Ladeia é homenageado pelo seu aniversário por prefeitos da região

Muito querido e admirado pelos prefeitos da região, o chefe do executivo tangaraense recebeu uma homenagem dos prefeitos durante a reunião do Consórcio Intermunicipal da Bacia do Alto do Rio Paraguai na última sexta-feira (28.01). Data na qual Júlio César Ladeia completou 50 anos de vida.

Bastante emocionado, Ladeia agradeceu. “Muito obrigado a todos vocês, mas na verdade os parabéns devem ser da minha família, que me tornaram o que sou hoje, para mim basta um feliz aniversário.”, disse ele, que nasceu na pequena cidade de Nova Granada, Estado de São Paulo e que pouco tempo depois juntamente com a família mudou-se para Tangará da Serra. Aqui, morou na comunidade Água Branca, onde a família labutava na produção de Café.

Eleito prefeito

Após descobrir sua vocação como comunicador, no ano de 2002, diante de inúmeras suspeitas de irregularidades no meio político municipal, apresentou ao Poder Legislativo uma denúncia que culminou com a cassação do mandato do prefeito da época. Mas foi somente em 2003 que sentiu realmente a necessidade de ingressar na política, quando enfim se filiou ao Partido Liberal, concorrendo em 2004, e tendo sido eleito prefeito de Tangará da Serra com mais de 16 mil votos.

Votação expressiva que se repetiu na eleição de 05 de outubro de 2008, quando Júlio César é reeleito prefeito de tangará da serra, desta vez, com mais de 18 mil votos. O que representava a vontade do povo tangaraense da continuidade do trabalho desenvolvido por ele durante os primeiros quatro anos de desenvolvimento e progresso de tangará da serra.

Mas mesmo com toda sua vontade de fazer o bem e de ajudar principalmente o povo da sua cidade, Júlio César nunca se esqueceu do mais importante, de Deus e de sua família pela qual demonstra muito carinho e gratidão. “A minha família é minha base. É tudo na minha vida. Só tenho a agradecer a eles.”, disse.

Nelli Tirelli - Assessoria de Imprensa

Ladeia participou da reunião do Consórcio Intermunicipal da Bacia do Alto do Rio Paraguai

O prefeito tangaraense Júlio César Davoli Ladeia participou durante toda a manhã de sexta-feira (28.01) da reunião para eleição da nova presidência do Consórcio Intermunicipal da Bacia do Alto do Rio Paraguai.

Diversos prefeitos da região, que fazem parte do consórcio participaram do encontro, que aconteceu na cidade de Arenápolis e que consagrou a vitória do prefeito de Nova Marilândia, Juvenal Alexandre da Silva, como novo presidente do Consórcio.

“A reunião foi de suma importância para o consórcio e é essa união entre os municípios circunvizinhos que irá nos fortalecer para que consigamos mais recursos para nossa região.”, disse Ladeia.

Nelli Tirelli - Assessoria de Imprensa

Júlio César diz que o consenso em torno do Consórcio foi fundamental para o fortalecimento político da região

“Foi de extrema importância buscarmos o consenso em torno da eleição do Consórcio Intermunicipal da Bacia do Alto do Rio Paraguai, para que não houvesse qualquer tipo de competição interna, pois não é esse o nosso objetivo. O único objetivo é que tenha um compartilhamento de responsabilidades, de interesses e de força política”, frisou o prefeito municipal de Tangará da Serra, Júlio César Davoli Ladeia (PR), ao ressaltar a valorização do consenso em torno da eleição ocorrida que resultou na vitória do prefeito de Nova Marilândia, Juvenal Alexandre da Silva para a presidência do Consórcio Intermunicipal da bacia do Alto do Rio Paraguai.


O chefe do executivo tangaraense disse que irá propor aos prefeitos que fazem parte do Consórcio, a colaboração do município de Tangará da Serra no que tange a formação de uma Equipe de Projetos. “Já havia manifestado esse interesse no primeiro ano do mandato do prefeito Farid, para que todos os municípios participassem, mas não foi possível. Mais uma vez estaremos oferecendo os serviços dos nossos técnicos na área de Projetos, para que nós possamos organizar os projetos prioritários de cada município, que possam convergir com os interesses da região. Em Tangará da Serra estamos correndo contra o tempo por 52 milhões de reais de projetos aprovados no Governo Federal (PAC-2) o PAC-1 nós conseguimos concluir, e esses 52 milhões, além de outras emendas.

Até o dia 27 de fevereiro temos que entregar esses projetos em Brasília. Isso é muito importante é só é possível quando se tem uma equipe interna de projetistas que consigam dar andamento a essas planilhas. Queremos compartilhar a nossa experiência e todo o nosso handicap com todos os municípios da região, pois pensamos de uma forma globalizada e não de forma isolada ou individualista. Estamos ai para contribuir, crescer e evoluir em todos os sentidos e direções”, frisou Júlio César Ladeia.

Moisés Bispo dos Santos

Prestação de serviços é destaque em Tangará da Serra

A geração de empregos em Tangará da Serra terminou em alta, ano passado. O saldo foi de 565 novos postos de trabalho, resultado da diferença entre 12,5 mil admitidos e 12 mil desligamentos, segundo o Cadastro Geral de Empregados e Desempregados (Caged), com base nas contratações formais, ou seja, com carteiras assinadas.

A prestação de serviços foi o destaque, com saldo de 295 novos empregados, resultado de 2,6 mil admissões e 2,3 mil demissões. Em seguida aparece o comércio com saldo de 239 funcionários devido a contratação de 4,5 mil e demissão de 4,2 mil.

Na construção civil, o saldo foi de 147 admitidos (1,1 mil admissões e 972 demissões). Já o extrativismo mineral, foram 34 novos postos de trabalhos (46 contratações e 12 desligamentos) e, serviços industrial de utilidade pública, saldo de um funcionário (8 de admitidos e 7 demitidos).

Dois setores demitiram mais. A indústria de transformação fechou com saldo de 102 funcionários desligados de suas funções (2,7 mil demitidos e 2,6 admitidos) e, na agropecuária, com saldo negativo de 49 funcionários ( 1,5 mil demissões se 1,5 admissões).

Somente em dezembro, o saldo foi negativo de 259 funcionários demitidos a mais, diferença entre 1.018 desligados e 759 admitidos.

Fonte: Só Notícias/Karoline Kuhn