Prefeito discutiu duplicação de trecho da MT 358 que liga centro de Tangará a Unemat

O prefeito Júlio César Ladeia se reuniu na manhã desta terça-feira (06.07) com o vereador José Pereira Filho, o Zé Pequeno, e também com a coordenação da Unemat. O principal objetivo da reunião foi discutir assuntos ligados a duplicação da MT 358 entre o trevo da Avenida Tancredo Neves e a Unemat.

“Através desta reunião foram definidas algumas ações para que a duplicação se torne realidade o quanto antes, pois nós na condição de gestor e por termos o maior interesse em resolver os problemas da cidade, queremos muito que essa obra aconteça e sabemos também que o governador Silval tem essa intenção.”, falou Ladeia.

Segundo o prefeito tangaraense ainda, a obra não deverá levar muito tempo para se concretizar. “Nós sabemos da intenção do governo do Estado em fazer a duplicação e esperamos que em breve já estejamos fazendo a inauguração dessa importante obra para o cidadão tangaraense e principalmente para os universitários da Unemat, que precisam trafegar diariamente por aquele trecho.”, finalizou Ladeia.
 
Nelli Tirelli
Assessoria de Imprensa

Prefeito assinou contrato que representa luta de mais de 32 anos em Tangará da Serra

O prefeito Júlio César Ladeia, juntamente com o diretor do SAMAE, Jefferson Luis Lima da Silva, assinaram nesta terça-feira (06.07), o contrato de compra da área onde esta localizada a ETA (Estação de Tratamento de Água) de Tangará da Serra e seu entorno, ou seja, um total de 27 hectares.

A solenidade de assinatura aconteceu no gabinete do prefeito. “Eu me sinto muito feliz por mais essa conquista para nossa cidade, tendo em vista que essa é uma luta de 32 anos. No nosso primeiro mandato faltou recurso para essa compra, mas agora felizmente, nós conseguimos efetuá-la, através do Samae.”, disse Júlio César Ladeia, que ressaltou ainda, que “o Samae tem feito um trabalho brilhante no município, pois desde 2006 não há racionamento de água na cidade, além de que nós melhoramos a oferta e a qualidade da água do nosso cidadão tangaraense.”.

Com a compra da área ainda, o município esta investindo aproximadamente 850 mil reais, o que representa a solução de um problema histórico da cidade, já que desde o inicio de Tangará da Serra, a área foi utilizada pela Sanemat, antiga companhia de saneamento do Estado de Mato Grosso, a qual, na época, era responsável pelo abastecimento de água na cidade.

A área até então, era utilizada pelo município em forma de comodato, mas que a partir de agora, o prefeito Júlio César, através do Samae, que elaborou projeto de lei para aquisição dos 27 hectares e da Câmara de Vereadores, que aprovou o projeto de lei, irá adquirir a área.

Além de tudo, com essa aquisição, o município esta demonstrando a responsabilidade ambiental de preservar o principal local, que é as margens do rio Queima Pé, responsável por abastecer cerca de 95% da população de tangará da serra diariamente com água de boa qualidade. “Tangará hoje também conta com a menor taxa mínima da região, como por exemplo, Cuiabá, onde a taxa mínima da capital é de 40 reais, enquanto em Tangará a taxa mínima é de 12 reais.”, falou Ladeia, que pretende ainda transformar futuramente a entrada da estação de tratamento de água em um ponto de visitação, com lago com peixes e deixar aberto para as pessoas conhecerem.
 
Nelli Tirelli
Assessoria de Imprensa