Serraprev investe em energia solar e gera economia em Tangará da Serra

Sistema de energia solar que foi implantado na sede do Instituto possui uma capacidade de geração de 11 a 12 Quilowatts/pico

O Presidente do Instituto Municipal de Previdência Social dos Servidores Públicos de Tangará da Serra (Serraprev), Heliton Luiz de Oliveira, o Leto, anunciou que o órgão adquiriu um módulo de usina fotovoltaica. A inovação é na prática, a energia obtida através da conversão direta da luz em eletricidade, o chamado efeito fotovoltaico.

Segundo o Presidente, esse sistema de energia solar que foi implantado na sede do Instituto possui uma capacidade de geração de 11 a 12 Quilowatts/pico. “Isso vai gerar em torno de 1.500 quilowatts/mês de energia, ou seja, essa energia vai suprir todas as necessidades da demanda do Serraprev tendo em vista que o consumo hoje do Instituto gira em torno de 800 a 900 quilowatts. Dessa forma estaremos além de usarmos a nossa própria energia, zerando a nossa conta, estaremos fornecendo energia na rede para ficar de crédito através das energias solar sendo produzidas pelo Serraprev”, explicou Leto.

Artista de MT é escolhida para expor na Semana da maior Feira de Arte do Mundo

Nadja Lammel participa da semana da feira que ocorre em Miami. A Semana da Art Basel recebe ilustres como Madonna e Kaney West, e é conhecida por revelar inúmeros artistas

A artista mato-grossense Nadja Lammel expõe a sua obra “o Ancião” na maior feira de artes e design do mundo. Sediada em Miami, a Semana de Art Basel inicia seu primeiro de quatro dias de efervescência cultural no começo de dezembro. Pelas ruas de Miami os visitantes encontram artistas como Madonna, cliente assídua da feira. Curadores, colecionadores e muitas celebridades querem saber quais são os novos artistas que participarão da maior feira de arte contemporânea do mundo.

Nadja explica que o quadro foi selecionado para a Semana Art Basel Miami Beach por sua mensagem e representatividade. “A minha obra é a pintura de um índio híbrido, modelo ao qual cheguei após intensa pesquisa de faces entre etnias presentes no continente americano”. De acordo com a artista, “o índio possui uma mistura de traços de varias nações ameríndias”. A paixão pela temática indígena é tamanha que a pintora, que também se expressa através do grafite, tem tatuagens da etnia Kurâ Bakairi pelo corpo.

A pintura estava exposta no Sesc Casa do Artesão, e pertence à coleção da exposição ‘Território’, conta o produtor executivo Guilherme H. Chaves, que também é responsável por exposições de sucesso em Cuiabá. “A obra foi inscrita em uma pré-seleção internacional pelo curador Erez Safar, da produtora Bancs Media, de Los Angeles”, diz Chaves.