Confiança do empresário do comércio em Cuiabá tem primeira retração em 2019

Todos os subíndices da pesquisa também apresentaram recessão no mês.

O mês de abril registrou a primeira retração da Confiança do Empresário do Comércio (Icec) no ano em Cuiabá. A pesquisa realizada pela Confederação Nacional do Comércio de Bens, Serviços e Turismo (CNC), foi divulgada pela Fecomércio-MT e mostrou uma queda de 1,5% em abril sobre o mês anterior, contabilizando 134,3 pontos.

Todos os subíndices da pesquisa também apresentaram recessão no mês, com destaque negativo para os índices que monitoram as Condições Atuais do Empresário do Comércio (ICAEC), de -2,6% e de Investimento do Empresário do Comércio (IIEC), de -2,3%.

Ainda assim, o estudo revelou variação positiva, no índice geral e de seus subíndices, na comparação com o mesmo período do ano passado, quando o Icec contabilizava 128 pontos em abril do ano passado. A alta observada foi de 4,9%.

As condições econômicas para os empresários do comércio foram as que apresentaram melhor desempenho na pesquisa durante o ano, saindo da zona de insatisfação em abril de 2018, com 93 pontos, para os atuais 110,5 pontos, atingindo uma situação otimista. Na última pesquisa divulgada, 63% dos empresários entrevistados acreditam na melhora da economia.

FPM: 237 municípios tiveram o recurso bloqueado por falta de informações no Siops

A Confederação Nacional de Municípios (CNM) informa que 237 Municípios estão com bloqueio no repasse do primeiro decêndio de maio do Fundo de Participação dos Municípios (FPM). Os recursos seriam creditados nesta sexta-feira, 10 de maio, mas a transferência foi bloqueada por falta de homologação nas informações referente ao 6º bimestre de 2018 dos gastos com saúde no Sistema de Informações sobre Orçamentos Públicos em Saúde (Siops). O montante bloqueado chega a R$ 227 milhões.

A CNM informa aos gestores municipais que os repasses poderão ser desbloqueados no prazo de 72 horas após a regularização das informações junto ao Siops (envio e homologação dos dados). O montante bloqueado representa 3,5% do total dos R$ 6,5 bilhões que serão partilhados entre os Municípios no primeiro decêndio de maio. Esse repasse é considerado o segundo maior do FPM neste ano.

A CNM alerta sobre a importância da regularização dessas informações, pois o FPM é um recurso destinado às áreas da saúde e da educação além de ser essencial à manutenção dos serviços prestados à população e para a manutenção administração municipal. Confira a relação dos Municípios que não homologaram os dados.

Condicionamento de recursos 

A CNM lembra ainda aos Municípios as sanções previstas na Lei Complementar 141, artigo 26, referente à aplicação mínima de recursos na saúde: 

“Para fins de efetivação do disposto no inciso II do parágrafo único do artigo 160 da Constituição Federal, o condicionamento da entrega de recursos poderá ser feito mediante exigência da comprovação de aplicação adicional do percentual mínimo que deixou de ser aplicado em ações e serviços públicos de saúde no exercício imediatamente anterior.

Ciosp amplia videomonitoramento em rodovias estaduais

Atualmente nenhuma estrada de Mato Grosso é monitorada; serão investidos cerca de R$ 8 milhões para aquisição das 88 câmeras.

Oitenta e oito câmeras vão fiscalizar a entrada e saída de veículos nas rodovias estaduais. O incremento da tecnologia em prol da segurança pública só foi possível pela integração com as secretarias de Estado de Meio Ambiente (Sema), Infraestrutura (Sinfra) e Fazenda (Sefaz), que vão dispor de aporte financeiro para a instalação das câmeras. A meta é que até o fim do ano vários pontos das rodovias sejam monitorados. Ao todo, serão investidos cerca de R$ 8 milhões.

Atualmente nenhuma rodovia do Estado é monitorada. O objetivo da criação do Sistema Integrado de Monitoramento de Veículos (SimVe) visa integrar tecnologia de imagens e trocas de informações entre as secretarias, no intuito de coibir a sonegação fiscal, crimes ambientais, roubo e furto de veículos, tráfico de drogas e redução da violência nas rodovias.

Todas as imagens serão recebidas pelo Centro Integrado de Operações de Segurança Pública (Ciosp), da Secretaria de Estado de Segurança Pública (Sesp-MT).

“É sabido que onde tem uma câmera diminui a criminalidade no entorno. O nosso projeto é distribuir as câmeras pelo Estado, especificamente nas rodovias estaduais e nos municípios. Se colocássemos quatro câmeras em uma cidade é como se reforçássemos a segurança com 16 policiais”, destacou o secretário de Estado de Segurança Pública, Alexandre Bustamante dos Santos.

Líderes comunitários de Mato Grosso são homenageados na ALMT

Sessão solene foi proposta pelo deputado Paulo Araújo em alusão ao Dia Nacional do Líder Comunitário

A Assembleia Legislativa de Mato Grosso (ALMT) realizou uma sessão solene na sexta-feira (10), no plenário Renê Barbour, para homenagear as lideranças comunitárias do estado, alusiva ao Dia Nacional do Líder Comunitário, que é celebrado em 5 de maio. O evento foi requerido pelo deputado estadual Paulo Araújo (PP). Na solenidade, o parlamentar fez a entrega de 500 moções de congratulações aos homenageados, em reconhecimento aos serviços prestados.

Paulo Araújo destacou que os líderes comunitários são os pilares de uma democracia popular e uma das principais fontes de inspiração de nossas lideranças políticas. “É o mínimo que a Assembleia pode fazer por esses homens e mulheres que se dedicam com afinco pela comunidade. Estamos aqui hoje homenageando esses líderes comunitários de diversas cidades do estado, é o momento de reconhecer o trabalho gratuito que essas pessoas fazem, buscando melhorias não só para os bairros e suas comunidades como também para Mato Grosso", disse Araújo.

O progressista ressaltou ainda a relação de confiança e colaboração mútua que sempre teve com os líderes comunitários. "Nos dois mandatos como vereador, a relação era baseada no respeito e na independência das opiniões - um dos alicerces do meu mandato. Em todas as oportunidades que tenho, faço questão de destacar os instrumentos utilizados em minhas ações, a participação constante, direta ou indireta, das lideranças comunitárias. Com isso, fazemos o papel da organização comunitária centrada na ação conjunta de cidadão para construir e exigir melhorias para a comunidade de forma coletiva", salientou Paulo Araújo.

Indicadores do Censo Escolar mostram queda de reprovação e maior aprovação

Os indicadores educacionais da Taxa de Rendimento e Taxa de Não Resposta coletadas pelo Censo Escolar 2018 mostram redução de reprovações, aumento de aprovações e abandono em queda ou estável, nos ensinos médio e fundamental.

Os dados foram publicados nesta sexta-feira, 10, no Portal do Instituto Nacional de Estudos e Pesquisas Educacionais Anísio Teixeira (Inep), e estão disponíveis para consulta.

A publicação cumpre o cronograma do Censo Escolar previsto em portaria e encerra o calendário do levantamento estatístico feito em 2018, com tendência de melhoras. Em 29 de maio, Dia Nacional do Censo Escolar da Educação Básica, o instituto inicia a campanha de 2019.

As taxas de rendimento, informadas pelas escolas, revelam a situação dos alunos ao final do ano letivo.

Governo transfere mais de 6 milhões aos Fundos Municipais de Saúde

O Governo do Estado de Mato Grosso, por meio da Secretaria de Estado de Saúde (SES-MT), repassou aos Fundos Municipais de Saúde (FMS) valor total de R$ 6.077.633.07 para o custeio de Programas de Saúde. Os valores repassados aos programas atingem os 141 municípios de Mato Grosso. 

O pagamento foi definido pelas Portarias n°115/2019, 116/2019 e 118/2019, publicadas no Diário Oficial que circulou no dia 07.05.

De acordo com os documentos, o montante foi dividido entre três programas de saúde: o Programa de Incentivo a Regionalização das Unidades de Reabilitação, Hemoterapia e Saúde Mental (R$377.000,00), o Programa de Apoio ao Desenvolvimento e Implementação dos Consórcios Intermunicipais de Saúde (R$811.529,07) e o Programa de Cofinanciamento da Atenção Primaria à Saúde (R$4.889.104,00).

A secretaria adjunta de Aquisições e Finanças da SES-MT confirmou que os valores já foram pagos. 

Fonte: Secom MT

Academias de Ginástica

ACADEMIA POLLY DANCE
Av. Mato Grosso, 857 - Centro
Fone: (65) 3326-2927
Cep: 78300-000
Tangará da Serra - MT
Como chegar

ACADEMIA POLLY DANCE - ACQUA
Av. Tancredo Neves, 2015-W - Parque das Mansões
Fone: (65) 3326-1277
Cel: (65) 99296-9556
Cep: 78300-000
Tangará da Serra - MT
Como chegar

TRAINER ACADEMIA
Av. Júlio Martinez Benevides, 998-S - Jardim Europa
Fone: (65) 3326-5283
Cep: 78300-000
Tangará da Serra - MT
Como chegar

BOLSA FAMÍLIA - Taxa de frequência escolar é de quase 90% em MT

Em Mato Grosso, o índice do acompanhamento da frequência escolar entre os beneficiários do programa Bolsa Família (PBF) chegou a 89,90% entre os meses de fevereiro e março deste ano. No período, foram acompanhados 162,5 mil crianças e jovens com idades entre 6 anos a 17 anos, conforme a Secretaria de Estado de Assistência Social e Cidadania (Setasc). 

Esse resultado contribuiu para o bom desempenho registrado no país, de 90,3%. O índice nacional foi o melhor resultado de toda a série histórica a contar de 2007 para o período. No Brasil, somaram 12,4 milhões de estudantes que frequentam a uma unidade de ensino dos mais de 13 milhões de beneficiários em idade escolar. 

Dados do Índice de Gestão Descentralizada do Programa Bolsa Família (IGD) divulgados pelo Ministério de Desenvolvimento Social e Combate à Fome (MDS) mostram que a taxa de frequência escolar no Estado representa um crescimento de 2,83 pontos percentuais nos últimos dois anos. Em 2017, o índice foi de 87,07%, enquanto em 2018 chegou a 88,18%.

O objetivo do acompanhamento da frequência, chamado de condicionalidade, é promover a inclusão e a permanência escolar. É necessário que os estudantes de 6 a 15 anos tenham uma frequência mensal mínima de 85% da carga horária. Alunos com 16 e 17 anos devem comparecer em 75% das aulas, no mínimo. 

Para a superintendente de Benefícios, Programas e Projetos Socioassistênciais do Sistema Único de Assistência Social (SBPPS/SUAS), Cristina Caputi, o resultado registrado no Estado se deve ao empenho tanto da Coordenação Estadual Intersetorial do Programa Bolsa Família (composta pelas áreas da Saúde, educação e Assistência Social), da gestão municipal do PBF e da rede estadual e municipal de educação. "A exigência da frequência escolar também representa um compromisso do Governo de Estado, que deve garantir a oferta de ensino regular aos estudantes".

Fonte: Redação Diário de Cuiabá