Sicredi Sudoeste contabiliza mais um ano de resultados positivos para associados

Em entrevista ao programa O Povo no Rádio da Pioneira desta quinta-feira (10), o presidente do Sicredi Sudoeste, Antônio Geraldo Wrobel, destacou as assembleias que apresentaram os resultados do último ano na instituição.

As assembleias de prestação de contas do Sicredi Sudoeste foram realizadas nos 25 municípios onde a instituição atua no período de fevereiro a abril. “No dia 07 de abril realizamos a Assembleia Geral aqui em Tangará da Serra. Nestas assembleias apresentamos detalhadamente os resultados que a cooperativa teve e foi aprovada a forma de distribuição destes resultados. Pelo segundo ano consecutivo, parte destas sobras foi para a conta dos associados”, destacou o presidente.

A cooperativa contabilizou em 2017 R$ 50 milhões de resultado. “Parte desta sobra foi para a conta dos associados. Os associados estão felizes com esta nova forma de distribuição de sobras”, disse Geraldo Wrobel.

Ele informou que a cooperativa estuda a implantação de uma nova agência em Tangará da Serra. “Estamos estudando ainda em que local poderemos atender melhor e maior número de pessoas, mas acreditamos que em 2019 possamos inaugurar mais uma agência Sicredi aqui no município”, destacou.

Geraldo Wrobel lembrou que o Sicredi disponibiliza para os sócios todos os serviços da rede bancária e tem linhas de crédito especiais, que podem ser acessadas inclusive em eventos tecnológicos como na recente Parecis Superagro. “Financiamos muitos produtores rurais lá e estamos financiando comerciantes com recursos do BNDES e FCO. Todas as facilidades para quem quiser acessar os nossos serviços. Nosso objetivo é agregar renda para os associados. E isto acontece com a cobrança menor pelos serviços prestados, pelos juros, com a distribuição de sobras e nossa preocupação com a comunidade para melhorar a qualidade de vida. Todo o recurso dos associados é movimentado no município onde o Sicredi está presente. As sobras também ficam com os cotistas”, disse o presidente.

Programa “A União Faz a Vida”

Entre outros assuntos, Wrobel destacou os avanços com o projeto “A União faz a Vida”, mantido em parceria com a Secretaria Municipal de Educação de Tangará da Serra. O programa atende atualmente três escolas. “É um programa sempre desenvolvido em parceria. Desde ano passado estamos em três escolas definidas pela Secretaria que é nossa grande parceira. O propósito é formar cidadãos que cooperem com os demais. Eles aprendem através de projetos. Os professores das escolas são capacitados par desenvolver os projetos nas escolas. São projetos que atendem todo o currículo escolar do aluno. Eles podem educar somente através do método do União Faz a Vida. Eles fazem pesquisas na cidade sobre assuntos de interesse do aluno e desenvolvem projetos para atender o currículo escolar, o que gera muito maior interesse dos alunos e também felicidade para os professores que conseguem maior interesse dos alunos”, explicou Geraldo Wrobel.

Segundo ele, o projeto deverá ser expandido para toda a rede municipal do ensino com o passar do tempo. “Precisamos de cidadãos mais engajados e conscientes de nossa realidade. Estamos com o programa já em mais cinco municípios. Temos tido procura de outras cidades, mas não temos ainda estrutura para atender todos. Porque demanda recurso e principalmente pessoas que deem apoio ás assessoras pedagógicas. Ano passado atendemos já sete mil alunos. É gratificante para nós contribuir com a população, porque não visamos só o aspecto financeiro, mas a qualidade de vida dos associados e de toda a população. E aqui vamos atender todas as escolas. O Governo do Estado também tem intenção de implantar em todas as escolas públicas”, disse.

Para se associar

“Todas as pessoas que tem um CPF ou CNPJ podem se associar ao Sicredi”, disse o presidente. Ele explicou que com R$ 20,00 o cidadão pode abrir uma caderneta de poupança no Sicredi e com R$ 100,00 pode se associar. “O Sicredi dá amplas condições ao associado para movimentar seus recursos e ainda pode participar dos lucros no final do ano, além de participar das decisões nas assembleias”.

A cooperativa, que iniciou em Tangará da Serra em 1989 com 47 pessoas, tem hoje 60 mil sócios e patrimônio de mais de R$ 250 milhões de reais.

Com a incorporação de outra cooperativa no Pará, 8 agências atendem naquele estado. “Precisamos ter escala. As outras instituições têm porte muito grandes e para sermos competitivos precisamos ter escala. Por isso atraímos novos associados e expandimos para novas regiões. E se nosso negócio é bom, por que não dar oportunidade para mais pessoas participarem deste nosso negócio? ”, indaga Geraldo.

Fonte: Marlenne Maria - da Redação

Juventus e PSG farão a final do Campeonato Peladeiros

O 1º Campeonato Peladeiros Deputado Saturnino Masson está chegando ao fim. Foram 75 jogos, com a participação de 33 equipes, chegando a grande final neste sábado, 12. O campeonato começou no dia 10 de março, sob organização do desportista Claudinho Roseno Ramos.

O confronto final acontecerá na Chácara Maldonado, a partir das 17h deste sábado, entre Juventus e PSG. “Durante todo o campeonato tivemos jogos bem equilibrados, até a semi final onde a disputa para definição dos finalistas foi nos pênaltis”, relembra, ao avaliar que as grandes finalistas “tiveram mais vontade de vencer e por isso estão na final, onde não tem favorito”.

Os ganhadores receberão: R$ 3 mil para o primeiro colocado e R$ 1 mil ao segundo. A terceira colocação da competição ficou com Amigos Chicão, que levaram R$700 e a quarta, que ganhou R$ 300, ficou para o Barça. “Desde já agradeço o apoio da Arte Cor, Casa Sport, Replay Sport, Anjos Borracharias, Pegada Calçado Esporte, Tubarão Sports e Diário da Serra. 

Além da confraternização, a organização do campeonato está arrecadando a cada rodada um quilo de alimento não perecível, que serão, ao término da competição, doados com a ajuda de todas as equipes participantes.

Fabíola Tormes / Redação DS

Câmara faz nesta sexta, Sessão Solene em comemoração aos 42 anos de Tangará da Serra

Hélio da Nazaré (PSD) preside nesta sexta-feira, dia 11, a Sessão Solene em comemoração aos 42 anos de Tangará da Serra. O evento contará com a participação de autoridades, homenageados e população. A sessão solene atende disposições da Lei Orgânica Municipal e tem como objetivo reconhecer personalidades que atuam direta ou indiretamente em favor da cidade.

Na sessão serão homenageados Paulo Sérgio Garcia, Luciano Vacari, a juíza Selma Arruda, e ainda Adair Teixeira Ramos, Alessandra Wieczorek, Antônio Almeida, Antônio Carlos Barbosa, Antônio Vanderlei Fernandes, Aparecido Donizete Vilanova, Arquimedes Estrázulas Pires, Benedito Jose de Freitas, Danilo Falcão, Edio Lima, Elisene de Fátima, Eltone Caetano, Eurídece Pierin, Francisco Félix, Getúlio Soares, Jacira da Silva, João Chagas de Oliveira, José Abdias Dantas, José Cândido Bettoni, Lidioney Siqueira, Luiz Quatrin, Manoel Soares, Margarete Bertollo, Maria Aparecida Albanês, Maria do Carmo Santos, Nélder Martins, Nivaldo Pereira, Olinda Rodrigues, Oscar Dutra, Renan Coelho, Sebastiana Rodrigues, Sebastião Catarino, Telvina Alves, Valdomiro Jorlando, Valmir Vieira, Vandir Constantino, Vitor Godói, Wencesly Garcia e Wilson de Barros.

Fonte: Imprensa Câmara

Diário da Serra lança exposição nesta sexta

Para comemorar o aniversário do município de Tangará da Serra – que neste domingo, dia 13 de maio, completará 42 anos de emancipação – o jornal Diário da Serra lançará nesta sexta-feira, dia 11, às 9h, no Tangará Shopping Center, a exposição fotográfica Tangará Minha Cidade. 

Vinte e duas imagens farão parte da mostra fotográfica, que chega a sua terceira edição, com a proposta de novamente revelar as belezas do município pela perspectiva de seus habitantes. “Para esta terceira edição queríamos ver imagens inovadoras e inspiradoras. Lugares desconhecidos, novas visões dos seres vivos, comportamentos surpreendentes e novas interpretações do que já é conhecido. Buscávamos uma visão que documente a diversidade, a beleza, o mistério da vida em Tangará da Serra”, conta o diretor do DS, Mano Reski. 

Para isso, completa o diretor, o projeto foi reformulado e estabelecidas cinco categorias diferentes de fotografias, mas que continuassem revelando as belezas do Município. Dessa forma, foram estabelecidas as seguintes categorias: Tangará Rural; Tangará Urbana; Tangará Profissões; Tangará Turismo, Cultura, Esportes e Lazer; e Tema livre. 

“Mais uma vez os tangaraenses atenderam nosso chamamento, nos enviando fotos inspiradoras da nossa querida Tangará da Serra”, afirma o responsável, ao destacar que mais de 150 fotografias foram recebidas nesta terceira edição do evento, porém, devido a falta de informações/documentação, mais de 50 foram desclassificadas. 

ITINERANTE - Como forma de oportunizar que outros públicos possam apreciar o trabalho de diferentes tangaraenses, que a exposição fotográfica Tangará Minha Cidade seguirá posteriormente para outros locais. 

A programação ainda está sendo finalizada. “As escolas ou espaços interessados em receber a exposição fotográfica Tangará Minha Cidade podem ligar diretamente no Diário da Serra, no 3326-4724, que faremos o agendamento”.

Fabíola Tormes / Redação DS