DIAGRO - Campus de Tangará da Serra sedia evento sobre solos

A Universidade do Estado de Mato Grosso, em Tangará da Serra, sedia a partir desta segunda-feira (08.06) o 2º Diálogo Interdisciplinar da Agronomia. Nesta edição o tema “Solos: ciência, interfaces e desafios” é alusivo ao ano internacional dos solos, conforme promoção da Organização das Naçoes Unidas para a Agricultura e Alimentação (FAO). 

A abertura do evento será às 13h30 no campus da Unemat com a palestra: “Solos: Ciência, interfaces e desafios”, que será ministrada pelo professor Milson Evaldo Serafim do Instituto Federal de Mato Grosso, campus de Cáceres. 

O objetivo do evento é promover ações interdisciplinares das turmas do curso de Agronomia do Campus da Unemat e ainda viabilizar a socialização das atividades com que serão realizadas na Feira do Produtor no dia 10 de junho. O foco das discussões do evento é colocar em evidência o recurso natural não renovável, o solo, e chamar a atenção da população para a necessidade de preservação.

Além da conferência de abertura também serão ministradas outras duas palestras: “Solos e água: a importância do Pantanal para a manutenção dos agroecossistemas no Mato Grosso”, pela professora da Unemat Solange Ikeda, e “Pagamentos por serviços ambientais para a qualidade de solos e da água” que será discutida pelo consultor Décio Eloi Siebert, de Tangará da Serra.

Para inscrições e demais informações acesse: http://www.unemat.br/eventos/diagrotga/

Fonte: LYGIA LIMA
Assessoria/Unemat

Programa de Aquisição de Alimentos fortalece a agricultura familiar



A Secretaria de Agricultura de Tangará da Serra está desenvolvendo o Programa de Aquisição de Alimentos (PAA) para auxiliar os produtores da agricultura familiar a aumentarem a renda. O secretário de agricultura do município, Ander Santos, falou em entrevista à Rádio Pioneira como funciona o programa.

“O programa é da CONAB junto com demais ministérios que compra diretamente do produtor e nesse caso do PAA, a doação é simultânea. O produtor vende os alimentos e quem recebe são as entidades cadastradas, escolas, APAE, Casa da Criança, Casa do Adolescente, entre outras. Ao todo são atendidas 28 unidades, 38 produtos e 28 produtores que participam desse programa. O PAA está orçado para esse ano em 16 coletas que chegará a R$ 750 mil reais. Essa renda estará girando na economia de Tangará da Serra e sobretudo para quem mais precisa, que é o produtor rural”, disse.

Segundo o secretário, os preços dos produtos são tabelados regionalmente pela CONAB. “Quem ganhou o edital da CONAB é a COOPERVIDA e a secretaria é parceira no transporte e no convenio de repasses para a execução desses trabalhos. O produtor não irá produzir apenas para o PAA, mas é um viés de comercialização a mais que ele tem. São produtos de qualidade e o produtor tem uma ajuda a mais através do programa”, destacou.

Saturnino Masson convida para Audiência Pública

Fonte: Assessoria de Imprensa.