Museu de História Natural Casa Dom Aquino dobrou número de visitantes em 2019

Equipamento cultural recebeu 5.607 visitantes, um aumento de 102% em relação aos 2.778 de 2018

Na era digital, ir ao museu até parece ser coisa do passado, mas será que é? O Museu de História Natural Casa Dom Aquino é um patrimônio histórico de 177 anos localizado em Cuiabá, que conta a pré-história de Mato Grosso por meio de fósseis e artefatos arqueológicos e vem mostrar que os museus ainda fazem parte do cotidiano da população. Em 2019, o equipamento cultural recebeu 5.607 visitantes de Mato Grosso, outros estados e países. O número representa um aumento de 102% em relação ao ano de 2018, em que o Museu recebeu 2.778 visitantes.

Os museus têm um importante papel para a sociedade. Eles são capazes de informar e educar com exposições, oficinas, atividades recreativas e até mesmo usando os meios digitais como vídeos e outras opções interativas. São espaços ideais para despertar a curiosidade, estimular a reflexão e o debate, e criar uma conexão entre passado, presente e futuro.

Para a arqueóloga e presidente do Instituto Ecossistemas e Populações Tradicionais (ECOSS) – que faz o gerenciamento do museu, Suzana Hirooka, o Museu de História Natural Casa Dom Aquino tem conquistado a preferência das pessoas, em especial da comunidade escolar. Isso porque, ela explica, a visita é uma atividade extra classe que contribui muito para a fixação de conteúdos didáticos como dinossauros, evolução, biologia e meio ambiente, e os professores já colocam dentro das suas atividades anuais essa visita, auxiliando para a formação dos alunos.

PDT quer Pivetta como candidato ao Senado

O Partido Democrático Brasileiro (PDT) já bateu martelo quanto ao nome do vice-governador Otaviano Pivetta para a disputa pela vaga deixada pela juíza aposentada Selma Arruda no Senado Federal. Apesar de o presidente da Associação dos Produtores de Soja e Milho de Mato Grosso (Aprosoja), Antônio Galvan, também ter colocado seu nome a disposição, a legenda encara o projeto de Pivetta como prioridade e, inclusive, já está articulando alianças para viabilizar a candidatura do integrante do Poder Executivo Estadual.

Galvan se colocou como pré-candidato do agronegócio, e chegou até a admitir a possibilidade de vir a retirar o seu nome caso o setor entrasse em um consenso.

“Eu acredito que, se tem alguém hoje dentro do Estado, que se for pra responder realmente pelo setor agropecuário, acredito que o meu nome é o mais indicado para esta vaga. Então, posso garantir que nos estamos preparados para essa nova missão caso ela venha a acontecer”, disse.

O presidente do PDT no Estado, secretário de Cultura e Esportes, Alan Kardec, entretanto, afirma que já conversou com o presidente da Aprosoja. “Nós ficamos contentes com a disposição do Galvan. Já sentamos com ele junto com o Otaviano Pivetta, e deixamos claro que nossa prioridade, hoje, é o Otaviano Pivetta, nosso nome mais experimentado e consolidado”, disse Kardec.