Homens respondem por 64% das vítimas no trânsito em MT

Em 2018, Mato Grosso totalizou 7.312 acidentes de trânsito, 13% a menos em comparação ao ano de 2017, quando foram registrados 8.407 acidentes. Do total de registros do ano passado, 641 foram com vítimas fatais. Os dados são do Anuário Estatístico de Trânsito do Estado 2019, tendo como ano base 2018.

Dos 7.312 acidentes, 64% das vítimas são homens e 35% são mulheres. A maior parte dos acidentados, 33,9%, são de pessoas com idade entre 35 a 64 anos. Somente em Cuiabá e Várzea Grande foram contabilizados 2.956 acidentes de trânsito. Conforme os dados analisados, os sábados foram os dias em que mais aconteceram os acidentes de trânsito, com 17,5% dos registros. 

O levantamento realizado aponta ainda uma frota de 2.117.640 veículos em Mato Grosso no ano de 2018, com 1.304.789 motoristas habilitados. O documento é desenvolvido pelo Detran-MT, por meio da equipe do Registro Nacional de Acidentes e Estatísticas de Trânsito (Renaest), com colaboração da Secretaria Nacional de Segurança Pública (Senasp), Secretaria de Segurança Pública de Mato Grosso (Sesp) e Polícia Rodoviária Federal (PRF). 

Os dados disponibilizados no anuário permitem identificar padrões de comportamento, como tendência e sazonalidade existentes no tráfego mato-grossense. “O documento é uma importante ferramenta de pesquisa, estudo e diagnóstico das necessidades do Estado na construção de uma política de segurança viária”, ressaltou o diretor-executivo do Detran-MT, José Eudes Santos Malhado, por meio da assessoria de imprensa. 

Por meio do anuário, o Detran-MT identifica os pontos críticos e os fatores de risco presentes no trânsito no território mato-grossense. “O documento subsidia órgãos e entidades que atuam na área da segurança pública com informações necessárias ao combate à violência e redução do número de vítimas dos acidentes de trânsito”, completou o diretor. 

Conforme dados do anuário estatístico, em 2018 foram contabilizadas 993.828 infrações em todo Estado, uma redução de 16,8% em comparação ao ano de 2017. “O erro humano é uma das principais causas dos acidentes de trânsito apontadas no levantamento, através do ranking das 10 infrações mais cometidas no Estado”, aponta. 

Transitar em velocidade superior a máxima permitida em até 20% foi a infração mais cometida em 2018, totalizando 324.772 autuações. Essa é uma infração considerada média pelo Código de Trânsito Brasileiro (CTB). As demais infrações mais registradas foram: avançar o sinal vermelho do semáforo eletrônico, deixar o condutor de usar o cinto segurança, conduzir veículo que não esteja devidamente licenciado, estacionar em locais e horários proibidos especificamente sinalizados, deixar de manter acessa luz baixa nas rodovias durante o dia, dirigir veículo utilizando telefone celular, estacionar no passeio, transitar em velocidade superior a máxima permitida em mais de 50%. Essas infrações totalizaram 612.343 mil autuações ao longo de 2018. 

Pelo artigo 165 do CTB (dirigir sob a influência de álcool ou de qualquer outra substância psicoativa que determine dependência) e 165-A (recusar-se a ser submetido a teste, exame clínico, perícia ou outro procedimento que permita certificar influência de álcool ou outra substância psicoativa) foram registradas 4.498 autuações em todo Estado. 

“Observamos que no ranking geral de infrações, a que ainda lidera é o excesso de velocidade e, com o uso mais amplo dos conjuntos de semafóricos eletrônicos, mais condutores foram flagrados cruzando o sinal vermelho. A ampliação da operação Lei Seca também flagrou mais condutores dirigindo sob a influência de álcool”, disse o líder da equipe do Renaest do Detran-MT, Walber Alexander do Carmo Desto. 

Fonte: Reportagem Diário de Cuiabá

Interessados podem verificar condições dos 877 veículos ofertados em 10 municípios

Os interessados devem comparecer aos pátios das Ciretrans, das 8h às 12h, nesta terça e quarta-feira (20 e 21.08), para conferir as condições dos veículos disponíveis

O Departamento Estadual de Trânsito de Mato Grosso (Detran-MT) abre os pátios das Circunscrições Regionais de Trânsito (Ciretrans) nos municípios de Diamantino, Nortelândia, Barra do Bugres, Nova Olímpia, Arenápolis, São José do Rio Claro, Tangará da Serra, Campo Novo do Parecis, Brasnorte e Sapezal, para a visitação dos veículos incluídos no quarto leilão, realizado pela autarquia em 2019.

Os interessados podem comparecer aos pátios, das 8h às 12h, nesta terça e quarta-feira (20 e 21.08), para conferir as condições dos 877 veículos disponíveis.

O certame foi publicado no Diário Oficial do Estado que circulou no dia 31 de julho de 2019 e tem encerramento previsto para o dia 22 de agosto (quinta-feira), às 8 horas. Os lances deverão ser ofertados somente pelo portal www.faleiloes.com.br 

A Gerência Especial de Leilões do Detran-MT informa que as fotos divulgadas no site da leiloeira são meramente ilustrativas, não servindo de parâmetro para demonstrar o estado dos veículos.

Os bens serão vendidos e entregues no estado e condições em que se encontram, não cabendo ao leiloeiro e ao Detran-MT a responsabilidade por qualquer modificação ou alteração que venha a ser constatada na constituição, composição ou funcionamento dos bens leiloados.

O leilão é realizado com os veículos que foram retidos, abandonados e não reclamados por seus respectivos proprietários por mais de 60 dias, conforme Resolução 623/2016 do Contran.

A realização de leilões de veículos é uma das ações prioritárias da atual gestão. Somente este ano, o Detran-MT já realizou três leilões em diversos municípios do Estado, somando 2.550 veículos ofertados. A arrecadação estimada é de R$ 5,6 milhões.

Fonte: Carolina Alonso | Detran-MT

Setor empresarial continua acreditando em Mato Grosso, afirma Mauro Mendes

Empresa investiu R$ 40 milhões na ampliação da fábrica, em Várzea Grande

O governador Mauro Mendes afirmou que o setor empresarial continua a acreditar na potencialidade do Estado, principalmente com os investimentos que estão aportando em Mato Grosso. Um exemplo disso, segundo o gestor, é a inauguração da nova linha de produção da fábrica da Coca-Cola em Várzea Grande, que aconteceu na manhã desta terça-feira (20.08).

“Esse novo investimento é a prova de que o empresariado continua acreditando em Mato Grosso. Nosso Estado é pujante e tem capacidade enorme de crescimento e, por isso, temos recebido muitas empresas em busca de investimentos”, destacou.

A empresa, ligada ao grupo Solar, investiu R$ 40 milhões na ampliação. O novo setor irá produzir a Coca-Cola retornável de 2 litros, sem aumentar o valor do produto para o consumidor final, segundo assegurou Pedro Massa, da Coca-Cola Brasil. Ainda segundo Massa, o investimento no Estado é justificável por ser “Mato Grosso a locomotiva do crescimento da Coca-Cola no Brasil”.

Para o conselheiro do grupo Solar, Leonardo Melo, a ampliação da fábrica demonstra que a empresa acredita nas ações que são desempenhadas pela atual gestão do Estado. 

“O senhor [governador] teve uma postura desde que assumiu o Governo, com medidas firmes, que demonstram que Mato Grosso terá um grande futuro”, afirmou.

Sustentabilidade

A nova tecnologia empregada na fábrica irá contribuir diretamente para mudar o conceito de consumo e despertar a consciência ambiental nos consumidores. O governador ainda destacou que o mundo precisa debater a sustentabilidade com ações práticas, como é o caso desse projeto que foi concretizado pela Solar.

“A sustentabilidade é um dos temas mais relevantes e uma das grandes discussões que se faz em todo o planeta. Mato Grosso é a região do mundo que mais produz alimento e respeita o meio ambiente. Tenho dito e repetido isso, sistematicamente, que queremos construir uma relação direta com o mundo. Precisamos vender os nossos produtos e que o mundo conheça a verdade sobre Mato Grosso", concluiu o governador.

Fonte: Laice Souza | Secom-MT

AMM e Governo discutem parcerias em prol do desenvolvimento do estado

O presidente da Associação Mato-grossense dos Municípios, Neurilan Fraga, se reuniu nesta terça-feira (20) com o vice-governador Otaviano Pivetta para estreitar a relação entre estado e municípios. Na ocasião, eles discutiram projetos e ações governamentais que serão desenvolvidas em parceria na área da Saúde, Educação, Infraestrutura de Transporte e Agricultura Familiar.

“Estamos aqui, mais uma vez, nos reunindo com o Governo do Estado para aproximar ainda mais os prefeitos do estado. Sempre nos colocamos à disposição para trabalhar em parceria, por que entendemos que a união é o único caminho para enfrentar os desafios da gestão pública”, afirmou Neurilan.

Durante a reunião também foi discutido um programa de governança pública voltado para a captação de recursos, organização da prefeitura e aumento de receitas para investir nas áreas essenciais da gestão pública.

O vice-governador ressaltou sua experiência como prefeito e destacou a importância da AMM para os municípios. “A situação dos municípios melhorou muito ao longo dos anos, em função da articulação dos prefeitos através das suas associações. Não resta dúvidas de que hoje eles se encontram em situação melhor do que o estado”, disse Pivetta.

Fonte:Agência de Notícias da AMM

Governo e empresários planejam campanha para estimular economia

Com o objetivo de movimentar a economia e estimular o turismo interno e o varejo, o governo brasileiro está organizando uma campanha para tentar aquecer as vendas do comércio em setembro, um dos meses em que, tradicionalmente, o consumo em vários segmentos tende a ser menor.

Idealizada pelo governo federal, a chamada Semana do Brasil funcionará nos moldes do evento mundialmente conhecido como Black Friday (do inglês Sexta-feira Negra), uma ação promocional criada nos Estados Unidos, onde lojistas de todo o país se unem para, toda última sexta-feira de novembro, ou seja, um dia após o feriado de Ação de Graças, oferecer descontos em produtos, atraindo consumidores.

Segundo o Ministério do Turismo, a proposta do governo é engajar associações comerciais e entidades ligadas ao setor de turismo e serviços para oferecer produtos brasileiros a preços promocionais. A Semana do Brasil deve ocorrer entre os dias 6 e 15 de setembro, coincidindo com as comemorações da Independência do Brasil.

Mais de 100 empresários e representantes do governo federal se reuniram em São Paulo no início de agosto para discutir ações promocionais a serem desenvolvidas durante a Semana do Brasil. A forma de participação das empresas, entidades e órgãos públicos ainda está sendo definida. Entre as iniciativas discutidas está o lançamento, pelos Correios, de um selo alusivo ao evento, que deverá ser incluído no calendário nacional. Para estimular o turismo, a proposta prevê que empresas aéreas e o setor hoteleiro ofereçam passagens e hospedagem por preços mais baratos.

Em nota, o secretário nacional de Estruturação do Turismo, Robson Napier, disse que a campanha contribuirá para alavancar o turismo interno com opções atrativas em diversos serviços turísticos como promoções em diárias de hotéis, passagens aéreas, pacotes de viagens, restaurantes, dentre outras ações. “Estamos muito honrados em participar de uma campanha inédita como essa, incluindo o turismo em um projeto fundamental para fortalecer nossa economia”, destacou Napier.

Também em nota, o secretário de Comunicação da Presidência, Fábio Wanjgarten, destacou que a iniciativa visa a resgatar e fortalecer a autoestima do brasileiro. “O presidente [Jair] Bolsonaro quer um momento de valorização do Brasil, de resgate do patriotismo do cidadão, com o maior número de entidades participando do movimento. De um lado, o governo federal vai apoiar a realização e a divulgação da Semana do Brasil. Do outro, a iniciativa privada aproveita o momento para estimular o mercado e atrair consumidores durante o período com promoções especiais, descontos exclusivos, produtos e serviços temáticos, ambientação de espaços físicos e virtuais e muito mais.”

Fonte:Agência Brasil