RECANTO TOURO VENTANIA

LOCALIZAÇÃO: Rua Virgílio Favette, n° 2353 S - Cidade Alta (ao lado da AABB). O restaurante oferece comida típica no fogão a lenha – a La carte. Funcionamento do restaurante: domingo no almoço. O local ainda dispõe de uma excelente infraestrutura que garante muita diversão como: jogos de mesa, bocha, sinuca, pista de laço comprido, pista de tambor, quadra de vôlei de areia, touro mecânico, redário, cavalos para passeio, doma de cavalo, aula de 3 tambores e baliza.

CONTATO: (65) 9909 7716 / 9617 6776.

Fiéis celebram com emoção o feriado de Corpus Christi

Com muita emoção as Paróquias Nossa Senhora Aparecida e Santa Terezinha do Menino Jesus de Tangará da Serra realizaram na manhã desta quinta-feira (04) as celebrações de Corpus Christi. A paróquia Nossa Senhora Aparecida realizou uma procissão na Avenida Brasil com saída da praça da antiga Prefeitura Municipal em direção à Igreja Matriz. Segundo o pároco, Frei Eliseu Aiolfi, está é uma data muito importante para a igreja católica.

“Hoje é dia da festa do Corpo e Sangue do Senhor, porque se nós olharmos a nossa vida não deixa de ser um caminho marcado de dificuldades, de certos obstáculos, mas também de muitas alegrias e realizações. É o que fazemos hoje, a adoração ao Cristo Eucarístico nos sinais do pão e do vinho. A importância está exatamente em reconhecer a presença viva e real de Jesus na hóstia consagrada. Na hora da consagração não é pão e vinho, é o Corpo e Sangue do Senhor presente no coração e na vida das pessoas”, disse.

Na Paróquia Santa Terezinha, foi feito tapetes que segundo o Padre João Ignácio significa em símbolos, as primeiras experiências que lembravam Jesus Cristo. “Os tapetes lembram os símbolos das primeiras experiências que recordavam a Jesus Cristo. O peixe, o cálice e a uva lembram sinais da comida de cada dia da época, mas Cristo escolheu o pão e vinho para ser lembrado aquilo que Ele mais fez, por isto eles expressam a eucaristia”.

Padre João Ignácio explicou que a festa celebra também a segunda aliança fraterna de Deus com o povo. “O povo antigo, a partir de Moisés, chegou ao consenso, pela aliança dos Dez Mandamentos, de celebrar a alegria de Deus tomar a iniciativa de querer bem ao povo.

Em Jesus Cristo, a experiência dos seguidores, das primeiras comunidades cristãs, levou a conclusão que o amor manifestado em n’Ele é muito maior do que a aliança antiga, por isso os povos passaram a celebrar “Uma Nova Aliança” para dizer em Cristo, ao invés do código dos 10 mandamentos, que Deus revela uma dimensão totalmente distinta e melhor.

É a misericórdia, a união, especialmente fala das bem-aventuranças e ao invés de dez mandamentos, agora existe um só, o do querer bem, do amar-se. Então esta festa é pelos sinais eucarísticos, pelos sinais que lembram Cristo, celebrado e atualizado nas comunidades católicas, como grande expressão deste sentimento de gratuidade”, afirmou.

O padre aproveitou ainda para deixar uma mensagem de reflexão à população sobre o momento vivido atualmente pela sociedade em relação à fé. “Em primeiro lugar, o segmento de Cristo não deve ser fonte de divisão, de separação, mas exatamente de entendimento e de respeito. Essa é uma questão muito séria, porque se tem uma ameaça na humanidade que assusta muita gente é o fanatismo religioso. Então que a religião seja um meio de construir, edificar, contribuir para o bem da humanidade e não para desintegra-la”, finalizou.

Fonte: Aline Schwaab com Heverton Luiz - Redação RP

Comemoração de 01 ano do campus IFMT reuniu público expressivo

Aconteceu na noite desta quarta-feira (03) no campus do Instituto Federal de Mato Grosso – IFMT, campus de Tangará da Serra, a festa junina em comemoração ao aniversário de um ano de fundação do instituto no município. Um grande número de pessoas prestigiou o evento.

O Pároco da Paróquia Nossa Senhora Aparecida, Frei Eliseu Aiolfi esteve presente e parabenizou a organização. “Uma noite de comemoração. É umas das primeiras festas juninas do ano, início do mês de junho conhecido como os chamados Santos Populares, todos com a mesma característica de evangelização. Parabéns aos organizadores e a todos os voluntários que hoje prestam serviço nesta festa e parabéns também ao instituto”, disse.

O coordenador do instituto, Gilcélio Peres, falou com alegria da realização do evento. “Mês de junho pede festa junina e como nós fomos criados formalmente através da portaria ministerial no dia 10/06/2014, resolvemos fazer a festa junina para celebrar o aniversário do campus. A comunidade veio e estamos gratos. Foi uma forma de celebrar essa importante conquista para toda a cidade”.

Quem compareceu na festa assistiu a apresentações de quadrilha dos alunos do instituto e de escolas convidadas e pode também saborear comidas e bebidas típicas da época. “Uma noite agradável, de festa para as famílias, para a comunidade. As pessoas vieram e trouxeram o quilo de alimento não perecível de ingresso que será entregue às instituições. De fato, estamos muito gratos por toda a comunidade que ajudou, que sempre foi aberta e receptiva ao IFMT em Tangará da Serra. Celebramos um ano e temos um futuro muito bonito pela frente ainda”, ressaltou Gilcélio Peres ao afirmar que essa é o primeiro de muitos anos que o instituto irá comemorar.

O coordenador destacou ainda que a implantação do instituto no munícipio foi uma luta de anos e comemorar faz parte da conquista. “Tangará esperou quase 6 anos pelo IFMT. Temos agora quase 300 alunos e quatro meses de funcionamento com alunos, estamos indo para o sexto curso e preparando curso superior para o ano que vem. Então temos motivos de sobra para comemorar, para fazer festa mesmo”.

Fonte: Aline Schwaab com Franthescolly Gomes - Redação RP