serão realizadas à zero hora desta sexta-feira, dia 25, de sábado, dia 26, e de domingo, dia 27.

O resultado da seleção está mantido para segunda-feira, dia 28, conforme calendário divulgado anteriormente.

ACESSOS – Somente no segundo dia de inscrição, o Sistema chegou a registrar, segundo o Ministério da Educação (MEC), 500 mil acessos simultâneos. O número superou o máximo de acessos ao mesmo tempo no primeiro dia, que foi 350 mil.

Devido ao volume de acessos, o sistema registrou lentidão, o que resultou na prorrogação do prazo.

Fonte: Redação DS / Agencia Brasil