Campanha do Outubro Rosa realiza 250 mamografias

Durante o mês de outubro, a Secretaria Municipal de Saúde de Tangará da Serra realizou várias ações em prol de orientar as mulheres na prevenção contra o câncer do colo do útero e câncer de mama. Ao todo foram efetuadas 250 mamografias e 1.631 atendimentos, sendo palestras, exames e coletas de preventivo.

Segundo a coordenadora da Atenção Básica, Márcia Goulart, a programação foi diferenciada onde puderam contemplar várias ações, como exames, palestras de forma a informar as mulheres sobre as principais doenças que acomete o sexo feminino. Houve capacitação dos funcionários, seminário rosa, e Semana Rosa onde foram intensificadas as ações. Foram coletados 814 exames preventivos durante o mês e no dia “D” 545, totalizando 1.359. E ainda 844 exames de mamas e 144 palestras educativas.

Todas as mulheres acima de 25 anos devem fazer o exame preventivo de colo de útero e a mamografia realizada pelo Sistema Único de Saúde a partir de 50 anos.

Fonte: Assessoria de Imprensa da PMTS

Legislativo realizou Audiência sobre Saúde do Homem

Na última segunda-feira, dia 03, a Câmara Municipal de Tangará da Serra realizou a Audiência Pública sobre “Saúde do Homem”. O evento foi realizado no Plenário “Vereador Daniel Lopes da Silva”, com a presença de vereadores, representantes de organizações não-governamentais, autoridades e população em geral.

Autor do requerimento que resultou na audiência, o vereador Professor Sebastian (Pros) avaliou o evento. Segundo ele, a audiência alcançou o objetivo de ajudar a divulgar informações importantes para a saúde do homem.

“Nosso interesse é de que, após a audiência de hoje, possamos viabilizar caminhos no que diz respeito a saúde do homem Em Tangará da Serra”, disse o vereador que também é presidente da Comissão de Saúde da Câmara.

NOVEMBRO AZUL – A audiência pública realizada pelo Legislativo tangaraense ajudou a divulgar a Campanha Novembro Azul - campanha de combate ao câncer de próstata promovida pela Sociedade Brasileira de Urologia (SBU) em parceria com o Instituto Lado a Lado pela Vida e com o apoio da Frente Parlamentar de Atenção Integral à Saúde do Homem.

De acordo com estudos recentes, os homens cuidam menos de si e da sua saúde. Os dados que apontam mortalidade e morbidade do público masculino: os homens apresentam uma maior mortalidade do que as mulheres em praticamente todos os ciclos de vida. A cada três mortes de pessoas adultas no país atualmente, duas são de homens.

Marcos Figueiró 
Assessoria de Imprensa