Tangaraenses participam do Projeto TCEstudantil

Projeto é desenvolvido pelo Tribunal de Contas

Estudantes, professores e assessores pedagógicos das Escolas Estaduais Pascoal Moreira Cabral, de Cuiabá, e Patriarca da Independência, localizada no Distrito de Progresso, em Tangará da Serra, participaram ao longo desta semana do Projeto TCEstudantil, desenvolvido pelo Tribunal de Contas de Mato Grosso.

Os 134 participantes puderam conhecer as atividades de fiscalização desempenhadas pela instituição, receberam palestras sobre a atuação do controle externo e do Ministério Público de Contas (MPC-MT), e visualizaram os canais de comunicação disponíveis à sociedade para denúncias de irregularidades nos serviços públicos prestados.

Os mais de 240 km de distância que separam Cuiabá de Tangará da Serra também não aplacaram os ânimos dos estudantes da Escola Estadual Patriarca da Independência, que chegaram cedo na quarta-feira (09/08) para conhecer mais sobre cidadania e controle social.

Para a estudante Emiliane Garbugio, do 2º ano do Ensino Médio, projetos como o TCEstudantil são fundamentais para que a população conheça seus direitos e deveres. “Nós devemos ter conhecimento para que mais casos de corrupção não aconteçam. Podemos cobrar porque é nosso direito”, concluiu.

Alexandre Rolim - Tangará em Foco

Associação Fonte de Luz comemora mais um ano de atividades

Associação conta com cinco projetos sociais e atende mais de 100 crianças

A Associação Fonte de Luz comemorou na tarde do último sábado, dia 12 de agosto, mais um ano de trabalho e dedicação, reunindo pais, amigos e associados para apresentar os resultados dos trabalhos desenvolvidos e anunciar a nova etapa de projetos. O evento aconteceu na sede da associação, localizada no bairro Jardim dos Ipês, onde alunos demonstraram tudo que foi aprendido no decorrer do último ano.

De acordo com a presidente da associação, Kelly Becker, atualmente a instituição conta com cinco projetos sociais, atendendo mais de 100 crianças. “A gente concluiu um ano de trabalhos, então resolvemos apresentar outros trabalhos que a gente tem aqui na associação, que é o judô, capoeira e ainda fizemos um campeonato de futebol.”, comentou a presidente, destacando que a associação ainda conta com aulas de violão e balé, projetos patrocinados através do Conselho Municipal dos Direitos da Criança e do Adolescente (CMDCA). “O nosso trabalho não é somente o de ensinar o balé, violão, capoeira, futebol e arte, e sim voltado para a cidadania, fazendo com que os nossos alunos atendidos se sintam bem aqui no espaço, se sintam valorizados e acolhidos de forma atenciosa. Nosso objetivo é que as crianças não fiquem nas ruas, onde podem se envolver com coisas erradas”, afirmou a responsável. Vale detacar que a instituição já tem 15 anos de história em Tangará.

Rodrigo Soares - Redação DS