Empresários discutem abertura do comércio em horário especial em Tangará da Serra



O tema esteve em pauta mais uma vez em reunião ampliada na manhã desta quinta-feira (16) na sede da ACITS. O presidente da ACITS – Associação Comercial e Empresarial de Tangará da Serra, Vander Masson explicou que os dois Sindicatos [dos empregados e patronal] são os legítimos representantes das categorias, mas destacou que a discussão do assunto foi um pedido de associados da entidade.

“Nós, enquanto associação, recebemos alguns pedidos de empresários que gostariam que o comércio tivesse uma flexibilidade no atendimento. Queremos que venham mais empresas para Tangará porque vai gerar mais empregos, mais renda. Vindo mais empresas, nos fortaleceremos também no âmbito regional. E, para mantermos esta condição de cidade polo, temos que oferecer serviços diferenciados visando atrair os consumidores que poderão fazer suas compras em horário especial”, destacou Vander Masson.

Ele ressalta que é preciso tratar com muita atenção e respeito às questões ligadas aos trabalhadores e há também a legislação que precisa ser readequada. A Convenção coletiva firmada entre os dois sindicatos também é citada pelo presidente da ACITS, porque é justamente o documento que vai regulamentar esta atividade em horário especial. “O desejo dos empresários é que construamos uma flexibilidade para o empresário trabalhar. Há empresas que precisariam ficar abertas até as 19h00min e no sábado à tarde. Este seria o maior desejo neste momento”.

Ele ressaltou mais uma vez que o objetivo é facultar a abertura e não obrigar. “Só temos que dar oportunidade ao empresário que quer crescer com Tangará que está em um momento importante, superando a casa dos 100 mil habitantes. Estamos nos consolidando como polo e precisamos rever este pensamento que temos até então. As cidades polo estão evoluindo e temos que nos enquadrar neste novo modelo já vigente em grandes centros e temos a possibilidade de trabalhar desta forma. É isto que o empresário quer. Mas é preciso trabalhar isto junto com os funcionários também”.

O resultado das discussões deverá agora ser apresentado aos Sindicatos dos Empregados e dos Empregadores, para que a proposta seja encaminhada ao Executivo e Legislativo. “Acreditamos que esta proposta vai beneficiar toda a comunidade. Claro que o funcionário às vezes pode ver desvantagens, mas terá também um período livre na semana pra fazer o que precisar ou quiser. Nós vamos buscar este entendimento, esta conscientização da importância desta mudança para que Tangará se consolide como polo”, afirma Vander Masson.

Masson ressaltou ainda que é importante lembrar que as leis trabalhistas precisam ser respeitadas em todo o processo.

Fonte: Marlenne Maria com Gilvan Melo - Redação RP

FALA EMPRESÁRIO visita nova distribuidora de refrigerantes em Tangará

O projeto Fala Empresário desenvolvido pela Prefeitura Municipal de Tangará da Serra através da Secretaria Municipal de Indústria Comércio e Serviços (SICS) visitou a indústria e distribuidora de refrigerantes Dydyo que acaba de se instalar no Município gerando novos empregos para os tangaraenses.

Em Tangará da Serra a Dydyo já gera 17 empregos diretos com previsão para gerar 80 dentro de um ano, de acordo com seus diretores Orestes Muniz que é o presidente da empresa, Gerson Nava, diretor industrial e Cley Muniz que é diretor comercial. “Mais uma fonte geradora de emprego e renda para o tangaraense. Fiquei muito feliz com a implantação d mais essa importante empresa em nossa cidade”, destacou o Prefeito Fábio Junqueira que esteve acompanhado do Secretário Fernando Ambrosio durante a ação do Fala Empresário.

A Dydyo conta com seu laboratório instalado em Porto Velho, Rondônia e atualmente recicla pets numa proporção superior a três vezes o que coloca no mercado, reciclando o que produz e ainda materiais de outras industrias. “Ao todo reciclamos 10 milhões de pets por mês e possuímos certificado internacional de reciclagem”, destacaram os diretores.

Fonte: Assessoria de Imprensa