Executivo assina Ordem de Serviço e autoriza início das obras de iluminação

A Prefeitura Municipal de Tangará da Serra assinou na última sexta-feira, 6, a Ordem de Serviço nº 035/2018, autorizando a empresa Sec Engenharia Ltda a iniciar as obras de construção de rede de iluminação pública em média e baixa tensão nas Avenidas Inácio Bittencourt e Lions Internacional.

De acordo com o contrato, a iluminação na Lions Internacional será do trecho do entroncamento com Avenida Brasil até a rotatória com anel viário, próximo ao Parque de Exposições, enquanto na Inácio Bittencourt a iluminação será instalada entre a Vila Goiás e a Unemat, num total de R$ 2.555.697,74. “Essas obras importantes vão garantir mais segurança, mais tranquilidade aos cidadãos, acadêmicos da Unemat que hoje transitam por uma rodovia sem iluminação. Da mesma forma os moradores da Vila Esmeralda, que terão acesso com maior segurança, por conta da iluminação da Avenida Lions Internacional”, frisou o prefeito Fábio Martins Junqueira. “De forma que fico muito feliz em expedir essa Ordem de Serviço, ao mesmo tempo também que agradeço o Governo Federal e ao deputado Rogério Silva, na ocasião que exerceu o mandato por quatro meses, e hoje suplente, e com isso garantiu essa emenda que se concretiza”. 

As obras foram autorizadas em maio deste ano pela Superintendência de Desenvolvimento da Amazônia (Sudam), que avalizou emenda parlamentar no valor de R$ 3 milhões de autoria do vereador Rogério Silva (MDB), quando este atuou como deputado na Câmara Federal, entre julho e novembro passados. “A expectativa era consolidar isso antes do período eleitoral e tivemos a satisfação de fazer. Duas importantes obras para o município de Tangará da Serra. Duas importantes avenidas que serão iluminadas (...) E isso fecha um ciclo da nossa participação em Brasília. Conseguimos fechar com chave de ouro, com uma importante obra para o município”.
O prazo para execução da obra é de 90 dias.

Fonte: Fabiola Tormes - Redação DS

Tangará promove 1ª Semana da Cultura

O Município de Tangará da Serra, por meio do Departamento Municipal de Cultura, promoverá 1ª Semana da Cultura. O evento inicia na noite desta segunda-feira, 9, e segue até sexta-feira, 13, oficializando o encerramento da primeira temporada das oficinas culturais promovidas pelo Departamento de Cultura. 

Nesta segunda-feira, dia 9, as apresentações ficarão por conta dos alunos das oficinas de Dança Popular, coordenadas pelo instrutor Wellington Machado (Japa). 

Na quarta-feira, 11, os instrutores Stiven Martins e Adriane Rocha mostrarão ao público presente o que seus alunos aprenderam nas aulas de teatro e teatro circense, assim como se apresentarão os alunos das oficinas de violão do professor Favetinho. 

Já na quinta-feira, 12, se apresentarão as pequenas alunas da oficina de Balé Clássico, coordenadas pela professora Ingrid Freire, e, finalizando, na sexta-feira, 13, os alunos das oficinas de música – violão, teclado e coral, coordenados pelos instrutores Wesley Souza e Jorge Félix, se apresentarão. 

Além das apresentações, de segunda a sexta-feira, o Centro Cultural ainda terá exposição de artes plásticas e artesanatos, produzidos pelos alunos nas oficinas coordenadas pelos instrutores Antonio Lucimar, Marlene Santana e Beatriz. 

Foram cerca de 2,5 mil alunos envolvidos nesta primeira temporada, sendo que, destes, cerca de 30% abandonaram as oficinas. “Dos alunos que se inscreveram, tivemos a evasão de pelo menos 30%: vieram, se inscreveram e desistiram, e acabaram tomando vaga de outras pessoas que tinham interesse. Mas, ainda assim, a avaliação é positiva, pois os que continuaram estiveram presentes nas oficinas e aproveitaram ao máximo”, comenta o coordenador de Cultura, Anselmo Parabá, ao aproveitar a oportunidade para convidar toda a população para prestigiar as apresentações desta Semana da Cultura. 

Segunda temporada inicia em agosto

Aproveitando a presença da comunidade tangaraense, o Executivo Municipal fará nesta semana, o lançamento da segunda temporada das oficinas culturais, que iniciarão dia 6 de agosto.

De acordo com o coordenador de Cultura, Anselmo Parabá, assim como na primeira temporada, cerca de 2,5 mil vagas serão abertas para o segundo semestre, divididas entre as oficinas promovidas no Centro Cultural e as descentralizadas, promovidas em parcerias com escolas e entidades. 

“Continuará praticamente a mesma coisa da primeira temporada, com a diferença de que iremos estrategiar de forma a aproveitar ao máximo as vagas de cada turma”, explica, ao afirmar que, apesar do lançamento da segunda temporada, as matrículas para as oficinas culturais serão abertas somente no final do mês.

Fonte: Fabiola Tormes - Redação DS