Secretário se reúne com diretores dos grupos Giraffas e Atacadão

Bezerra com Diretor de Expansão do Atacadão, Carlos Barros

Como parte das ações estratégicas de ‘apresentação’ do município de Tangará da Serra a grandes grupos de empresários e indústrias, o secretário Municipal de Indústria e Comércio em substituição, Wellington Bezerra, esteve na última semana em São Paulo. 

Na oportunidade, Bezerra participou de quatro reuniões, sendo duas delas no Atacadão (rede brasileira de supermercados atacado-varejista, pertencente ao grupo Carrefour) e também com o grupo da rede de fast-food brasileira, Giraffas. “Entendemos que o município de Tangará da Serra precisa ser apresentado para os empresários do Brasil. Esse é o início de um trabalho que queremos que seja continuado, de visitas a esses empresários, mostrando e vendendo todo o nosso potencial”.

A primeira reunião foi realizada com o diretor de expansão do Grupo Giraffas, Eduardo Guerra, na quarta-feira, 16. Já a segunda reunião da viagem foi na sede do grupo Atacadão. Lá ele foi recebido pelo diretor presidente, Roberto Müssnich e diretor de expansão, Carlos Barros. “Eles ficaram contentes com esse contato formal do município”, contou Bezerra, ao esclarecer que a empresa tem um cronograma de instalação das filiais em todo o país e que Tangará da Serra está nele.

A terceira reunião foi com o proprietário da indústria têxtil Kountryline, Elias Cohen. “Consegui demonstrar as nossas potencialidades (...) a matéria-prima que eles trabalham está do nosso lado, que é o algodão. Enfim, mostramos as possibilidades e facilidades. Esse é o nosso papel como secretário”. Houve ainda uma quarta agenda, esta com um consultor empresarial.

Diretor de expansão do Giraffas virá a Tangará da Serra

Uma das maiores redes no segmento de fast-food e pioneira na categoria de pratos, com mais de 410 unidades pelo Brasil e cinco restaurantes nos Estados Unidos – Giraffas – quer novos públicos no Estado de Mato Grosso e uma das cidades em potencial para expansão é Tangará da Serra. 

A informação, que já estava sendo ventilada, foi confirmada pelo secretário Municipal de Indústria e Comércio em substituição, Wellington Bezerra, que na última semana manteve reunião com o diretor de Expansão do grupo, Eduardo Guerra. “O contato junto ao grupo Giraffas partiu da própria empresa, que tem interesse em entrar no mercado alimentício de Tangará da Serra”, contou Bezerra. 

Para essa concretização, o diretor de expansão para o Centro-oeste virá a Tangará da Serra dentro dos próximos 20 dias. “Já temos uma conversa bastante avançada com empresários locais e a ideia é fomentar essa cadeia de serviços”, disse, ao ressaltar que já existem pessoas interessadas para que haja a instalação dessa franquia no município. “O nosso papel é fazer essa ponte de quem tem interesse e o interessado em se instalar”. 

Além desta visita a Tangará, Bezerra adiantou que outra viagem de negócios será realizada nos próximos 30 dias, desta vez a uma indústria alimentícia. Segundo o secretário, há o interesse de expansão desta empresa no Estado de Mato Grosso e somente adiantarão essa demonstração das potencialidades de Tangará. “O nosso papel é fazer com que ela, querendo se instalar no Mato Grosso, venha para Tangará da Serra. Entra o nosso papel de gestor da pasta para mostrar que o melhor lugar para se instalar é Tangará da Serra”.

Outras reuniões com diretores do Atacadão serão agendadas

Assim como anunciado no ano passado pelo Diário da Serra, a vinda do grupo Atacadão para Tangará da Serra é certa, porém, sua instalação é para o futuro, diante de um cronograma de expansão da empresa em todo o país. “No Estado, por exemplo, existe a possibilidade também de Cáceres e Barra do Garças. Porém, aqui, estão um passo adiante, pois todos os processos foram aprovados, inclusive alvará de construção, e até mesmo o terreno”, destaca o secretário Wellington Bezerra, que na última quinta-feira, 17, se reuniu com diretores do grupo. 

Segundo Bezerra, o cronograma de instalação do Atacadão em Tangará da serra é para o primeiro semestre de 2019. “Levamos o recado da região e da cidade, pois esta será uma empresa muito importante para a geração de emprego (...) espero agora que a empresa possa antecipar esse cronograma”.

Para essa concretização a curto prazo, Bezerra afirmou que outras reuniões serão agendadas nos próximos meses e que, além disso, mais documentos e informações serão encaminhadas aos responsáveis do grupo Atacadão nesta semana. “Nosso objetivo é antecipar essa instalação (...) pois estamos falando de uma empresa para atender não somente o mercado local, como toda a região, que Tangará da Serra é polo”.

Fabíola Tormes - Redação DS

Exames de mamografia serão laudados e entregues em até 5 dias

Prazo para diagnóstico, que virá de São Paulo, vai de dois a cinco dias

A partir de agora os exames de mamografia realizados pela rede pública de saúde de Tangará da Serra serão laudados e entregues num prazo máximo de cinco dias. Desde o início dessa semana, a secretaria de saúde começou a encaminhar até uma empresa vencedora de licitação, localizada em São Paulo, esse tipo de exame realizado no município para que através de um sistema online, o diagnóstico seja realizado com mais eficiência.

De acordo com o secretário de Saúde, Itamar Bonfim, a saúde pública encontra-se totalmente adequada para iniciar esse trabalho, que conta com tecnologia de ponta. “Nós estamos muito felizes, pois batalhamos bastante para isso. Houveram alguns contratempos, mas hoje estamos adequados. Nossos médicos receberão um treinamento simples para que possa, da mesma Unidade de Saúde da Família que foi pedido o exame, também ser entregue o laudo”, explicou o responsável, destacando que as solicitações realizadas pelas Unidades de Saúde serão encaminhadas para a Central de Regulação, para que o agendamento seja feito e posteriormente o exame realizado no Posto Central.

“A pessoa realiza o exame, e as imagens são enviadas via internet para o médico legisla lá em São Paulo. O profissional realiza a leitura, faz o diagnóstico e devolve no sistema. O importante é que em um tempo muito curto, o próprio médico que solicitou a mamografia terá no próprio sistema o acesso a leitura para ter o diagnóstico mais rápido e assim poder interferir o mais breve possível com medicamentos ou outros tipos de encaminhamentos para que a pessoa possa imediatamente iniciar o tratamento, se for o caso”, explicou o secretário, ao relatar ainda que, todo o sistema é homologado pela Agência Nacional de Vigilância Sanitária (Anvisa).

“É algo inédito para nós, porque enfrentávamos uma dificuldade com relação a isso. O equipamento que a gente instalou deu um contratempo. Aquelas pessoas que estavam esperando há certo tempo, terão a partir de agora maior agilidade e eficiência”, enfatizou o secretário responsável pela pasta.

Raio x também conta com procedimento tecnológico

Além dos exames de mamografia, que agora terão maior agilidade e eficiência para a entrega dos diagnósticos, os exames de raios x realizados pela saúde pública de Tangará da Serra também podem ser enviados via online para médicos legislas de São Paulo. De acordo com a técnica de raio x, Jaqueline Parabá, assim como nos exames de mamografia, o especialista terá o prazo de dois a cinco dias para enviar o resultado.

“No momento que o exame é efetuado, automaticamente são capturadas as imagens que serão enviadas, via online para o médico de São Paulo, que irá realizar o laudo. Automaticamente o médico vai receber e tem esse prazo curto para enviar o laudo para a gente”, explicou a profissional.

Para o responsável do sistema Tecnologia da Informação (TI), Danilo Alberto, os médicos de Tangará da Serra poderão durante os procedimentos de tratamento ter acesso ao laudo encaminhado de São Paulo. “É uma tecnologia onde os laudos vindo de São Paulo ficarão 24 horas disponíveis para os médicos. É muito mais eficiência, e com certeza irá ajudar muito”, concluiu.

Rodrigo Soares - Redação DS