Sicredi apresenta crescimentos durante assembleia de núcleo

Sicredi cresceu 20% em comparativo de 2015 com 2016

Enquanto o assunto em todo o Brasil é a crise econômica, a Sicredi Sudoeste de Mato Grosso só tem o que comemorar. Isso porque a cooperativa realizou na noite da última sexta-feira, 17 de março, uma assembleia de núcleo em Tangará da Serra no Centro de Tradições Gaúcha (CTG) Aliança da Serra, onde foi apresentado o relatório anual de 2016, oportunidade em que foi demonstrado números significativos. De acordo com o gerente da unidade Tangará da Serra Centro, o resultado é mais que satisfatório, atingindo a marca de crescimento de 20% em comparativo com o ano de 2015. “Com muito trabalho e esforço, conseguimos em 2016 fechar acima da expectativa com o resultado de aproximadamente 38 milhões de reais que será distribuído entre os associados”, comentou o gerente, destacando ser esse um dos principais benefícios de participar da cooperativa. “Os participantes podem fazer parte do Sicredi, utilizar os produtos e ver o retorno disso. Agora vamos verificar a destinação de quantos por cento irá para os associados, diretamente em suas respectivas contas aumentando assim o capital”, afirmou.

Para o presidente da cooperativa, Antônio Geraldo Wrobel, o resultado é motivo de comemoração. “A mensagem que a gente deixa é que o ano de 2016 apesar do que vivemos e vimos na mídia, para o Sicredi foi um ano de crescimento, e a expectativa para 2017 é que seja ainda melhor em crescimento e desenvolvimento”, afirmou o presidente.

Aproximadamente 500 associados participaram da assembleia de núcleo. No final da apresentação dos relatórios, um delicioso jantar foi servido para todos como forma de confraternização.

Fonte: Rodrigo Soares - Redação DS

Dívida ativa de Tangará da Serra ultrapassa R$ 50 milhões

O montante é relativo a diversas espécies tributárias

O contribuinte interessado em quitar essa dívida deve procurar o Setor de Tributação ou a Coordenação de Dívida da Ativa.

Tangará da Serra tem atualmente uma dívida ativa que ultrapassa R$ 50 milhões. Esse montante é relativo a diversas espécies tributárias como alvará, Imposto Sobre Serviços (ISS), contribuição de melhoria, Imposto Predial Territorial Urbano (IPTU), multas diversas em razão de descumprimento de lei, inclusive lançamentos para ex-gestores em razão de determinação do Tribunal de Contas. Só esse último tipo de lançamento chega a cifra aproximada de R$ 20 milhões para apenas dois ex-gestores.

Para tentar recuperar parte desse montante, o município está com uma campanha de incentivo em andamento. “Todo tipo de dívida ativa, inclusive os débitos que estão em execução na justiça”, destaca a secretária Municipal de Fazenda, Valnicéia Maria Picoli Barbosa.

O contribuinte interessado em quitar essa dívida deve procurar o Setor de Tributação ou a Coordenação de Dívida da Ativa para pagamento em cota única até o dia 31 de março com desconto de 100% dos juros e da multa. “Estando em execução, a Procuradoria vai suspender até a quitação e finalizada será extinta”, explica, ao informar que há ainda a possibilidade de parcelar a dívida em até 60 vezes, porém com esta opção o contribuinte perde a isenção dos juros e multa. “Com o valor integral da dívida é possível parcelar em até 60 vezes”.

Ainda de acordo com a secretária, para aqueles que perderem o prazo e a possibilidade de ganhar 100% de desconto nos juros e na multa, a partir do dia 1º de abril até 30 junho tem ainda a opção de desconto de 50% dos juros e da multa dos débitos inscritos em dívida ativa.

Outra vantagem ao ficar adimplente com o município é a possibilidade de ganhar também desconto de 30% no IPTU deste ano. “Então é uma lei de incentivo fiscal que vem para contribuir bastante com a população neste momento de crise financeira que passa o nosso país. Um momento ímpar de quitar os débitos inscritos em dívida ativa e também receber esse desconto no IPTU de 2017”.

Fonte: Fabíola Tormes - Redação DS

Goleiro tangaraense está em avaliação no Chapecoense

Jogador contou com apoio do Deputado Estadual Saturnino Masson

O atleta Vitor Miranda da Silva, de apenas 16 anos de Tangará da Serra, viajou no último final de semana para a cidade de Chapecó, onde estará durante toda a semana em avaliação na equipe sub-17 do Chapecoense. Miranda como é conhecido no esporte tangaraense pertence a escolinha de futebol do Real Tangará Futebol Clube e sua oportunidade veio através de articulação do treinador Sasá, que caso a o atleta não seja aprovado já tem outras cinco situações articuladas para o goleiro. “Vitor Miranda é um excelente goleiro, com um boa postura, técnica e liderança em campo e em todas as competições chama a atenção pela sua qualidade, então articulamos algumas situações e estamos confiantes que tudo dará certo num futuro muito próximo”, disse o treinador Sasá, informando ainda que o atleta também realiza treinamentos focados para o goleiro com o empresário e ex jogador Rosalvo Gregório de Jesus.

Para poder participar da avaliação o atleta contou com o apoio do Deputado Estadual Saturnino Masson que sempre que procurado prontamente se esforça em ajudar. “Quero muito agradecer ao Deputado Saturnino que nos possibilitou mandar o atleta até a cidade de Chapecó para que o mesmo realizasse seu treinamento, em nome do goleiro Vitor Miranda, de sua família e de todo time do Real Tangará deixamos nossos agradecimentos ao deputado mais uma vez pela parceria”, finalizou o treinador Sasá.

Fonte: Redação DS