272 pessoas passaram por triagem do Lions Clube

Triagem aconteceu na sede social do clube

O Lions Clube Tangará da Serra realizou durante toda essa sexta-feira, dia 07 de julho, o serviço de triagem para pré-selecionar as pessoas que serão atendidas pela Carreta do Câncer do Hospital de Barretos, que estará no município no dia 20 desse mês. No total, 272 pessoas foram atendidas, sendo 110 homens e 162 mulheres. De acordo com a presidente do Lions Clube, Neureci de Andrade Lima, o objetivo da entidade é proporcionar prevenção para as pessoas que são menos favorecidas. “É maravilhoso dar a oportunidade para as pessoas fazerem tratamento nessa parceria que temos com o Hospital do Câncer. Nesse momento, a gente trabalha com a prevenção, com a conscientização de que é importante se cuidar. Essa triagem foi feita com o intuito de selecionar as pessoas mais carentes e que realmente precisa, pois cada um tem sua história”, comentou a presidente da entidade, destacando que a missão do clube de serviço é, além de prevenir, também cuidar do paciente. “Nesse projeto, o paciente é enviado para Barretos, onde passa pelos devidos tratamentos”, relatou.

Da triagem, 80 pessoas serão selecionadas para realizar os exames gratuitos preventivos contra o câncer de Colo de Útero (papanicolau) e Próstata.

Em sua última passagem por Tangará da Serra – em julho de 2015 – 120 pessoas foram selecionadas para receberem o atendimento pelos médicos da Unidade Móvel do Hospital de Câncer de Barretos. Este trabalho está sendo realizado desde novembro de 2008, por meio de uma parceria entre o Lions Clube Tangará da Serra e o Hospital de Câncer de Barretos, que realiza no município atendimentos preventivos gratuitos contra o câncer de colo de útero e próstata, através da Unidade Móvel, assim como de pele, em edições anteriores. Neste período (oito edições), mais de 950 pessoas já foram atendidas, sendo dezenas delas encaminhadas para tratamento em Barretos.

Rodrigo Soares - Redação DS

LIRAa aponta índice de 0,1% de infestação do Aedes em Tangará

Índice caiu 4,8% em relação ao início do ano

O Levantamento de Índice Rápido de Infestação por Aedes Aegypti (LIRAa), realizado pela Secretaria Municipal de Saúde, durante os dias 03 a 07 de julho, identificou que o município de Tangará da Serra está em situação de baixo risco com relação à transmissão de doenças causadas pelo mosquito. A cidade apresentou índice geral de apenas 0,1%, número que foi comemorado pelas equipes envolvidas no trabalho de controle e conscientização.

De acordo com o secretário de Saúde, Itamar Bonfim, o resultado faz parte de uma série de trabalhos que vem sendo realizado desde o início do ano. “Nossas equipes têm trabalhado com dedicação e comprometimento, resultando nisso. Praticamente, não temos a presença do Aedes aegypti em Tangará da Serra, considerando que a Organização Mundial de Saúde considera satisfatório se estiver 1% ou menos que 1%”, comentou o gestor, ao destacar que a conscientização da população de Tangará da Serra é fundamental para que o resultado continue sendo positivo.

“Aproveito para agradecer a população que não tem deixado reservatório para produção da água onde o mosquito coloca ovos e depois se transforma na fase adulta. O resultado desse trabalho conjunto só poderia ser esse”, enfatizou.

Se comparado com o primeiro LIRAa realizado em janeiro, o índice de infestação caiu 4,8%. “quero comemorar no próximo LIRAa o número zero de infestação”, apostou o secretário.

O LIRAa é uma metodologia que ajuda a mapear os locais com altos índices de infestação do mosquito Aedes aegypti e, consequentemente, alerta sobre os possíveis pontos de epidemia da doença.

Rodrigo Soares - Redação Diário da Serra